Revista Rua

2021-01-18T12:49:21+00:00 Descobrir, Viagens

5 locais de Portugal que prometem tornar o seu inverno mágico

Estes locais prometem aquecer o coração de qualquer viajante.
©Município de Bragança
Redação5 Janeiro, 2021
5 locais de Portugal que prometem tornar o seu inverno mágico
Estes locais prometem aquecer o coração de qualquer viajante.

Por Sofia Rodrigues

2021 chegou e não há nada melhor do que começar o ano a descobrir os tesouros da nossa terra, por isso, sugerimos cinco locais – alguns mais conhecidos do que outros – que prometem deixá-lo rendido à beleza do nosso país e prolongar a magia desta época tão especial.

Vale de Poldros, Monção

Este tesouro escondido no concelho de Monção tem apenas um habitante para nos receber e parece uma aldeia acabada de sair de um conto de fadas. Vale de Poldros, Val de Poldros ou Santo António de Vale de Poldros ficou conhecida como “Aldeia dos Hobbits” pela semelhança com os cenários verdejantes da saga O Senhor dos Anéis. Aqui é possível desfrutar do profundo silêncio enquanto se passeia por entre um enorme número de cardenhas, feitas totalmente em granito e xisto, de forma rudimentar.

Apesar de já não desempenhar as mesmas funções, uma vez que a atividade agrícola perdeu importância, o núcleo habitacional de grande valor cultural e social permanece quase intacto. Vale a pena visitar esta lindíssima aldeia rústica que contrasta com os mantos verdes e montanhas, muitas vezes presenteados com cavalos selvagens ou com os pastores e o seu gado, tornando-se um verdadeiro quadro pitoresco que promete encher-lhe o coração de paz e tranquilidade.

©D.R.

Onde comer?

Não se pode ir a esta pequena aldeia sem visitar o maravilhoso Restaurante Val dos Poldros, onde é servida comida regional portuguesa, tendo como atração principal o cabrito e sopa de saramagos que atraem vários visitantes que se deliciam com uma das vistas mais bonitas da região. Durante o rigoroso inverno da serra, a lareira torna o espaço, com uma decoração campestre, ainda mais acolhedor.

Uma curiosidade que vale a pena acrescentar sobre este espaço é que o dono é o único habitante que vive em permanência no local.

Onde ficar?

Em Vale de Poldros existem alguns alojamentos onde pode ficar, seja na povoação ou nas casas típicas. Sugerimos, por exemplo, a Casa Cardenha da Bessada, que permite albergar até um máximo de seis pessoas. No rés-do-chão, possui uma cozinha e sala de estar e um quarto e, no primeiro andar, possui dois quartos e casa de banho comum.  A maioria das paredes, o chão e os tetos da casa são revestidas com granito e xisto, bem como madeira, tudo material típico da região. No que se refere ao revestimento exterior, é todo feito com granito e xisto, sendo as janelas e portas de madeira.

Parque Nacional da Peneda-Gerês

Relativamente perto desta pequena aldeia situa-se o Parque Nacional da Peneda-Gerês, um local que atrai bastantes turistas no verão, mas que vale igualmente a pena ser visitado no inverno. São imensos os locais a visitar, desde os Espigueiros do Soajo e do Lindoso, Vilarinho das Furnas, Mata da Albergaria, Cascatas da Portela do Homem e do Arado, Castro Laboreiro, Pitões das Júnias, etc.

Sugerimos que, depois de visitar os bosques, as cascatas e as paisagens inesquecíveis, se aqueça nas piscinas naturais do Rio Caldo, em Torneiros, ou nas poças de Bande, na aldeia de Baños. Ambas as localidades ficam na Galiza, muito perto da fronteira portuguesa e valem a pena ser visitadas no inverno, seja sob o céu estrelado ou sob a chuva, mergulhar nestas águas quentes vai sem dúvida aquecer-lhe a alma.

©Turismo de Portugal

Onde comer?

O inverno agreste da montanha exige um estômago bem aconchegado e, por isso, sugerimos o restaurante O Abocanhado, que promete satisfazer todos os seus sentidos.

Situado na aldeia de Brufe, a cerca de 12 km da sede do concelho, Terras de Bouro, O Abocanhado encontra-se a uma altitude de aproximadamente 800 m.

Para além da comida maravilhosa, desde os pratos mais típicos aos mais alternativos, O Abocanhado oferece-lhe ainda uma vista deslumbrante para toda a profundidade do vale do rio Homem.

Onde ficar?

Pousada do Gerês-Caniçada é um dos locais ideais para a sua estadia no Gerês durante o inverno. Com uma lareira enorme na sala-de-estar e uma localização única no coração do Parque Nacional Peneda-Gerês, a Pousada oferece vistas para o Rio Cávado e para a tranquila Barragem da Caniçada. Disponibilizando ainda uma piscina exterior e um restaurante com vistas panorâmicas.

Montesinho e Bragança

Montesinho é uma aldeia típica transmontana, situada na Serra de Montesinho, a cerca de 1000 metros de altitude, em pleno Parque Natural de Montesinho. A serenidade e o romantismo desta aldeia certamente que o vai seduzir, sendo que no inverno – e se tiver a sorte de ver neve -, vai sentir-se num verdadeiro postal de natal.

Caminhe pelas calcetadas ruas da aldeia e descubra a Igreja de Montesinho, o Núcleo Interpretativo de Montesinho e o Museu instalado numa casa típica transmontana, onde poderá conhecer a caracterização geológica de Montesinho e os modos de vida tradicionais da localidade.

