Revista Rua

2021-04-26T12:26:07+01:00 Cultura, Fotografia

A arte fotográfica está de regresso ao Celeiro da Patriarcal em Vila Franca de Xira

A Bienal de Fotografia estará patente até ao dia 16 de maio. 
©D.R.
Redação23 Abril, 2021
A arte fotográfica está de regresso ao Celeiro da Patriarcal em Vila Franca de Xira
A Bienal de Fotografia estará patente até ao dia 16 de maio. 

O dia 16 de abril ficou marcado pelo regresso da Bienal de Fotografia (BF20), iniciativa da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira que, na sua componente Prémio, decorrerá até 16 de maio no Celeiro da Patriarcal, em Vila Franca de Xira. Com a curadoria geral de Sandra Vieira Jürgens, a BF20 prossegue com o seu objetivo de divulgar e incentivar a produção artística nacional no domínio da fotografia.

A seleção e atribuição dos Prémios privilegiou a qualidade e a transparência, num processo que contou com um Júri de Nomeação, formado por um Conselho de Curadores composto por Bruno Humberto, Catarina Botelho, Filipa Valladares e Paulo Mendes, e um Júri de Premiação composto por António Pinto Ribeiro, Emília Tavares, Liliana Coutinho, Raquel Henriques da Silva e Tobi Maier. Esta edição da Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira registou 90 candidaturas, mais 34 que as registadas na BF18, o que deixa bastante evidente a relevância desta iniciativa e o importante papel que desempenha no calendário de eventos dedicados à arte contemporânea em Portugal.

Da seleção feita resulta a exposição coletiva, onde podemos encontrar trabalhos dos artistas Ana Janeiro, Beatriz Banha, Daniela Ângelo, Elisa Azevedo, Frederico Brízida, Hugo de Almeida Pinho, Humberto Brito, Teresa Huertas e Stefano Martini. Após a deliberação do Júri de Premiação, o vencedor do Prémio Bienal de Fotografia será divulgado em momento a agendar.

Para além da Exposição do Prémio, o programa curatorial de exposições decorre no Museu Municipal e na Fábrica das Palavras em Vila Franca de Xira, com as Exposições “Deambulação e Itinerância” e “Fotoutopia: Construções Imaginárias”.

32 anos depois da primeira edição desta que é uma das mais antigas e reputadas iniciativas do seu género em Portugal, a BF20 privilegia o futuro e a mudança, apresentando-se como um observatório da criação atual  dando a conhecer novos autores. Está marcado o encontro em Vila Franca de Xira com fotógrafos e artistas que homenageiam a história e reinventam a linguagem fotográfica, considerando novas possibilidades, explorando novos caminhos e o potencial tecnológico e visual do meio fotográfico.

Partilhar Artigo: