Revista Rua

Lifestyle. Bússola

Budapeste

A cidade que abraça o Danúbio

Reyes Riveiro

Texto: Reyes Riveiro |

A Hungria é um dos países europeus que cresceu mais em termos turísticos nos últimos anos, principalmente através da sua capital, Budapeste. 

O nome de Budapeste deriva das duas margens do Rio Danúbio, a linha divisória da cidade: no oeste Buda, e no leste Peste. Depois da fusão em 1873, Buda e Peste estão conectadas através de várias pontes como a Ponte das Correntes, a mais antiga. É uma cidade muito acessível graças às ruas pedestres, mas quando as distâncias são maiores, a outra opção é usar o metro ou o elétrico.

Indubitavelmente, a majestosa Praça dos Heróis é o lugar mais simbólico da capital porque as suas estátuas representam a fundação e as conquistas da nação húngara. Perto daqui está o Parque da Cidade, um dos espaços verdes mais extensos junto com a Ilha Margarida, situada no meio do Danúbio.

Do ponto Quilómetro 0 pode chegar a pé ou por funicular até ao Bairro do Castelo, no qual está o Bastão dos Pescadores, a Igreja de Matias e o Castelo de Buda. Estes monumentos erguem-se no topo da Colina Gellért e vigiam desde Buda o fascinante Parlamento de Budapeste. A Basílica de São Estêvão é, juntamente com o Parlamento, o prédio mais alto da cidade e pode visitar-se a cúpula para aproveitar o panorama incrível.

A nível cultural, festivais de vários tipos são realizados durante todo o ano na cidade do Danúbio: cinema, ópera, artes gráficas... Em termos de museus, existem muitas opções: o Museu Nacional de Belas Artes, a Galeria Nacional, o Museu do Holocausto, o Centro de Fotografia Contemporânea Robert Capa, o Museu de História ou o Museu das Esculturas. Outro dos atrativos budapestinos são os banhos termais, admirados para os seus fins terapêuticos. Széchenyi, Gellért e Rudas são as termas mais concorridas.

O Bairro Judeu, com a maior sinagoga da Europa, é outro dos locais de referência. Atualmente, este bairro é conhecido sobretudo pelos chamados ruin bars, bares e pubs em edifícios abandonados que conseguiram revivificar esta e outras áreas da capital. Não se pode esquecer a deliciosa gastronomia húngara, na qual o guisado de carne goulash é um dos pratos estrela. Uma visita ao Mercado Central é uma boa maneira de conhecer produtos tradicionais como o lángos, um tipo de pão, os picles ou savanyúság, e a pimenta páprika.

Budapeste é história, cultura e ambiente mágico, a combinação perfeita para desfrutar de uma experiência cativante.  


Relacionados

4 vídeos 817 followers