Onde comer? 

Em pleno centro de Bragança, o restaurante Solar Bragançano tem instalações muito acolhedoras com lareira, forno a lenha, jardim e ambiente familiar. Igualmente familiares são os sabores das receitas de família que pode saborear. Tudo isto se faz no Solar Bragançano que para além dos produtos de grande qualidade servidos, promete-lhe encher a alma de conforto com os doces e os vinhos de requinte.

Onde ficar?

Sugerimos que passe uns dias instalado numa das casas adaptadas para turismo, em granito, com telhados em lousa e varandas em madeira abertas para a serra, ou se estiver só de passagem pode optar por seguir para Bragança e ficar-se pela Pousada de Bragança, para desfrutar de um verdadeiro serão transmontano à lareira, com vistas únicas sobre a cidade e o castelo de Bragança.

Assim junta dois em um e consegue usufruir das festas e das antigas tradições populares de Trás-os-Montes. É no inverno que os caretos de Podence saem à rua com os seus chocalhos e fatos coloridos e que as grandes fogueiras públicas, as gaitas-de-foles e as tropelias enchem as ruas de calor humano. É também a estação dos pratos de porco bísaro e dos famosos enchidos e fumeiro que prometem deixá-lo deliciado.

Piódão, Arganil

Piódão é uma pequena freguesia do concelho de Arganil com apenas 178 habitantes. Esta aldeia incrustada na Serra do Açor oferece-lhe uma paisagem pitoresca e espetacular. Um local perfeito para visitar durante esta época, uma vez que se parece com um presépio vivo. As casinhas encontram-se bem no meio da serra e de tão bem aconchegadas e envoltas pela grama verde, se avistarmos de longe, facilmente passam por uma verdadeira tela pintada. Para além disso, encontramos belíssimas ruas estreitas e sinuosas, casas em xisto, janelas brancas e portas azuis que valem a pena serem visitadas. Entre outras atividades, sugerimos que visite a Igreja Nossa Senhora da Matriz, o Monte do Colcurinho – Senhora das Necessidade, a Serra do Açor, a Capela de São Pedro, a Eira e a Fonte dos Algares.

Onde comer?

Vale igualmente a pena aproveitar para conhecer a gastronomia típica da região e, para isso, sugerimos o restaurante O Fontinha, que serve especialidades da zona como a Chanfana Assada no forno a lenha, bucho de porco recheado, trutas grelhadas, cabrito no forno, entre outros. Encontrá-lo é uma tarefa fácil, uma vez que se situa no centro de Piódão e como o próprio nome indica, junto ao chafariz da aldeia.

Onde ficar?

Existem vários alojamentos locais e hotéis onde pode fazer a sua estadia, contudo sugerimos-lhe a Casa da Padaria que, inspirada na arquitetura local, situa-se numa colina em plena Serra do Açor.

A Casa da Padaria destaca-se sobretudo pela paisagem que a envolve bem como pela atmosfera acolhedora que a caracteriza. O edifício de paredes de xisto e janelas azuis foi em tempos uma padaria, que fazia pão para toda a aldeia e arredores até aos anos 70. A casa dispõe de quatro quartos, todos eles com casa de banho privativa, aquecimento central e televisão, sala de jogos e ainda uma sala para pequeno almoço, onde pode desfrutar do agradável ambiente rústico e familiar e também conhecer um pouco da história do edifício.

Óbidos, Leiria

Como sabemos, Óbidos transforma-se no destino favorito das crianças no inverno, onde acontece a Vila Natal mais famosa do país. Com atividades e eventos alusivos à época natalícia, nesta vila muralhada não faltam luzes de Natal, muita animação e até mesmo neve artificial. Mas os encantos de Óbidos são muito mais do que isso e, por esse motivo, aconselhamos que explore outros locais como o topo da muralha, o comércio local na Rua Direita ou A Igreja Matriz de Santa Maria, o principal templo religioso da vila.

Onde comer?

De conceito espanhol, mas de conceção bem portuguesa, o Jámon Jámon oferece-lhe uma refeição bem reforçada antes de entrar nas muralhas. Ao estilo das tavernas, este espaço serve vinho produzido na localidade, assim como a farinha que ajuda a confecionar o pão é adquirida e produzida nas proximidades e o próprio pão é caseiro e cozido em forno próprio. Também as iguarias procuram ser sempre preparadas com ingredientes locais, dando a provar o que de melhor Óbidos tem para oferecer.

O espaço e a comida acolhedora prometem envolver os visitantes num ambiente verdadeiramente medieval.

Para mais opções de refeições, o centro de Óbidos apresenta uma variedade de restaurantes locais que servem tapas portuguesas, especialidades regionais e sabores internacionais.

A zona também é conhecida pela tradicional Ginjinha de Óbidos, um licor de ginja e que merece ser provado. De cor vermelho escuro, o licor apresenta duas variedades distintas: o licor simples e o licor com frutos no seu interior, por vezes aromatizado com baunilha ou um pau de canela.

Onde ficar?

Para usufruir da beleza da região e aproveitar ao máximo toda a sua oferta cultural, sugerimos marcar estadia numa das várias unidades de turismo rural, como a Casa do Fontanário.

A Casa do Fontanário de Óbidos é uma casa de estilo tradicional localizada no centro da cénica vila medieval de Óbidos. Esta casa com cinco séculos está virada para as famosas muralhas medievais e fica a 50 metros da rua principal. O pequeno-almoço está incluído e é servido todas as manhãs na área de refeições decorada de forma tradicional e acolhedora.

Partilhar Artigo: