Revista Rua

Opinião

Braga Ciclável

Começar a usar a bicicleta no dia a dia

Braga Ciclável

Usar a bicicleta como meio de transporte tem muitas vantagens para nós e para os que nos rodeiam. Mas… o que é preciso para começar a deixar o carro em casa e passar a utilizar a bicicleta?

Ver mais
Isabel Sampaio

Champô? Gel de banho? Cremes? Desodorizantes? Qual o melhor para si?

Isabel Sampaio

Vamos perceber como escolher um produto para o corpo. 

Ver mais
João Lobo Monteiro

Estes calorosos eventos

João Lobo Monteiro

“As grandes diferenças estão no facto de, nos festivais de verão, haver mais moscas, mais tendas armadas (literalmente) e haver concertos. Não, espera…”

Ver mais
Cátia Faísco

.já foste ver o meu espectáculo?.

Cátia Faísco

Ver mais
José Manuel Gomes

Hip-Hop-Moda e o King Kendrick

José Manuel Gomes

“Foi por isto que me fui desinteressando pelo Hip-Hop até aparecer um tal de Kendrick Lamar, de Compton, que veio mudar tudo.”

Ver mais
João Palhares

No princípio...*

João Palhares

   

Ver mais
Rui Moreira

Festas sim, “social-festocracia” não!

Rui Moreira

“Temos vindo a assistir à proliferação de um outro tipo de eventos estivais, que correspondem a um modelo de negócio distinto, assente nos orçamentos municipais.”

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

Com o que sobra das festas...

Luís Tarroso Gomes

“Ora, se a organização permanente de eventos, muitos de entretenimento, é fulcral na política deste executivo – infelizmente - então deveria equacionar-se a criação de uma empresa municipal para esse fim.”

Ver mais
Liliana Trigueiros

O meu surto psicótico

Liliana Trigueiros

“De repente parece que não vivi tudo o que me contam. Como se tivesse andado num sonho de que só me recordo de apontamentos intermitentes.”

Ver mais
Paulo Brandão

Paixão

Paulo Brandão

“Voltando a Paredes de Coura, eis que me surge Nick Cave em palco e um concerto que me lembra a Carolina; e os apertados abraços do Reininho explicando-me que a Britney Spears é que era; e o amoroso João Carvalho, sempre certo dos nomes escolhidos e com vontade de que no ano seguinte tudo seja ainda melhor”.

Ver mais
Alex

Mas afinal, o que é que nos estavas a querer dizer Salvador?

Alex

Aplaudo-te incondicionalmente. Mas não me digas isso! Faz o que quiseres, sê herói, sê o que espero de ti. Anestesia-me ainda mais, simplifica-te, mas por favor: não me obrigues a pensar.

Ver mais
Catherine Pereira

14 anos de amor

Catherine Pereira

Costuma dizer-se que as palavras são sempre poucas quando escrevemos para pessoas especiais. Pessoas diferentes, inteiras e que de tão boas fazem-nos aprender todos os dias… Elas são assim. São especiais e hoje fazem 14 anos.  

Ver mais
Ana Cancela

Toponímia do Horror

Ana Cancela

Seis dias decorridos daquele que é já considerado o mais mortífero incêndio florestal de que há memória em Portugal, a evocação dos desaparecidos pesa no ar e as carcaças das árvores queimadas, troncos imóveis e negros, dos carros e camiões, das casas destruídas, são testemunhos silenciosos de uma violência inconcebível.

Ver mais
Paulo Brandão

O Homem Ordinário

Paulo Brandão

“Não sabe muito bem caminhar e as palmas dos pés fervem, não vá a companheira ter frio de tanta paz e silêncio produzir”.

Ver mais
Holofote

Quem é Tulku Lobsang?

Holofote

Viaja 11 meses do ano partilhando com o Ocidente a visão budista essencial e mostrando como aplicar os seus princípios, a bem da nossa saúde. Em junho, organiza em Braga um retiro de Tummo, uma elevada prática de meditação à base de movimentos respiratórios.

Ver mais
Braga Ciclável

Trabalhar em bicicleta? Porque não?!

Braga Ciclável

Ver mais
João Lobo Monteiro

Contado ninguém acredita

João Lobo Monteiro

“Cheguei a prometer à minha mãe que, quando fosse jogador, ia dar-lhe uma casa com piscina. Não aconteceu, mas não tem mal, ela sempre preferiu ir para a praia.”

Ver mais
Pedro Remy

Tendências de moda e “gente” capaz de as usar

Pedro Remy

“Pergunto: será mais importante a tendência do momento ou a personalização de um estilo através de um conjunto de características pessoais onde o cliente melhora a sua imagem valorizando-se individualmente?”

Ver mais
Cátia Faísco

.verão no campus.

Cátia Faísco

Ver mais
José Manuel Gomes

O conto de fadas do Salvador Sobral

José Manuel Gomes

“Enquanto pessoa que trabalha com música, consome música e, acima de tudo, gosta mesmo muito de música, o feito do Salvador Sobral vai além da vitória num Festival que, repetindo-me, pouco me diz.”

Ver mais
João Palhares

Os anos noventa (III)*

João Palhares

Ver mais
Rui Moreira

Verde, cor da esperança… adiada

Rui Moreira

“O projeto em curso para a expansão do complexo desportivo da Rodovia e o alargamento da via pedonal ciclável são excelentes notícias, embora a primeira delas careça de efetiva concretização.”

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

Quantos anos teremos de esperar mais pelo Parque da Cidade de Braga?

Luís Tarroso Gomes

“Depois de dezenas de anos de queixas de falta de espaços verdes e de críticas à cidade do betão, esperava-se que um novo executivo trouxesse uma abordagem radicalmente diferente. ”

Ver mais
Isabel Sampaio

O que é a Naturopatia?

Isabel Sampaio

“Perguntas e respostas variam de caso para caso. O que nunca pode variar é o questionar e relacionar manifestações, sintomas, genética, etc. e a Naturopatia procura facultar ao corpo a ‘matéria-prima’ para que funcione na perfeição!”

