Revista Rua

Lifestyle. Bússola

Islândia

Um país de maravilhas naturais

Joana Soares

Texto: Joana Soares |

A Islândia, “terra do gelo”, país nórdico insular, é considerada o terceiro país mais desenvolvido do mundo e tem uma localização que potencia uma grande atividade vulcânica, o que torna a sua paisagem um elemento muito característico. E é exatamente essa paisagem que atrai turistas, fotógrafos e até realizadores de Hollywood.

Este deve ser um dos poucos países europeus que não é visitado, em grande parte, quase exclusivamente pela sua capital. Quem já visitou o país, garante que não vale a pena passar mais do que um dia em Reykjavík. Apesar disso, é uma capital europeia completamente diferente das outras e, por isso mesmo, muito especial. À beira mar, nesta cidade calma, quase a parecer uma aldeia, todas as pessoas locais parecem conhecer-se, apesar de estarem aqui quase dois terços da população nacional.

Fora da capital, a Islândia é ainda mais rica, provando ser um país com paisagens de cortar a respiração. Um relevo bastante acidentado, com montanhas, montes, como é o caso do Hvannadalshnúkur (o mais alto do país) e vulcões, como o Eyjafjallajökull, o maior da ilha, são os cenários mais comuns no país. São também grandes pontos de interesse as cascatas, tal como a Oxararfoss, onde pode nadar entre duas placas tectónicas, a Gulfoss ou a Dettifoss (a maior da Europa), os glaciares, como o conhecido Vatnajökull, as piscinas termais, como a Blue Lagoon ou a Seljavallalaug, e lagos e lagoas, como a Jökulsárlón, uma grande lagoa de icebergs (conhecida como o cemitério dos icebergs, porque o gelo dos glaciares vai derretendo e criando esta lagoa com icebergs enormes que acabam por desaguar na praia, uns metros mais à frente). Os géiseres são também uma das maravilhas naturais, especialmente o Geysir, o géiser que deu origem à palavra que designa estas nascentes eruptivas.

E se está a pensar que no inverno é quase impossível visitar a Islândia, desengane-se: as temperaturas não são assim tão baixas quanto possa pensar – raramente descem abaixo de -3ºC nesta época do ano. Apesar das poucas horas de luz solar, pode aproveitar o tempo frio para visitar o país, que tem paisagens diferentes nas várias estações. Seja em que altura do ano for, prepare-se para caminhadas – provavelmente a melhor forma de explorar os recantos da ilha.


Relacionados

4 vídeos 1011 followers