Revista Rua

Observar. Região

Ponte de Lima: O Percurso do próximo verão está repleto de música

Marta Alves

Texto: Marta Alves |

O Verão está a chegar e Ponte de Lima quer ser uma vila abastada de movimento e de ritmos musicais. Com mais de 20 espetáculos, a vila “mais antiga de Portugal” será palco de quatro eventos culturais que decorrem entre julho e agosto: a Feira do Cavalo; a Feira da Caça, Pesca e Lazer; o Festival Percursos da Música e, ainda, os Concertos Comemorativos dos 120 anos do Teatro Diogo Bernardes contam com a presença de artistas nacionais e internacionais para promover e dinamizar o concelho. 

A programação do Festival Percursos da Música, a decorrer de 4 a 21 de julho, juntamente com a dos Concertos Comemorativos dos 120 Anos do Teatro Diogo Bernardes, estes a 4, 5, 11 e 12 de agosto na Expolima, foi apresentada, hoje, pelo Município de Ponte de Lima.

No primeiro momento, foram revelados os nomes dos músicos que estão incluídos nas feiras típicas da região. De regresso aos discos com Diz-me, Paulo Gonzo faz parte do programa da XI edição da Feira do Cavalo com a atuação agendada para o dia 6 de julho. Já na Feira de Caça, Pesca e Lazer, no dia 15 de julho, é a vez de João Pedro Pais vozear alguns temas na companhia dos acordes da guitarra. Ambos espetáculos estão marcados para 22h com entrada gratuita, na Expolima.

 

Todos os anos, o Festival Percursos da Música reúne uma avalanche de espetáculos, onde o ecletismo e a qualidade dos artistas são o principal foco. Da música clássica à contemporânea, passando pela eletrónica, jazz e música erudita, o evento propicia mais de vinte concertos em locais distintos do centro histórico que pretende aglomerar um público o quanto mais diversificado. A iniciativa começa a 4 de julho com Porto Lírico, um grupo de quatro cantores e dois pianistas que fazem o lirismo ganhar um lugar na música portuguesa.

As linguagens do fado e da música tradicional com instrumentos não convencionais do Fado em Trio, os influentes músicos do cenário do jazz nacional, Songbird, (um projeto musical composto pelo contrabaixista João Hasselberg e pelo pianista Luís Figueiredo, o autor dos arranjos da música vencedora da Eurovisão deste ano, “Amar pelos dois” interpretada por Salvador Sobral), os espanhóis Feten Feten e a finlandesa Katariina Limataiinen são alguns nomes que fazem parte do vasto leque de músicos que constituem o cartaz desta sétima edição do festival. O fecho está programado para o dia 21 de julho com os portugueses Dead Combo.

A par disso, Ponte de Lima celebra, desde o ano passado, os 120 anos do Teatro Diogo Bernardes. Ao contrário do Festival Percursos de Música, os concertos terão rostos conhecidos. A abertura ficará a cargo de Ana Moura (4 de agosto), seguem-se os intérpretes Rui Veloso (5 de Agosto) e Gabriel o Pensador (11 de agosto) e, termina com Pedro Abrunhosa & Comité Caviar (12 de agosto). A Expolima é o local escolhido para os concertos.

Impulsionada pelo Município de Ponte de Lima e com o apoio do Teatro Diogo Bernardes, esta oferta cultural tem um custo de 200 mil euros, um investimento que o Presidente da Câmara, Victor Mendes, considera “significativo, mas controlado”. Além disso, possibilita “um ritmo dinamizador que poucos concelhos da dimensão da vila limiana têm”. Para o autarca, esta aposta será, posteriormente, compensada através da presença dos visitantes e dos próprios habitantes. 


4 vídeos 817 followers