Ver mais
Liliana Trigueiros

Engordar com palavras numa onda mainstream

Liliana Trigueiros

“Às vezes, quando estou sozinha, como e como todas as proibições do dia compulsivamente. Outras vezes, como quando não aguento uma tolice de uma outra pessoa. Outras, quando o meu coração dispara e quase desfaleço sem razão aparente.”

Ver mais
Claúdia Sil

Os Lusitanos, ricos em ómega

Claúdia Sil

“Comemos, cada um, cerca de 57 kg de pescado por ano, que é como quem diz uma dúzia de sardinhas ou uma pescada alentada ou dois sargos em cada semana.”  

Ver mais
João Lobo Monteiro

Festejar academicamente

João Lobo Monteiro

“Não me sujem o estádio! Há caixotes para deitarem os copos e há quartos para deitarem os corpos”

Ver mais
José Manuel Gomes

Como os Radiohead mudaram tudo

José Manuel Gomes

“OK Computer não foi um golpe de sorte; os Radiohead tinham mudado tudo e estavam no topo da montanha musical de onde nunca mais saíram até hoje”

Ver mais
João Palhares

Os anos noventa (II)*

João Palhares

Ver mais
Rui Moreira

E o Ministério Público, não os faz falar?

Rui Moreira

"Quem é que votou no Rui Morais para fiscal dos vereadores? Por que é que o administrador da AGERE está sempre a meter o bedelho na Câmara?"

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

Haverá política sem bastidores?

Luís Tarroso Gomes

"Hoje é quase normal que um político possa criticar duramente os seus opositores e, uma vez no poder, tomar medidas no mesmo sentido das que tanto censurou."

Ver mais
Claúdia Sil

Primus inter pares

Claúdia Sil

“Que pena em Braga terem sido usados partes do teatro para construir muros… Naquele tempo, parece que a culpa era dos suevos. Mas parecem ser lusitanas as manias locais como estas, as de arruinar teatros”

Ver mais
Cátia Faísco

.os bastidores.

Cátia Faísco

Ver mais
Liliana Trigueiros

amARTE

Liliana Trigueiros

"Amar-te é amarrotar todos os papéis de género. É a quebra do masculino feminino instaurado nem sei por quem mas que todos defendem e defendem. É o desalinho com tudo o que aprendemos."

Ver mais
Alfredo Bastilhas

Teixeira – 1 / Morais – 0

Alfredo Bastilhas

Ver mais
Paulo Brandão

Um palco de partidas

Paulo Brandão

“Senti-me triste nesse dia e passado um ano, novamente triste, mais ainda, pois o poeta amor de Fernanda morreria de tristeza e solidão, na casa de sempre dos dois, em Lisboa”.  

Ver mais
Braga Ciclável

A Bicicleta em Braga

Braga Ciclável

Ver mais
Catherine Pereira

18 de abril de 1928

Catherine Pereira

Ver mais
Alfredo Bastilhas

25 de Abril sempre?

Alfredo Bastilhas

Ver mais
Paulo Brandão

A liberdade está nos livros

Paulo Brandão

“O ato de falar, de escrever e de ler é, na minha opinião, o mais poderoso instrumento de validação do nosso corpo e do nosso cérebro”.

Ver mais
Holofote

Alfredo Cunha - Um mundo a preto e branco

Holofote

“Para mim, 25 de Abril de 1974 foi ontem. Foi o dia mais feliz da minha vida!”

Ver mais
Cátia Faísco

.animais de rotinas.

Cátia Faísco

Ver mais
José Manuel Gomes

Quanto vale ainda um Grammy?

José Manuel Gomes

“Na música há o Grammy, no cinema há o Óscar e na literatura há o Prémio Nobel. Mas que importância possui, afinal, um Grammy no século XXI?”

Ver mais
João Palhares

Os anos noventa (I)*

João Palhares

Com a primavera a começar, entramos agora nos anos noventa do cinema americano

Ver mais
Rui Moreira

Pela democratização do poder local democrático

Rui Moreira

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

Já temos democracia que chegue?

Luís Tarroso Gomes

Ver mais
Liliana Trigueiros

Da conexão à relação

Liliana Trigueiros

“Relacionar-me é também encontrar, partilhar, construir, planear, conhecer o outro e até aqui, mergulhada nas minhas mil personagens, nunca saí de mim.”

Ver mais
Braga Ciclável

Dicas para aproveitar a primavera para mudar hábitos

Braga Ciclável

Ver mais
Braga Ciclável

É urgente uma revolução ecológica!

Braga Ciclável

por Helena Gomes

Ver mais
Pedro Remy

A moda que queremos e não queremos

Pedro Remy

Ver mais
João Lobo Monteiro

E revolucionarmos hoje?

João Lobo Monteiro

Isto para dizer: valorizem a liberdade que vos deram há 43 anos, mas tenham calma. E sejam amigos!

Ver mais
Catherine Pereira

O Dia das Mentiras

Catherine Pereira

Segundo a história, o ‘Dia das Mentiras’ surgiu na França, no reinado do Rei Carlos IX (1560-1574) e a prática ditava que o Ano Novo se comemorasse a 25 de março, festas que se prolongavam por uma semana, ou seja, até o dia 1 de abril.   

Ver mais
Catherine Pereira

A MULHER e o INFINITO

Catherine Pereira

Gosto verdadeiramente deste dia oito pela simbologia e importância que ele traz. E gostava que as MULHERES tivessem voz no mês de março e nos outros onze.  

Ver mais
José Manuel Gomes

Há um ano na Rua e tanto ainda para falar

José Manuel Gomes

“Fazendo um balanço, por exemplo, dos últimos dez anos, o progresso da proliferação musical em Portugal é gigante”

Ver mais
João Palhares

Os anos oitenta (III)

João Palhares

Apesar de terem sido associados às doutrinas de Ronald Reagan e muito criticados por supostamente defenderem valores antiquados e descabidos, vistos hoje, muitos dos filmes interpretados ou realizados por Sylvester Stallone nos anos oitenta resistem a essas críticas por darem um passo em frente na descrição e na exaltação do sonho americano.

Ver mais
Braga Ciclável

Humanidade (In)Sustentável

Braga Ciclável

por Marta Sofia Silva

Ver mais
Braga Ciclável

Dicas de sustentabilidade

Braga Ciclável

Ver mais
Rui Moreira

Ao lado de grandes homens queremos grandes mulheres

Rui Moreira

Em tese, continuo a ser contra quotas de tudo. A ideia de que o Estado pode dispor sob a forma de lei sobre quantas pessoas socialmente identificáveis como X ou Y tem de haver num parlamento, numa empresa ou numa repartição, irrita a pele do liberal que há em mim.  

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

Precisamos de gestão feminina nas nossas cidades!

Luís Tarroso Gomes

Em 2015 residiam em Braga quase 10.000 mulheres a mais do que homens. Ainda assim, a política é coisa de homens. Tanto quanto consegui apurar, somente em 1989 tomou posse a nossa primeira vereadora - Maria do Céu Sousa Fernandes. Foi provavelmente a primeira da história da cidade e a única até ao final do século XX. Apenas em 2001 conhecemos a segunda vereadora eleita.  

Ver mais
João Lobo Monteiro

As minhas mulheres

João Lobo Monteiro

p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 13.0px 'Riona Sans'; color: #f6a000} Olha-me este, armado em garanhão! Machista! Merecemos tratamento igual! Hashtag he for she”. Tenham calma, não vou falar de haréns ou de poligamia.  

Ver mais
Holofote

Onde está a (des)igualdade de género?

Holofote

"A violência de género, nas suas diversas expressões, continua a ser uma realidade bem presente nos mais variados contextos".

Ver mais
Cátia Faísco

.ser ou não ser, eis questão.

Cátia Faísco

Ver mais
Soy Niño, sou criança

Meninas...

Soy Niño, sou criança

Ver mais
Liliana Trigueiros

A agenda

Liliana Trigueiros

Ver mais
Alfredo Bastilhas

Mulheres sem lei!

Alfredo Bastilhas

   

Ver mais
Paulo Brandão

O poeta e a poetisa

Paulo Brandão

“Porque matam eles as mulheres? Porque há mais homens presos do que mulheres? Porque morrem mais cedo os homens do que as mulheres?”

Ver mais
Alfredo Bastilhas

A taça CTT, os impostos e a bimby

Alfredo Bastilhas

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

Claro que Deus vota no Dr. Ricardo Rio!

Luís Tarroso Gomes

Porque é Carnaval e ninguém leva a mal, propusemos aos nossos colaboradores que trocassem de papéis. Rui Marado Moreira, vestindo a personagem de ‘jotinha’ de Esquerda, ocupou a página de Luís Tarroso Gomes, o ‘jotinha’ de Direita.

Ver mais
Rui Moreira

Será bom viver em Braga (outra vez)

Rui Moreira

Porque é Carnaval e ninguém leva a mal, propusemos aos nossos colaboradores que trocassem de papéis. Rui Marado Moreira, vestindo a personagem de ‘jotinha’ de Esquerda, ocupou a página de Luís Tarroso Gomes, o ‘jotinha’ de Direita.

Ver mais
Claúdia Sil

O ‘faz de contas’ e a quietude do ser

Claúdia Sil

"Quanto à resolução dos problemas de ordem nacional, tenho as minhas dúvidas que exista algo que os resolva."

Ver mais
Soy Niño, sou criança

Será que as crianças de esqueceram das brincadeiras?

Soy Niño, sou criança

.

Ver mais
João Palhares

Os anos oitenta (II)*

João Palhares

.

Ver mais
José Manuel Gomes

O que será 2017?

José Manuel Gomes

p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 13.0px Helvetica; color: #992d5e} Será o ano de festejar o quinto ano do Primavera Sound Porto, o décimo ano do NOS Alive, a 25ª edição do Vodafone Paredes de Coura e os 30 anos de Joshua Tree

Ver mais
Liliana Trigueiros

Trezentos e sessenta e seis dias na RUA

Liliana Trigueiros

"Vim para a RUA para contar histórias. É talvez aquilo que mais faço: acompanhar alguém é ajudar a recontar a sua história e planear os próximos capítulos."

Ver mais
Paulo Brandão

Conteção de gatos

Paulo Brandão

p.p1 {margin: 0.0px 0.0px 0.0px 0.0px; font: 13.0px Helvetica; color: #00abc9} A rua é quase deserta, vê-se das varandas, e o piano avariado de horários do Pedro vizinho II é temperamental e lembra que cada um deve procurar o que ama.

Ver mais
Cátia Faísco

.O novo absinto.

Cátia Faísco

.

Ver mais
Rui Leite Gonçalves

Ou eu sou parvo ou o ser humano é estúpido. Escolha uma.

Rui Leite Gonçalves

“Hoje é muito mais fácil estarmos informados, sermos mais cultos e capazes. E o que faz o ser humano com isto? Decide eleger Donald Trump...”

Ver mais
Braga Ciclável

As bicicletas são carros?

Braga Ciclável

por José Gusman Barbosa

Ver mais
Braga Ciclável

Dicas para pedalar em segurança

Braga Ciclável

Ver mais
Braga Ciclável

ano novo, vida nova

Braga Ciclável

por Bruno Faria

Ver mais
Braga Ciclável

Usar o que temos e sem medo

Braga Ciclável

Ver mais
Rui Leite Gonçalves

Um devaneio qualquer de um escritor emergente

Rui Leite Gonçalves

Achei que era fraquinho nesta coisa do humor. Mas agora sobra-me uma réstia de esperança.

Ver mais
José Manuel Gomes

Som de GMR

José Manuel Gomes

Guimarães preparou-se para a criação artística, e tem por justa causa o epíteto de cultural.

Ver mais
Cátia Faísco

Aplaudir de pé.

Cátia Faísco

Criar expectativas é algo inerente ao ser humano ou, pelo menos, gosto de acreditar que é assim que funciona. Assistir a um espectáculo não está isento desta função, principalmente quando há nomes no elenco que, pelo seu percurso profissional, nos captam a atenção. 

Ver mais
João Palhares

Os anos oitenta (I)

João Palhares

Ano novo, década nova – a de oitenta. Época de regressos impossíveis à Hollywood de outros tempos, época de “nostalgia” pela sedução, magia e poder que ela tinha.

Ver mais
Soy Niño, sou criança

Além das adversidades uma criança sonha, brinca, sorri.

Soy Niño, sou criança

Estamos a presenciar momentos históricos que ilustram profundas contradições da humanidade, aberrações, guerras, torturas, maltratos, impunidade e violência de amplas dimensões. Cada vez, com mais frequência, as crianças são sujeitas a crescer nesses ambientes de injustiça.

Ver mais
Rui Moreira

Esperar sentado - Wishful thinking para 2017

Rui Moreira

Avenida da Liberdade: Espero que 2017 seja o ano em que se discute com maior fervor as luzes normais da rua do que a iluminação de Natal.

Ver mais
Liliana Trigueiros

Depois da maternidade: Prometes-me que continuas a ser minha mulher?

Liliana Trigueiros

Deixaste de ser minha mulher, os teus livros começaram a amontoar-se. Deixaste de querer vir ao cinema ou jantar comigo. Eu nunca fui pai.

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

Será inovador o ano de 2017?

Luís Tarroso Gomes

Avenida da Liberdade: A esquerda, à semelhança do que sucede no Governo, conseguirá unir-se pela primeira vez num projeto comum? Haverá oposição também à direita?

Ver mais
Alfredo Bastilhas

E se?

Alfredo Bastilhas

E se pudessemos começar tudo de novo? Todos os fins de ano me surge esta questão. E se dessem a possibilidade de começar o ano outra vez sabendo o que sabemos hoje?

Ver mais
Paulo Brandão

New York florido

Paulo Brandão

PALAVRAS: Comprei um sabonete de amora e um shampoo de pepino, por metade do preço, e fiz uma salada.

Ver mais
Holofote

O envelhecimento e o declínio cognitivo

Holofote

"A atribuição desta bolsa é sem dúvida um marco muito importante numa época em que o financiamento para a investigação em Portugal apresenta sérias limitações".

Ver mais
Catherine Pereira

Assessoria de Imprensa em saúde?!

Catherine Pereira

O processo comunicacional é extremamente importante em qualquer organização. Na área da saúde o seu papel torna-se cada vez mais fulcral, não apenas porque a comunicação é o meio de informação interno/externo aos diferentes públicos, mas também porque as Instituições de saúde são consideradas as mais complexas no que diz respeito à sua organização humana.

Ver mais
Alfredo Bastilhas

Que grande Trumpalhada!

Alfredo Bastilhas

Os nossos amigos americanos decidiram dar-nos um prenda de Natal antecipada e eleger o senhor do cabelo esquisito para ocupar nos próximos quatro anos a Casa Branca. Foi com choque e consternação que a Europa e o Mundo acordou com a notícia. Logo apareceram teóricos e comentadores, logo se fizeram programas e análises, logo que especulou sobre os motivos desta eleição surpreendente… mas pela negativa.

Ver mais
Braga Ciclável

Bebé a Bordo?

Braga Ciclável

Grávidas podem andar de bicicleta? Sim, mas com precauções a tomar.

Ver mais
Braga Ciclável

"Roleta Russa" à Moda de Braga

Braga Ciclável

Conduzir na nossa cidade cada vez mais é uma aventura! Mesmo não havendo filas gigantes, que provocam stress, aumentam a poluição e derretem a paciência, como em cidades maiores, os condutores de Braga são verdadeiros pilotos! Desde ultrapassagens em cima de curvas, linhas contínuas, excesso de velocidade (fazem de qualquer via uma autêntica auto-estrada), a fracos acessos e fraco policiamento!

Ver mais
Holofote

Participar

Holofote

O Orçamento Participativo da Câmara Municipal de Braga – considerado como uma das cinco melhores práticas nacionais de participação por um júri independente que integrou, entre outros, o Observatório Internacional da Democracia Participativa (com a singular importância simbólica de ter sido representado pela Prefeitura de Porto Alegre, no Brasil, onde surgiu o primeiro orçamento participativo) e o Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra – é e será, em grande e decisiva medida, aquilo que os cidadãos quiserem que ele seja.

Ver mais
Paulo Brandão

Um bule de chá no pé do cozinheiro

Paulo Brandão

PALAVRAS: E daqui a pouco, 2017. A Capela Imaculada do Seminário Interior, em Braga, é um projeto depurado e que as composições da Christina Vantzou tornaram, por momentos, icónico.

Ver mais
Soy Niño, sou criança

Neste Natal... O que mais gostariam as crianças?

Soy Niño, sou criança

Posse de objetos, brinquedos, tablets, roupas novas tem-se convertido no sonho ou “pesadelo” de mais de um, uma carreira frenética contra o tempo, a saúde e a favor dos grandes mercados que tentam orientar-nos no como, para quê e o significado de quem tem mais…

Ver mais
Claúdia Sil

Hanukkah: a 25 de Kislev, o festival das luzes

Claúdia Sil

As grandes festas judaicas estão associadas a festas de colheitas dos chamados sete frutos de Israel: cevada, trigo, tâmaras, romã, figos, uvas e, já no inverno, as azeitonas. É precisamente pela altura do solstício de inverno que se comemora Hannukah, também conhecido por festival das luzes, directamente associado ao uso do azeite para acender as luzes dos candelabros. A palavra hannukah significa “dedicação”.

Ver mais
Rui Moreira

2016: Regresso ao futuro

Rui Moreira

Avenida da Liberdade: O ano que agora acaba pode ser analisado como uma paródia da conhecida saga de filmes “Regresso ao Futuro”. Paródia porque, inversamente ao enredo da trilogia cinematográfica, no ano que agora acaba os nossos governantes decidiram montar uma geringonça que mexe no presente para recolocar tudo como estava no passado.

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

2016: um ano de profunda renovação em Braga, finalmente!

Luís Tarroso Gomes

Avenida da Liberdade: O ano não começou nada bem. Em fevereiro um projeto imobiliário propunha destruir o cineteatro S. Geraldo. A população mobilizou-se e a Câmara foi apanhada de surpresa. Mas não perdeu tempo e tomou de imediato medidas: marcou uma reunião com os cidadãos contestatários - que incluía a ASPA, a Jovemcoop e a BragaMais - a quem pediu apoio; prontificou-se a estar nos debates; avisou o proprietário da nova intenção do Município.

Ver mais
Liliana Trigueiros

De dentro de Nós

Liliana Trigueiros

  Esta caixa tem o peso de todo o meu amor por ti – tem a minha espera, tem a minha dedicação, tem a minha certeza ainda que vivida durante muito tempo na maior solidão, tem o meu sonho, tem-te.

Ver mais
Rui Leite Gonçalves

Brullying de Carvalho

Rui Leite Gonçalves

Humor: Tomemos como exemplo o caso de alguns amigos meus que são adeptos do Sporting. Estes indivíduos não tem como fugir ao bullying porque apresentam uma característica demasiado apetecível para serem gozados, o que implica que também seja muito difícil para o praticante de bullying não actuar perante presas de tal maneira apetecíveis.

Ver mais
João Palhares

ANOS 70 EM HOLLYWOOD (IV)*

João Palhares

Chega o fim do ano e chega também o fim dos anos setenta, fim simplesmente temporal e ditado pelos nossos calendários mas que acaba por coincidir ainda com o fim da “Nova Hollywood” que temos acompanhado durante estes meses.

Ver mais
Cátia Faísco

Autópsia da ira

Cátia Faísco

A Civilização do Espectáculo: Os balanços são sempre difíceis de fazer. Penso na quantidade de assuntos acerca dos quais não falei, em todos os espectáculos que, por algum motivo, falhei, em todas as pessoas com quem não me consegui cruzar, em todas as peças que continuam em cima da minha secretária, à espera de viagens de comboio para ser lidas.

Ver mais
José Manuel Gomes

2016, o ano das bodas de prata

José Manuel Gomes

Interessa perguntar: que discos lançados este ano serão recordados daqui a 25 anos?

Ver mais
Ilídio Marques

2016 na música: A inevitabilidade do momento

Ilídio Marques

É óbvio o apontamento a fazer sobre 2016 para a história da música e para todos os melómanos: nenhum dos dois estavam preparados para o que viria. Bowie nos primeiros dias do ano, Leonard Cohen nos mais recentes, Dylan e o Nobel da Literatura.

Ver mais
Sofia Moleiro

Espírito de Natal, estás aí?

Sofia Moleiro

Uma equipa de neurologistas dinamarqueses procurou saber onde se localiza o espírito de Natal no cérebro humano. Espírito de Natal, estás aí?

Ver mais
Braga Ciclável

Usar a bicicleta no inverno

Braga Ciclável

Com a chegada do outono, e o inverno aí à porta, muitas bicicletas tendem a ficar encostadas a um canto, à espera da primavera. Mas não tem de ser assim.

Ver mais
Braga Ciclável

Vamos lá pedalar?

Braga Ciclável

Para a chuva não ser um problema, basta usar um fato ou poncho impermeável, que poderá vestir por cima da sua roupa normal. Se o calçado não for à prova de água, nas lojas de bicicletas....

Ver mais
Laura Ferreira dos Santos

Não nos dêem só cuidados paliativos!

Laura Ferreira dos Santos

Nos debates que se têm travado em Portugal sobre morte assistida, alguns dos seus opositores têm dito que os cuidados paliativos (CP) seriam capazes de eliminar toda a dor (e talvez também todo o sofrimento...), sendo então desnecessário despenalizar a morte assistida. Vejamos.

Ver mais
Rui Moreira

Do excesso de expectativas à realidade: aprovado sem distinção

Rui Moreira

Três anos após as eleições autárquicas, o passado mês de Outubro foi de balanços.

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

3 anos a fazer posts!

Luís Tarroso Gomes

Voltemos aos meses pré-eleitorais de 2013.

Ver mais
Liliana Trigueiros

Às vezes cuidar de ti é adoecer

Liliana Trigueiros

“Tento reconstruir-te em pequenos apontamentos teus – ver-te sem a confusão que paira em que cada instante e resgatar o nosso passado. Mas logo depois percebo que nada voltará.”

Ver mais
Holofote

Sobre equidade orçamental

Holofote

“Podemos concentrar-nos na justiça do aumento das pensões que serão ajustadas ou na injustiça associada às que permanecerão inalteradas”. 

Ver mais
Alfredo Bastilhas

Façam Barulhoooo

Alfredo Bastilhas

A comunicação é uma arma poderosa. 

Ver mais
Paulo Brandão

Moscas tsé-tsé

Paulo Brandão

“A privação do sono é mais grave que a privação do amor e a solução de dormir de olhos abertos perigosa, pois realidade e sonho iriam transformar meus olhos em pérolas, algo de enorme valor mas sem utilidade alguma”.

Ver mais
Cátia Faísco

Sete Ofícios

Cátia Faísco

Não tenho nada contra os homens e mulheres dos sete ofícios, até porque, admito, eu sou uma delas. Contudo, há algo na multiplicação da forma dos sustentos que me causa alguma estranheza. 

Ver mais
Soy Niño, sou criança

Sabedorias de Estatura…olhares e sentires sem idade

Soy Niño, sou criança

A criança: curiosa por natureza…   Será que pode ser também uma educadora ambiental?

Ver mais
João Palhares

OS ANOS 70 EM HOLLYWOOD (III)*

João Palhares

O Lucky Star – Cineclube de Braga dissecará esta desconfiança e a falência das instituições americanas em Novembro com The New Centurions (dia 8), The Conversation (dia 15), The Killing of a Chinese Bookie de John Cassavetes (dia 22, com uma apresentação em vídeo por Adriano Aprà) e Escape From Alcatraz de Don Siegel (dia 29, com apresentação em vídeo por Pierre Rissient). Às Terças-Feiras na velha-a-branca – estaleiro cultural. 

Ver mais
José Manuel Gomes

Afinal há Literatura na música?

José Manuel Gomes

Bob Dylan sempre foi conhecido por tocar melhor do que cantava. Pois bem, para mim, o que ele escreve é ainda melhor do que o que toca.

Ver mais
Rui Leite Gonçalves

Matemática 1 – 0 Maria Leal

Rui Leite Gonçalves

Incubo em mim a missão de levantar o problema mais atual da nossa sociedade e que exige breve resolução. Vamos intitular este caso de “Maria Leal.

Ver mais
Helena Gomes

Foi coincidência mas podia não ter sido

Helena Gomes

Há cerca de 1 mês escrevi um artigo para a Revista Rua no âmbito da Associação Braga Ciclável.

