Revista Rua

2021-02-15T11:07:00+00:00 Opinião

A poupança a dois

Finanças Pessoais
Carina Meireles
Carina Meireles
4 Fevereiro, 2021
A poupança a dois

Saber gerir as finanças pessoais é fundamental e, mais ainda, se se tratar de um casal. Conseguir coordenar e planear financeiramente gastos e receitas em conjunto, mas com regras bem definidas para cada, é sem dúvida um passo muito importante a dar.

Na sua relação com o dinheiro, quem assume o controlo?!

Uma pista: se o dinheiro lhe causa ansiedade… algo está mal! Numa relação com o dinheiro o controlo deve ser sempre SEU – e tudo se vai tornar mais simples. Mas não se esqueça: controlar esta relação requer estratégia, planeamento, foco, esforço e dedicação – mas tudo vale a pena quando lidar com dinheiro lhe der prazer em vez de angústia.

Se vai começar uma nova vida com quem mais gosta, é fulcral saber como em conjunto podem e devem tomar as melhores escolhas.

Para isso aqui ficam algumas dicas:

Definam bem quem vai ficar responsável por o quê

Para que a vida financeira seja equilibrada, é necessário que as finanças caminhem também nessa direção. A vida financeira a dois deve ser bem planeada e organizada e nada melhor do que começar da melhor maneira, com a divisão de responsabilidades no que toca a despesas. Analisem bem o rendimento bruto de cada um e assumam compromissos e responsabilidades de organização nas contas. Para ajudar podem criar uma lista de todas as despesas que têm ou passarão a ter mensalmente (renda, água, luz, alimentação, etc.) e depois das contas feitas, dividam irmãmente por cada um, onde mensalmente se podem reunir e avaliar se tudo corre conforme previsto.

Criação de poupança mensal a dois

É importante a criação de uma poupança programada mensal, onde definem os dois o mesmo valor que será debitado da conta à ordem com um objetivo comum, que pode ser, por exemplo, umas férias. Com a motivação e valor mensal a dobrar vai ser mais rápido lá chegar. É importante a criação de objetivos em conjunto, mas também individualmente. Para isso é fundamental o constante planeamento financeiro, para que com o devido acompanhamento mensal se possa ir avaliando a evolução.

Falem desde logo abertamente sobre dinheiro

Falar sobre dinheiro deve ser normal, num café a dois ou num lanche onde podem e devem começar desde logo a criar esse hábito para que perdure no futuro e consigam sempre tomar as melhores e mais acertadas decisões financeiras nas várias etapas da vida a dois.

Contas nos Bancos

Comecem por manter cada um a sua conta e vão avaliando no tempo e quando acharem que faz sentido abrir uma conta para os dois, analisem sempre os custos associados e caso não compense cancelem as contas que estão a ter despesas. O mesmo acontece com os cartões, caso não os utilize e principalmente os de crédito cancele, para evitar mais custos futuros.

Ter a vida a dois organizada financeiramente, faz toda a diferença.

Não deixe de acompanhar estas e outras dicas na Revista Rua e através das redes sociais: Instagram, Facebook ou Linkedin.

Sobre a autora

“Olho para tudo na vida como um desafio, uma oportunidade para fazer algo diferente e para aprender coisas novas.”
Movida pelo conhecimento e a aprendizagem constante, que a levou a concluir o Mestrado em Gestão Comercial, seguido do MBA em Marketing e Direção Comercial. Com quase duas décadas de carreira na banca, é uma profissional com experiência consolidada na área financeira e comercial, com um vasto conhecimento teórico, prático e técnico neste sector, ajudando sempre desta forma quem a procura (particulares e empresas). Leva ainda toda esta experiência e know-how mais longe, partilhando-a em sala de aula enquanto Docente do Ensino Superior. Gosta de pessoas e de trabalhar com equipas. Mais recentemente, teve várias participações televisivas com rubricas financeiras e tem crónicas mensais em jornais e revistas sobre Finanças Pessoais e ainda uma rubrica semanal numa Rádio.

Partilhar Artigo: