Revista Rua

2018-08-20T12:19:02+00:00 Radar, Sabores, Vinhos

Os vinhos rosé que merecem um lugar à mesa este verão

Seja num jantar ao pôr do sol, com a brisa do final da tarde a preencher um cenário perfeito, seja um simples trago de prazer, os vinhos rosé portugueses estão na moda e nós fizemos uma seleção para si!
Redação
Redação6 Agosto, 2018
Os vinhos rosé que merecem um lugar à mesa este verão
Seja num jantar ao pôr do sol, com a brisa do final da tarde a preencher um cenário perfeito, seja um simples trago de prazer, os vinhos rosé portugueses estão na moda e nós fizemos uma seleção para si!

Titular Rosé Blush Edition 2017

Com o selo de qualidade da Caminhos Cruzados, a coleção Titular é uma gama de vinhos do Dão, com grande potencial de envelhecimento em garrafa e são o elemento essencial para uma refeição que se quer recheada de boas conversas. Este Titular Rosé Blush Edition 2017 é feito exclusivamente de Touriga Nacional, apresenta uma cor leve e um teor alcoólico de 13,4%. “Pretende-se com este vinho obter um compromisso entre a riqueza e complexidade da casta e a ligeireza e alegria que só um rosé com poucos taninos permite atingir”, referem os produtores.

Crasto Rosé 2017

Com toda a excelência típica dos vinhos do Douro, este Crasto Rosé 2017 da produtora Quinta do Crasto é composto por duas castas: Tinta Roriz (85%) e Touriga Nacional (15%) e apresenta uma cor salmão brilhante. Com uma excelente frescura aromática, onde se detetam facilmente as notas de frutos silvestres do Douro em sintonia com as notas florais, este vinho rosé é uma proposta que, na boca, revela uma estrutura polida, de taninos de textura suave e excelente mineralidade. O teor alcoólico é de 13%.

Quinta da Boa Esperança Rosé 2015

Com casta Castelão, Touriga Nacional e Syrah na sua composição, este rosé da Quinta da Boa Esperança, uma empresa familiar com bastante consciência ambiental sediada nas terras da Zibreira, região de Lisboa, entre o Oceano Atlântico e a Serra de Montejunto, é de cor salmão pouco intensa e apresenta um aroma fino e delicado. Na boca, é um vinho fresco, intenso e com um final muito longo. É composto por 12,5% de álcool.

Santos da Casa Douro Rosé 2017

Produzido pela Santos & Seixo, este vinho rosé apresenta uma tonalidade rosa claro, um aroma repleto de fruta e uma forte intensidade aromática. Leve, fresco e com boa acidez, o Santos da Casa Douro Rosé 2017 é uma ótima escolha para este verão.

Importa referir que os vinhos Santos da Casa remetem para as várias regiões vitivinícolas de maior relevo a nível nacional. As diferentes gamas Colheita, Reserva e Grande Reserva valorizam as sensações, os sabores e o carácter provenientes de cada terroir.

Quinta do Monte d’Oiro Lybra Rosé 2017

Localizada em Alenquer, na região de Lisboa, a Quinta do Monte d’Oiro apresentou recentemente o seu Quinta do Monte d’Oiro Lybra Rosé 2017, com uma cor blush que sugere um vinho elegante, com sugestões de maçã fresca, cerejas e bagas. Leve e fresco, o produtor apresenta este vinho como “fresco, vibrante e harmonioso”. É um rosé bem estruturado, seco e sem taninos expressivos, tornando-se gastronomicamente muito versátil.

Quinta de Santiago Rosé 2017

Com uma história familiar rica, a Quinta de Santiago está localizada na sub-região de Monção e Melgaço e apresentou, no início da primavera, o seu mais recente rosé. Elaborado exclusivamente a partir de uvas próprias, das castas Touriga Nacional, Tinta Roriz e Alvarinho, este Quinta de Santiago Rosé 2017 é um vinho delicado e refrescante e revela notas de framboesa e ginga fresca. De cor salmão e perfume complexo, é um vinho fresco e equilibrado, perfeito para os dias de verão.

Partilhar Artigo:
Fechar