Ver mais
José Manuel Gomes

Ó Minho, quão cultural tu vais

José Manuel Gomes

Durante anos o fim do Verão e o início do Outono significou também um abrandamento da actividade cultural no nosso quotididano. Porém, nos dias-de-hoje as coisas já não bem assim. Pelo menos não por aqui, no Minho.

Ver mais
José Manuel Gomes

A qualidade duma juventude que não se mede aos palmos

José Manuel Gomes

 

Ver mais
Soy Niño, sou criança

Sabedorias de Estatura…olhares e sentires sem idade

Soy Niño, sou criança

O mundo natural e nós...umreajuste global das consequências para oferecer uma herança equilibrada à infância.

Ver mais
Liliana Trigueiros

Para variar, uma história de amor

Liliana Trigueiros

Hoje o amor já não é percebido como eterno e há a intensidade e a liberdade suficientes para compreender a minha escolha.

Ver mais
Rui Leite Gonçalves

Deixem o Zé em paz!

Rui Leite Gonçalves

Se há coisa que eu não percebo é que o único Zé a quem todos éramos capazes de atribuir algumas dezenas de nomes, era tratado por José.

Ver mais
João Palhares

Os anos 70 em Hollywood (II)*

João Palhares

Em pleno pico de desobediências civis e revoltas urbanas, vale a pena mencionar o clube de motociclistas Hells Angels, nascido em 1948 e cujas reuniões e excursões por essa América fora tanta tinta fizeram correr.

Ver mais
Cátia Faísco

Ser espectador

Cátia Faísco

A Civilização do Espectáculo

Ver mais
Alfredo Bastilhas

O Chico Esperto e a Mortágua

Alfredo Bastilhas

A ciência diz­-nos que há vários tipos de inteligência, mas na verdade e em abono do bom rigor científico que se impõe, há um que não está contemplado nos estudos realizados...

Ver mais
Braga Ciclável

Deus das pequenas obras

Braga Ciclável

Tenho para mim que Portugal gosta um pouco em demasia de projectos gigantes e se esquece com frequência que a diferença está nas pequenas coisas.

Ver mais
Paulo Brandão

Bancos zen

Paulo Brandão

A solidão de ficarmos verticalmente na horizontal, não vá a gente queimar os pés com o dissipar das nuvens.

Ver mais
Holofote

A minha primeira voz

Holofote

Penso que a música surgiu, de forma muito natural, para cumprir a necessidade de comunicar aquilo que as palavras não podem, por si só, expressar.

Ver mais
Filipe Miranda

Entre nós e as palavras

Filipe Miranda

Cresci com música. Foi com música que fui me conhecendo, que fui construindo a minha identidade.

Ver mais
Rui Moreira

É o superior interesse da criança, estúpido!

Rui Moreira

O que significa que nenhum adulto tem ou deve ter o direito a adoptar. É a criança que tem o direito a ser adoptada.

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

Avaliar com ciência!

Luís Tarroso Gomes

O processo de seleção é bastante rigoroso (avaliação social e psicológica). E isso é o que importa para nos deixar tranquilos!

Ver mais
José Manuel Gomes

Paredes de Coura: uma história de amor

José Manuel Gomes

Quem nunca foi devia ir. Quem já foi entende exactamente o que quero dizer.

Ver mais
Miguel Dejavú

Elogio das vassouras e outros utensílios

Miguel Dejavú

Crónica Literária

Ver mais
Rui Leite Gonçalves

Quem é este Pokémon?

Rui Leite Gonçalves

Hoje vou tocar na ferida. Hoje vou escarafunchar a crosta. Hoje vou trazer ao mundo o que muitos temem. Hoje vou falar de ti e de outros. Hoje, sim Hoje, vou dissertar sobre Pokémons. 

Ver mais
Soy Niño, sou criança

Sabedorias de Estatura… olhares e sentires sem idade

Soy Niño, sou criança

Uma escola livre com crianças felizes... Próxima da natureza, com causas e propostas...com exercícios sentidos de cidadania.

Ver mais
João Palhares

Os anos 70 em Hollywood

João Palhares

É nesta brisa de mudança social, cultural, política e tecnológica potenciada pela geração dos baby boomers e pelas próprias circunstâncias que nasce a “Nova Hollywood”, a que nos continuaremos a dedicar durante os próximos meses.

Ver mais
Rui Moreira

2017: ano das geringoncinhas ou dos umbigos?

Rui Moreira

Tudo falso, tudo combinado. Mas tudo sinais de que eles se entendem às mil maravilhas. 

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

As férias podiam mudar a rentrée

Luís Tarroso Gomes

Por regra, os políticos só gostam daquelas comparações que dão jeito.

Ver mais
Liliana Trigueiros

O Amor na Parentalidade

Liliana Trigueiros

Quando somos pais, somos reinventados - há uma entrega que sabemos que nunca será quebrada, uma dedicação que nos faz voar até às nossas conquistas e aos fantasmas que queremos sarar.

Ver mais
Alfredo Bastilhas

Dá-me lume

Alfredo Bastilhas

Ardeu tudo, em todo o lado e a toda a hora. Possa. 

Ver mais
Braga Ciclável

Objetivo: 18 mil em 2025!

Braga Ciclável

Com uma redução efetiva das velocidades aumenta-se a segurança rodoviária, diminui-se o índice de gravidade das colisões, aumenta-se a perce- ção de segurança e promove-se o uso de outros modos de transporte. O que por sua vez contribui para reduzir o congestionamento e melhorar a fluidez do trânsito. 

Ver mais
Paulo Brandão

A sono e fogo

Paulo Brandão

(Quentin) Tarantino nunca me desiludiu. Mas revendo "cães danados", “Pulp Fiction" ou mesmo "Jackie Brown", percebemos que esse é o Tarantino Tutano. Não sei se ser jovem é ser irreverente.

Ver mais
Holofote

Qual o verdadeiro problema dos incêndios?

Holofote

O verdadeiro problema dos incêndios florestais em Portugal continental é o elevado número de ignições!

Ver mais
Rui Leite Gonçalves

Nunca definas objectivos para as férias

Rui Leite Gonçalves

Atravessei o país com destino a Albufeira e com três objectivos traçados: relaxar, apanhar uns banhos de sol e esquecer os problemas. 

