Revista Rua

Apreciar. Música

We Find You

"Acreditamos muito neste tema, por isso, esperamos mostrá-lo ao vivo de norte a sul"

Andreia Filipa Ferreira

Texto: Andreia Filipa Ferreira |

Miguel Faria (guitarra) e David Dias (voz) são os rostos do projeto bracarense We Find You, nascido em 2015. Com um talento há muito reconhecido e com mãos cheias de concertos já protagonizados, os We Find You lançaram agora um single de estreia, intitulado “To be with you”, um tema que realça a importância do contacto humano, com as pessoas que amamos. A RUA esteve à conversa com os dois artistas, descobrindo um pouco do passado e do futuro deste projeto que quer conquistar o país... e não só! 

Sabemos que os We Find You começaram em 2015 quase como uma experiência. Hoje, depois de tantas versões de temas e tanta “curiosidade” por fazer temas originais, como se definem? Como olham para este vosso percurso?

É verdade que começámos como uma experiência, mas rapidamente evoluímos para um projeto de temas originais, sendo que estes foram sendo compostos e apresentados durante os concertos que fomos tendo até hoje, o que também nos ajudou a encontrar a nossa linguagem junto com o público. Até agora o nosso percurso tem sido muito positivo, até porque começámos sem qualquer expetativa e apenas num ano fizemos mais de uma dezena de concertos, lançámos o nosso primeiro single, que já roda pelo país inteiro nas rádios, como a Antena 3 e a RUM. E como não poderíamos deixar de dizer, começámos a trabalhar com uma das melhores agências de Portugal, a Primeira Linha, que desde o início acreditou no nosso projeto e nos possibilitou realizar os nossos objetivos mais rapidamente.

 

As linhas melódicas simples e as influências da sonoridade Folk anglo-saxónica continuam a marcar as vossas características principais? Ou há um amadurecimento que vos encaminha para outro universo? 

Obviamente que o nosso som foi ficando mais “maduro”, aprimoramos mais os temas e desde que estamos em estúdio temos tido a oportunidade de repensar a forma como compomos as músicas. Mas a nossa linguagem é a mesma e o conceito também. Quem vai aos nossos concertos vê duas pessoas a tocar vários instrumentos (guitarras, stompbox, melódica, percussões, etc.), continuamos no nosso Folk, só que com uma pitada de Pop. Podem ouvir as diferenças, por exemplo, neste nosso primeiro singleTo be with you”, a nossa versão acústica e a versão que está a tocar nas rádios.

 

 Falando então do vosso single de estreia “To be with you”? Que tema é este?

To be with you” é um tema que fala na urgência que temos em estar com a pessoa ou pessoas que gostamos. Apesar de parecer um tema com linguagem “romântica” não se resume apenas ao amor (romântico), mas sim amor no geral, querer estar com a família, amigos, e de celebrar também o contato humano.

 

Como explicam o processo de criação deste single? Quanto tempo estiveram focados nesta composição e de que premissas partiram?

Este tema é relativamente simples e era assim que queríamos que fosse, com linguagem direta, não tem nenhum refrão assumido, mas tem a frase mais importante e que resume a música: “to be with you”.

Cada tema é trabalhado de forma diferente. Uns demoram mais, outros são mais intuitivos e este foi bastante rápido e muito simples de compor, foi sempre fluido e gostávamos que soasse sempre bem, seja com guitarra e voz ou com mais instrumentos.

 

A letra e música é da responsabilidade de Miguel Faria. Miguel, fala-nos da tua inspiração para este tema.

Eu escrevo e componho constantemente, para mim ou para outras pessoas. É um processo muito natural. E com este tema foi isso que aconteceu. Peguei na guitarra, fui escrevendo e cantarolando. Adorei o facto de a música ir saindo sem ter um refrão, mas ter aquela frase que surgiu sem contar e se tornou a referência da música toda. Foi como um click. A partir daí foi deixar sair as palavras. Penso que tem uma mensagem forte e capaz de chegar a muitas pessoas.

 

David Dias, como foi dar voz a este tema? Quais são as principais particularidades?

Como já disse o Miguel, ele tem mais experiência em compor músicas. Por norma ele apresenta-me os temas e, a partir daí, vamos vendo e trabalhando o tema de maneira a que se encaixe tanto com a minha voz, como com o nosso conceito, o que por vezes significa que também posso fazer algumas alterações à letra e à melodia. No caso da “To be with you” foi estranhamente fácil! O Miguel mostrou-me a música e rapidamente me identifiquei porque achei que a melodia e a letra estavam coerentes com o nosso estilo- Quando demos por nós, já tínhamos uma música nova!

 

Já conseguem descrever o feedback do público em relação a este single?

Até ao momento tem sido muito bom! Aliás, nos concertos, este tema já era dos preferidos do público, portanto fazia sentido que este fosse o primeiro. Nas redes sociais, nas rádios, nas páginas relacionadas com música, temos tido um feedback excelente e isso é muito bom para nós, porque sendo um projeto recente, ter essas pessoas que trabalham com música diariamente e que ouvem música a toda hora a dizer que é um tema muito bom e que ouvem constantemente, para nós é fantástico. Funciona como um boost para continuarmos a trabalhar mais.

 

O próximo concerto agendado é em agosto na Casa da Música. O que têm preparado para esse concerto?

Verdade! No dia 11 de agosto tocamos no palco da esplanada da Casa da Música (entrada livre). É um regresso. Estivemos lá no inverno e tivemos casa cheia. Foi muito bom e as pessoas também gostaram bastante, daí ter surgido este novo convite. Em relação ao concerto em si, podemos já adiantar que iremos apresentar um tema novo em que temos estado a trabalhar e poderão acontecer outras surpresas também. Os nossos concertos nunca são iguais e gostamos muito que o público faça parte deles, portanto nunca se sabe o que pode acontecer.

 

Já têm agenda para os próximos tempos em termos de concertos? Onde poderemos ver-vos?

A nossa agenda está a ser preparada pela nossa agência, que está a trabalhar para que este single possa ser ouvido por todo o país. O nosso conselho é que vão passando pela nossa página Facebook (wefindyoumusic) ou Instagram (wefindyou_official) que as datas vão sendo divulgadas lá.

 

Este single é como uma nova porta que se abre no percurso dos We Find You? Onde querem que essa porta vos leve? Que planos têm para o vosso futuro?

Acreditamos muito neste tema, por isso, esperamos mostrá-lo ao vivo de norte a sul, interior e litoral, queremos chegar ao máximo de gente possível. Mas temos outros temas que achamos que são igualmente bons e que podem, num futuro próximo, estar incluídos num disco, quem sabe. Mas o nosso futuro passa por continuar a trabalhar bem e com muita calma. Escrever e a compor mais temas novos, tocar o máximo possível em Portugal, mas também lá fora, visto que somos um projeto “universal” e gostávamos também de ter um feedback do resto do mundo à nossa música. Somos bastante ambiciosos e, acima de tudo, adoramos o que fazemos, portanto seria fantástico viver da música e dos We Find You.

[We Find You em concerto no Museu Futebol Clube do Porto]


4 vídeos 725 followers 2 posts