Revista Rua

2018-07-06T11:41:03+00:00 Opinião

Mobilidade Sustentável em Famalicão

Minho Ciclável
Minho Ciclável
Minho Ciclável
3 Junho, 2018
Mobilidade Sustentável em Famalicão

Por João Pedro Ferreira

Desde a minha infância que sempre gostei de andar de bicicleta, mas sempre numa perspetiva de lazer e nunca como meio para chegar a um lugar. Quando queria ir a algum lado, optava por me deslocar a pé ou ir de transportes públicos, de maneira que nunca olhei para a bicicleta como um meio de transporte. Famalicão, com a constante paragem de carros em segunda fila, o grande aglomerado de pessoas nos passeios, as constantes queixas de peões e carros contra as bicicletas, tornava impraticável andar de bicicleta no centro. A melhor opção era andar na ciclovia.

Com o tempo fui conhecendo cidades que eram inegavelmente boas para o uso da bicicleta, cidades essas que apostavam no uso da bicicleta e onde as pessoas, veículos a motor e bicicletas viviam em harmonia. Cidades como Amesterdão e Florença são dois dos exemplos desse tipo de ambientes. Toda a gente anda de bicicleta, é impressionante! Sonhava que um dia as bicicletas fossem um meio de transporte tão utilizado como nestas cidades.

Uns anos mais tarde, a associação YUPI (à qual pertenço) juntamente com um grupo de alunos da Escola Secundária D. Sancho I, criaram as bicicletas BUÉ. O seu objetivo é cativar os famalicenses para a utilização das bicicletas como meio de deslocação. A semente foi plantada! Organizámos três edições do Famalicão Cycle Chic, criámos um sistema automático de bicicletas e continuamos a acreditar que é possível chegar mais longe. É necessário educar e reeducar as pessoas relativamente aos benefícios da utilização da bicicleta, dos transportes públicos e/ou de andar a pé. Não é somente crucial para a diminuição dos níveis de CO2 lançados para a atmosfera, é também essencial para a melhoria da saúde pública e do descongestionamento dos centros urbanos. Eu, por cá, já dou o exemplo e desloco-me para o trabalho a pé ou de bicicleta.

É também de salientar que o presidente da Câmara de Famalicão anunciou, em 2016, um investimento de 17,5 milhões de euros na promoção da mobilidade urbana sustentável, contemplando uma rede pedonal e ciclável, que será mais uma ajuda para a sustentabilidade do nosso centro urbano.

Sobre o autor:
Professor de Educação Física e membro da YUPI – Associação para o desenvolvimento local em V.N. Famalicão

Partilhar Artigo:
Fechar