Revista Rua

2021-11-10T15:13:09+00:00 Atelier, Bazar

A Miss Greetings de Joana Cruz, uma ode aos eternos postais

Os postais nascem de vários esboços a lápis.
Fotografias ©Helder Bento
Redação9 Novembro, 2021
A Miss Greetings de Joana Cruz, uma ode aos eternos postais
Os postais nascem de vários esboços a lápis.

Por: Diana Ferreira

A imaginação fértil e o sonho sempre foram uma constante na vida de Joana Cruz, que desde cedo assumiu o mundo imaginário da ilustração infantil como o seu pessoal. Desde criança se interessou por arte, na forma de desenho e pintura, e atualmente, no seu projeto Miss Greetings, é através dos postais e art prints que procura fazer parte dos momentos felizes das pessoas.

Joana Cruz é natural de Coimbra e iniciou a sua carreira como designer gráfica com um estágio curricular numa editora, onde viria, mais tarde, a ser convidada para coordenadora do Departamento de Design. A par disto, Joana ficou responsável pela curadoria de exposições.

Joana Cruz ©Helder Bento

A Miss Greetings era um sonho antigo desde os tempos de universidade, altura em que cria um website de ilustração, que acabou por ficar parado à medida que a artista arrecadava currículo em empregos estáveis. Não se tratavam de empregos cativantes, à primeira vista, mas apesar disso, permitiram-lhe “adquirir competências que não tinha até então”, como conta Joana aos leitores do seu website. A marca de postais e art prints surge de um desejo muito pessoal de tornar público aquilo que Joana mais gosta de fazer. Joana Cruz conta à RUA que o que a motivou a lançar este projeto foi “o facto de ter reunido as condições necessárias para que finalmente o pudesse tornar real”. Acostumada ao trabalho em equipa, parecia assustador trabalhar num projeto que se tratava muito mais do que o design com que Joana estava tão confortável. Isto aliado à incerteza natural de começar um negócio novo, obrigou a artista a trabalhar na sua autoconfiança. “Com uma boa dose de acreditar em nós próprios, nas nossas capacidades, no futuro que projetamos e com muita persistência, chegamos onde visualizamos chegar”, explica Joana.

Centrar a marca na produção de postais mostra alguma ambição por parte da artista. “[Enviar postais] foi algo que deixámos de fazer com a regularidade que se fazia”, admite Joana, confessando que este gosto pelos cartões ilustrados veio da sua infância. “Eu tinha amigos de infância para os quais escrevia regularmente e ainda hoje guardo todas essas cartas. Era uma felicidade tão grande quando recebia uma carta dirigida a mim”, explica. Com o objetivo de proporcionar essa mesma felicidade a outros através das suas criações, a designer decidiu concentrar o seu negócio nos postais, atribuindo-lhes especial importância. “Se os meus postais servirem de suporte para que alguém possa expressar o que sente como “gosto de ti”, “desculpa”, “obrigada”, “estarei sempre aqui”, “tem um dia feliz”…nada me deixaria mais orgulhosa e honrada do que poder proporcionar e fazer parte de um momento feliz de alguém”.

Na Miss Greetings há um postal disponível para cada ocasião. Numa vasta coleção de greeting cards, Joana procura sempre “pensar em mensagens que poderão fazer parte do dia a dia das pessoas e que poderão fazer alguém sorrir e sentir-se amado”. É na família que a designer se inspira para criar os postais para as várias festividades e momentos. “Consigo facilmente canalizar todo o meu amor na conceção destes postais”, afirma. Para as ilustrações, conta-nos que se deixa inspirar pelo mundo à sua volta, inserindo animais e elementos da natureza nos postais de maneira descontraída e simples: “Gosto de explorar o sonho, a imaginação e a memória, de modo a eternizar e a valorizar sentimentos felizes e as relações entre as pessoas”.

Os postais nascem de vários esboços a lápis. É no papel que Joana decide o desenho final e explora as tonalidades, para depois pintar a guache e lápis de cor. Só depois passa o desenho para uma plataforma digital, onde corrige certos detalhes até conseguir a arte gráfica final para produção. Ainda que o projeto ocupe grande parte do dia da designer, a mesma tem conseguido conciliar vários trabalhos paralelos, como a criação de logótipos e estacionários para empresas ou mesmo convites para casamentos e batizados.

Um ano após o lançamento da marca própria, a designer anseia a concretização de novos planos de expansão dos seus produtos, criando padrões para papel de embrulho, blocos de notas, planeamentos semanais e tudo o que envolva estacionário de escritório. Os planos são muitos, mas os avanços querem-se graduais. Dia após dia, a missão de levar a Miss Greetings mais longe é o objetivo primordial: “Espero conseguir ir saboreando cada pequena vitória e, acima de tudo, sentir-me feliz e orgulhosa do trabalho que tenho vindo a desenvolver”, termina Joana.

Partilhar Artigo: