Revista Rua

Apreciar. Cinema

Sessão para a família: Regina Pessoa a "riscar" as paredes da Casa dos Crivos

Amanhã, às 15h00 na Casa dos Crivos, integrado no Braga em Risco - I Encontro de Ilustração, há sessão para toda a família com a trilogia da infância de Regina Pessoa. 

Luís Leite

Texto: Luís Leite |

Esta sessão faz parte do ANIMATOGRAPHO, uma programação cinematográfica da Confederação – coletivo de investigação teatral dedicada à Infância e Juventude. Amanhã conta com a projecção da multipremiada Trilogia da Infância de Regina Pessoa, seguida da longa metragem de animação brasileira "O Menino e o Mundo". Em 1999, Regina Pessoa anima e realiza a sua primeira curta-metragem de animação “A Noite”, em gravura sobre placas de gesso – uma técnica morosa e delicada que resulta numa plasticidade singular – que ganhou mais de uma dezena de prémios nacionais e internacionais.  “Um tio meu encorajava-nos, desenhando nas paredes de cal e nas portas da casa da minha avó, com carvão da fogueira. O facto de desenharmos assim, pelas paredes, ainda por cima incentivados por um adulto, dava-nos uma sensação de liberdade, porque se, por um lado não tínhamos papel nem lápis, arranjávamos sempre umas paredes ou portas”, diz na sua biografia.

Em 2005, realiza o seu segundo filme “História Trágica com Final Feliz”, igualmente em gravura. Esta animação tornou-se numa das curtas-metragens portuguesas mais galardoadas de sempre com quase cinco dezenas de prémios e menções internacionais, entre os quais se destaca Prémio Cidade de Espinho e Alves Costa no CINANIMA (2005, Portugal), o Grande Prémio no Festival de Annecy (2006, França), o Prix à la Qualité do CNC (2006, França), e o Grande Prémio no SICAF (2006, Coreia do Sul). Também na sua biografia mostra um pouco como surguiu o seu universo ilustrado: “Vivi no campo, numa aldeia perto de Coimbra até aos 17 anos. O meu universo era rural. Não tínhamos televisão, o que na altura era uma grande maçada, mas hoje, reflectindo bem, acho que me salvou. Nos tempos livres pensávamos, líamos e ouvíamos os mais velhos contarem histórias”.

Regina Pessoa nasceu em Coimbra em 1969. Obteve a licenciatura em Pintura na Faculdade de Belas Artes do Porto e começou a trabalhar em animação em 1982. Em 2012 realiza “Kali o pequeno Vampiro”, uma uma co-produção Portugal-França-Canadá-Suíça, usando desta vez gravura animada digital. Este é o terceiro e ultimo episódio de uma trilogia dedicada à infância sendo também largamente reconhecido: Prémio Hiroshima 2012; nomeação para os Annie Awards 2013; finalista do Cartoon D’OR 2013.

A NOITE

É a história de uma criançae da sua mãe, duas vidas solitárias que não comunicam entre si. Essa solidão por vezes atinge a dimensão da noite. Escura é a noite. Escura é a mãe. E escuro se torna todo o universo quando se está só e desamparada.

HISTÓRIA TRÁGICA COM FINAL FELIZ

Há pessoas que, contra a sua vontade, são diferentes. Tudo o que desejam é serem iguais aos outros, misturaremse deliciosamente na multidão. Há quem passe o resto da sua vida lutando para conseguir isso, negando ou tentando abafar essa diferença. Outros assumem-na e dessa forma elevam-se, conseguindo assim um lugar junto dos outros… no coração.

KALI, O PEQUENO VAMPIRO

Esta é a história de um rapaz diferente dos outros, que sonha em encontrar o seu lugar ao sol. Tal como a lua passa por diferentes fases, também o Kali tem de enfrentar os seus medos e demónios interiores para, no final, encontrar a passagem para a luz. Um dia ele vai desaparecer… ou talvez seja apenas mais uma fase de mudança.


4 vídeos 817 followers