Ver mais
Filipe Miranda

Quanto vale uma canção?

Filipe Miranda

De tempos a tempos, vou tentando perceber o que é que significa realmente e qual a importância da música para mim. Ou melhor, para que serve ou o que vale um tema musical, seja instrumental, uma faixa ou banda-sonora para teatro, cinema ou performance, um soundscape ou... uma canção. E especialmente uma canção, talvez aquilo que mais exige da mão que segura a caneta, dos dedos que tocam as teclas ou as cordas. 

Ver mais
Miguel Dejavú

De lua em lua, de mar em mar

Miguel Dejavú

Vejo-te em toda e qualquer parte, e em toda a parte sigo-te, sem saber se te procuro a ti ou se me descubro.

Ver mais
José Manuel Gomes

Ver Radiohead ou "dar pérolas aos porcos"

José Manuel Gomes

Não deixa de ser curioso ver um dia que supostamente esgotou em poucos dias a bilheteira, ter tanta gente desatenta ao concerto ou a reagir apenas aos “hits”, ou a dizer que não conheciam mais de metade das músicas. É como diz aquela expressão: “é dar pérolas a porcos”.

Ver mais
Rui Moreira

“Mesquita, és tu?”

Rui Moreira

Preciso de uma academia, dá-me licença?

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

Futebol e Autarquia de mão dada, como nos bons velhos tempos!

Luís Tarroso Gomes

Preciso de uma academia, dá-me licença?

Ver mais
Liliana Trigueiros

A família é a melhor medicina

Liliana Trigueiros

Quando entro num gabinete e uma família me conta a sua história há sempre uma palavra, uma página, um pedaço do modelo de terapia familiar de Andolfi que paira sobre o meu olhar, a minha forma de agir e de compreender o que me trazem. Por estes dias tive a oportunidade de reinventar, de transformar aquilo que sou enquanto psicóloga, a partir de uma experiência formativa com Maurizio Andolfi. 

Ver mais
Braga Ciclável

A Bicicleta na educação da criança

Braga Ciclável

Acreditamos que os mais pequenos são os alicerces da nossa sociedade e, por isso, pensamos ser fundamental educar desde o berço para a bicicleta, para o uso deste meio de transporte de forma responsável e consciente. Educar para a familiarização desta no dia-a-dia, para que amanhã o uso da mesma seja feito de forma natural.

Ver mais
Rui Leite Gonçalves

Estou turbinado, estou todo turbinado

Rui Leite Gonçalves

Crónicas de Humor

Ver mais
Rui Leite Gonçalves

A cura para o sono nas minhas palavras

Rui Leite Gonçalves

Quem nunca acordou com o sentimento de ter sido derrubado por um camião? 

Ver mais
Braga Ciclável

Não somos contra os carros!

Braga Ciclável

Quem somos? Qual a nossa luta? O que queremos? Muito simples. 

Ver mais
Filipe Miranda

Testemunhos (em duas partes)

Filipe Miranda

Projecto AMAReMAR, Esposende.  Oops!, Barcelos.  

Ver mais
José Manuel Gomes

Nos Primavera Sound, entre as flores e a música

José Manuel Gomes

Assim começou a jornada de 2016 de festivais de verão, no parque da cidade, no Porto. Foi no fim-de-semana prolongado, em que coincidiu o feriado do Dia de Camões, que quebrei com a mais-ou-menos rotina quotidiana e fui ao primeiro festival de toda uma temporada de verão que se adivinha. Foram três dias de música - muita música mesmo - muitas bandas, e de muita oferta. É assim o NOS Primavera Sound.

Ver mais
Braga Ciclável

Braga Cycle Chic

Braga Ciclável

No passado dia 5 de Junho, decorreu em Braga o II Braga Cycle Chic, organizado pela Associação Braga Ciclável. Este evento juntou, pelo segundo ano, cerca de duas centenas de pessoas que pedalaram pelo centro da cidade de Braga vestidas a preceito.

Ver mais
Rui Moreira

Munícipes, mudei a casa : “There is no such thing as public money...

Rui Moreira

Munícipes, mudei a casa 

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

Há espaço para gastos “subjetivos” com dinheiros públicos?

Luís Tarroso Gomes

Munícipes, mudei a casa

Ver mais
Liliana Trigueiros

Calendário de verão - As férias depois do divórcio

Liliana Trigueiros

Com a chegada do verão e fim da escola começa um novo calendário. Meses divididos em duas casas – a da mãe e a do pai.

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

Sem milhões e bem parece que não há quem! - O jogo dos milhões

Luís Tarroso Gomes

Sem milhões e bem parece que não há quem!

Ver mais
Rui Moreira

Descansem, autarcas: finalmente, a "massa" vem a caminho - O jogo dos milhões

Rui Moreira

Descansem, autarcas: finalmente, a "massa" vem a caminho.

Ver mais
Rui Leite Gonçalves

O casamento: parte 2

Rui Leite Gonçalves

Casamento Parte 2

Ver mais
Liliana Trigueiros

No País das Crianças

Liliana Trigueiros

Abro os braços. Rodopio sobre o meu corpo vezes sem conta até perder o fôlego. Com este movimento, tento rodar os ponteiros do relógio até à meninice. Sou levada para um outro lugar, para um país do faz de conta construído com as formas, as cores, o tamanho de uma criança.

Ver mais
Cátia Faísco

Os novos rostos

Cátia Faísco

A Civilização do Espetáculo  

Ver mais
Rui Ferreira

O São João é (mesmo) de Braga!

Rui Ferreira

Presidente da Comissão de Festas do São João  

Ver mais
Rui Moreira

Ad augusta per angusta

Rui Moreira

Corria o longínquo ano de 2003 quando a CMB decidiu pela primeira vez fazer a Braga Romana. 

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

Temos estratégia além da festa?

Luís Tarroso Gomes

São 5 dias de festa e nos outros 360 dias a bimilenar Bracara Augusta não se vê, nem se sente. 

Ver mais
José Manuel Gomes

Seis anos à espera é muito tempo

José Manuel Gomes

A banda de James Murphy foi a primeira confirmação para o Vodafone Paredes de Coura deste ano. Os LCD Soundsystem anunciaram o regresso aos concertos e aos álbuns no início deste ano.

Ver mais
Rui Leite Gonçalves

Antes que cases, vê o que fazes

Rui Leite Gonçalves

O processo do casamento é deveras complexo.

Ver mais
Liliana Trigueiros

Alzheimer – A despedida para o mundo do nada

Liliana Trigueiros

Este é o último dia de mim.

Ver mais
José Manuel Gomes

O universo visto pelo telescópio dos Paraguaii

José Manuel Gomes

Paraguaii Scope Edição: Elephant MUSIK/2016 Clássificação: ****

Ver mais
Rui Leite Gonçalves

A Liberdade de ser fiel

Rui Leite Gonçalves

Humor.

Ver mais
Cátia Faísco

Vamos ao Teatro ou o dilema da programação

Cátia Faísco

A Civilização do Espectáculo.

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

Em defesa de um S. Geraldo cultural

Luís Tarroso Gomes

Em defesa de um S. Geraldo cultural por Luís Tarroso Gomes.

Ver mais
Rui Moreira

Notas soltas sobre o S. Geraldo e a cultura da ratazana

Rui Moreira

Notas soltas sobre o S. Geraldo e a cultura da ratazana por Rui Moreira.

Ver mais
Liliana Trigueiros

O passado que se faz presente – que liberdade?

Liliana Trigueiros

Histórias da Rua: Quando nos transportam para um mundo que não sentimos como nosso o que pode acontecer? 

Ver mais
Liliana Trigueiros

Não sou feito de Nós

Liliana Trigueiros

Histórias da Rua Chegam com uma mala onde cabe uma vida. Trazem fotografias, experiências, cultura e costumes que não conheço. Na mala está a dor de alguém a quem tudo foi roubado sem tempo para um adeus ou para os planos do que aí vem.  

Ver mais
José Manuel Gomes

Os sublimes Sensible Soccers

José Manuel Gomes

CRÍTICA Depois de um EP homónimo, em 2011, e de “8”, primeiro trabalho de originais, lançado em 2014, os Sensible Soccers regressam às edições com “Villa Soledade”. Álbum: Villa Soledade Classificação: ***** Sensible Soccers

Ver mais
José Manuel Gomes

Porquê Portugal?

José Manuel Gomes

Os festivais de verão são, no nosso país, uma temporada forte no que à música diz respeito. Até aqui não há novidade nenhuma. Em 2016 há aqui uma confirmação dum paradigma que tem vindo a ser alimentado de há uns anos para cá: há cada vez mais festivais a acontecer, seja de verão, de primavera, no outono e até mesmo de inverno. Dá-se um pontapé numa pedra e sai um festival novo. Mas será isto sinónimo de qualidade? 

Ver mais
José Manuel Gomes

Maturidade & Identidade

José Manuel Gomes

CRÍTICA Álbum: Peso Morto Classificação: **** (e meia) peixe:avião Edição pad/cultura fnac

Ver mais
José Manuel Gomes

Estreia em formato Adamastor

José Manuel Gomes

CRÍTICA:  Depois de mostrarem o tema homónimo deste trabalho - apesar de não estar presente nele - no verão passado, a dupla Filho da Mãe e Ricardo Martins apresentam o primeiro LP Tormenta, que chega às lojas amanhã.  

Ver mais
Rui Moreira

Liberdade de imprensa por Rui Moreira

Rui Moreira

Liberdade de imprensa por Rui Moreira: É crónico. O nascimento de um projecto jornalístico em Braga faz-me sempre esperar o impossível. As minhas memórias de infância são habitadas por manhãs de sábado antigas, em que os lacaios do poder atacavam os quiosques e compravam todos os exemplares do Semanário MINHO, do meu querido tio Luís Moreira, só para que mais ninguém o pudesse ler.

Ver mais
Luís Tarroso Gomes

Liberdade de imprensa por Luís Tarroso Gomes

Luís Tarroso Gomes

Liberdade de imprensa por Luís Tarroso Gomes: A fragilidade da imprensa regional é algo que nos deveria preocupar seriamente. Se olharmos para a última década, foram vários os títulos existentes no Norte do País que desapareceram. Ao mesmo tempo, os jornais nacionais extinguiram ou reduziram substancialmente os correspondentes locais.   

Ver mais
Luís Leite

Editorial

Luís Leite

Editorial: A Rua está na Rua. Uma das primeiras coisas que podemos prometer é que vamos errar. Também podemos afirmar que vamos fazer perguntas; melhorar.

Ver mais
Liliana Trigueiros

Adultos de palmo e meio

Liliana Trigueiros

Adultos de palmo e meio: Abro a porta. Na sala de espera está um adolescente dobrado sobre si próprio. Mantem-se imóvel, sem se aperceber da minha presença.

Ver mais
José Manuel Gomes

O assunto é inevitável. Falemos de Bowie?

José Manuel Gomes

Sendo este o primeiro texto que escrevo para a ‘Rua’, tendo como pretexto o universo musical, preferia um deserto de vezes que fosse sobre algum novo disco ou de uma confirmação bombástica de concerto que irá acontecer por cá. Não se enganem, não se trata disso.

Ver mais
Cátia Faísco

Quanto vale um bilhete?

Cátia Faísco

"Sou uma ladra. Não involuntária, perceba-se. Roubei o nome desta crónica ao belíssimo livro de Mário Vargas Llosa. Pensei: não quero falar do mesmo que ele, mas quero regressar à forma antropológica de entender comportamentos, tendências ou perspectivas artísticas nesta civilização à qual pertenço. Andei com o nome colado a mim, a tentar perceber o que ia fazer com ele".

Ver mais
Rui Leite Gonçalves

É mentira de perna curta

Rui Leite Gonçalves

Crónica: Sempre que dedico o meu tempo à navegação no mural do Facebook, deparo-me com algumas notícias cuja credibilidade é, no mínimo, refutável. Não nos bastariam as toneladas de Photoshop por essas fotografias fora, que impedem em 70 % dos casos a identificação do elemento presente (a percentagem não é ao calhas, fui eu que inventei), agora temos de nos habituar ao boato.    

Ver mais