Revista Rua

Observar. Região

Priscos: o maior presépio vivo da Europa

Joana Soares

Texto: Joana Soares |

© D.R.

 

Na freguesia de Priscos, em Braga, há já doze anos que um grupo de pessoas, cada vez maior, se junta, em dezembro e janeiro, para dar vida a este que é hoje o maior presépio vivo da Europa. Neste espaço, com cerca de 90 cenários e com mais de 600 figurantes que dão vida à história, pode fazer uma viagem até ao passado, apreciando música, espetáculos, aromas, sabores, sons, animais, casas, lojas, praças e mercados. Neste ambiente histórico, estão presentes referências às culturas egípcia, judaica, romana, assíria, grega e babilónica.

Enquanto percorre esta memória viva pode encontrar cenários de diversas profissões da época, que tornam a experiência mais agradável e realista, como sapateiros a consertar sandálias romanas, tecedeiras a trabalhar no tear, uma padeira que prepara a farinha para o pão, ferreiros a forjar ferro, oleiros a moldar barro, serradores a cortar lenha e camponeses a organizar as suas ferramentas.

Quando este projeto de recriação de tempos longínquos começou, nem o Padre João Torres, principal mentor do projeto, nem os primeiros participantes imaginaram que chegasse à dimensão que tem hoje, mas com dedicação e trabalho, os visitantes foram crescendo, sendo que na edição anterior foi batido o recorde de visitas, com 103 mil visitantes.

Para além da experiência que pretende proporcionar, este presépio com cerca de 30 mil m2 procura também criar uma reflexão sobre o verdadeiro sentido do Natal. Assim, o Padre da paróquia tem vindo a integrar nesta iniciativa alguns reclusos do estabelecimento prisional de Braga, ajudando-os a reintegrar-se na sociedade, dando-lhes um rumo.

Este ano, a abertura é no dia 16 de dezembro, às 10h30 e conta com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. Pode consultar online as datas e horários em que pode visitar o presépio de Priscos. Quanto à entrada, é gratuita, mas terá de aguardar na fila de espera. Caso prefira, pode pagar uma contribuição solidária de cinco euros e ter uma entrada mais rápida (gratuito para as crianças até aos doze anos).

© Sérgio Freitas (CMBraga)

© Sérgio Freitas (CMBraga)


4 vídeos 817 followers