Revista Rua

Apreciar. Cultura

Peeping Tom, a companhia belga subiu ontem ao palco do CCVF

Miguel Estima

Texto: Miguel Estima |

Ontem, o Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, celebrou o seu 12º aniversário com a apresentação do espetáculo Moeder da companhia belga Peeping Tom. Foi um momento verdadeiramente marcante, de fusão de artes com teatro, dança e cinema, numa viagem aos limites da condição humana.

Moeder (Mother - mãe), estreada em 2016, é o segundo volume de uma trilogia da companhia belga Peeping Tom focada na temática da família: a trilogia começou com a peça Vader (Father - pai), uma peça de 2014, e continuará com Kind (Child - criança), a estrear em 2019. Neste espetáculo que serviu como comemoração dos 12 anos do Centro Cultural Vila Flor, a companhia teatral levou o espetador numa viagem pelos espaços, públicos e privados, que normalmente fazem ligação à família, como é o exemplo da maternidade... e a funerária. Moeder é dirigida por Gabriela Carrizo, que conta com a ajuda de Franck Chartier como assistente dramatúrgico e artístico.

[ Fotografia de Herman Sorgeloos ]

 

[Fotografia de Oleg Degtiarov ]


4 vídeos 817 followers