Revista Rua

2019-01-22T11:54:08+00:00 Cultura, Música, Outras Artes, Radar

Ecletismo entusiasta para o primeiro trimestre no gnration

Marc Ribot, Irreversible Entanglements, Rafael Toral, Ryoichi Kurokawa, Maotik, Eli Keszler, Lucas Paris e Ângela Polícia para ver em 2019 no gnration.
©Ebru Yildiz
Redação
Redação22 Janeiro, 2019
Ecletismo entusiasta para o primeiro trimestre no gnration
Marc Ribot, Irreversible Entanglements, Rafael Toral, Ryoichi Kurokawa, Maotik, Eli Keszler, Lucas Paris e Ângela Polícia para ver em 2019 no gnration.
©Pedro Falcão

A programação do primeiro trimestre do gnration começou no dia 18 de janeiro com a atuação do bracarense Rafael Toral, um dos músicos mais importantes da música ambiental das última décadas.

A 6 de fevereiro, Camae Ayewa, poeta contemporânea, mais conhecida pelo pseudónimo Moor Mother, apresenta o aclamado disco de estreia, homónimo, em Braga.

Dia 17 de fevereiro é a vez de Marc Ribot, guitarrista e compositor norte-americano apresentar o seu projeto mais recente,  YRU Still Here? que juntará em palco o baterista Ches Smith e o multi-instrumentista Shazad Ismaily, trio que forma Marc Ribot’s Ceramic Dog.

Março será marcado pelo regresso do Binário, ciclo que apresenta performances audiovisuais, com artista canadiano Lucas Paris a abrir o ciclo, dia 8, com o espetáculo AntiVolumu In/Ext. Dia 9, Lucas Paris apresentará um workshop sobre criação de música em tempo real recorrendo ao software SuperCollider.

Ainda em março o ciclo Trabalho da Casa, programa que promove a criação e apresentação de novos trabalhos por artistas locais, regressa a 16 de março com o artista bracarense Ângela Polícia que virá apresentar o sucessor do disco de estreia Pruridades.

Dia 29 o percursionista norte-americano, Eli Keszler apresentará Stadium, considerado pela revista Wire como um dos 50 melhores discos de 2018.

©Brendan Burdzinski

De 18 de janeiro a 7 de abril estará patente na galeria gnration a instalação Mono, um conjunto de trabalhos audiovisuais e de mixed media concebidos na última década.

Já na galeria INL, o reputado artista francês Maotik apresentará um novo trabalho resultante do programa Scale Travels, projeto que alia arte e nanotecnologia através de trabalhos audiovisuais fruto de residência artística no Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia. A nova instalação poderá ser visitada, gratuitamente, a partir de 17 de fevereiro e até 1 de junho.

Partilhar Artigo:
Fechar