Revista Rua

2021-09-30T17:33:19+01:00 Gastronomia, Sabores

46 Lisboa, propostas gastronómicas e projetos culturais em destaque

Com uma dimensão criativa, o 46 Lisboa é um refúgio aberto que se estende até ao jardim da Praça das Flores.
©D.R.
Redação30 Setembro, 2021
46 Lisboa, propostas gastronómicas e projetos culturais em destaque
Com uma dimensão criativa, o 46 Lisboa é um refúgio aberto que se estende até ao jardim da Praça das Flores.

O 46 Lisboa, um espaço intimista, criativo e descontraído na capital, renovou as suas propostas gastronómicas, de casual food e impacto consciente. Há inúmeros projetos para conhecer, os quais cruzam diversas formas de expressão artística e cultural, reunindo o lado cosmopolita e rebelde da vida na cidade.

A ementa do 46 Lisboa é influenciada por diversos chefs e tradições culinárias do mundo, assumindo-se simultaneamente ousada e arriscada. Propostas incomuns, como ostras com molho vinaigrette e raclettes de batata-doce fazem parte do menu, que é também caracterizado pelo seu impacto consciente. Aliás, a ementa é composta exclusivamente por ingredientes biológicos de fornecedores locais e apresenta novas opções vegetarianas e vegan. Na carta das bebidas – da qual fazem parte champagne, espumante, bebidas espirituosas, cocktails com e sem álcool, kombucha vegan e vinhos naturais e biológicos -, a verdadeira surpresa é a cerveja. Sendo o mote a sustentabilidade, a cerveja vem envolvida numa manga de papel reciclado polvilhada com sementes de hortelã para levar para casa e semear.

Para além da parte gastronómica, o 46 Lisboa apresenta várias novidades, entre as quais, os 46 x Takeovers, o 46 x Social Club, o 46 x Green Club, ainda o 46 x Social Food e 46 x Social Creators. O Takeover convida pensadores, projetos, plataformas e todos os sonhadores interessados ao espaço, enquanto o Social Club dá palco aos mais variados músicos e grupos musicais. O Social Club, por sua vez, é um projeto comunitário de culinária social, que convida clientes, conhecidos, curiosos e amantes da gastronomia a criar menus de degustação e reunir os amigos à volta da mesa. O Social Creators é o projeto que oferece mais liberdade criativa. Recebe designers, artistas, artesãos e criadores de moda com consciência e impacto social, local e global, convidando-os a produzir obras a fim de serem expostas no espaço. Finalmente, o Green Club integra a cultura plant-based com música, sendo a primeira interpretação em Lisboa da emergente vaga conscious clubbing. Acontecerá aos sábados de manhã, entre as 11h00 e as 15h00, misturando DJs, música ao vivo, comida vegetariana e vegan.

Com uma dimensão criativa, o 46 Lisboa é um refúgio aberto que se estende até ao jardim da Praça das Flores, para onde os clientes podem levar a comida num tabuleiro, música através de auscultadores com sistema Bluetooth e instalar-se confortavelmente com almofadas. Como afirma a diretora de arte, Joana Cardoso: “Mais do que um lugar onde se vai, o 46 Lisboa é o espaço onde se entra e permanece”.

Partilhar Artigo: