Revista Rua

2021-07-13T14:31:12+01:00 Cultura, Outras Artes

Amigos de Ventozelo inaugura ciclo expositivo para celebrar o Douro

O ciclo expositivo arrancou a 9 de julho com a obra de Sobral Centeno, que estará patente na Quinta até ao dia 9 de setembro.
Redação13 Julho, 2021
Amigos de Ventozelo inaugura ciclo expositivo para celebrar o Douro
O ciclo expositivo arrancou a 9 de julho com a obra de Sobral Centeno, que estará patente na Quinta até ao dia 9 de setembro.

Amigos de Ventozelo, uma associação de apaixonados pelo Douro fundada pela Quinta de Ventozelo, propõe um novo programa especial de exposições e debates que visam promover e celebrar a região do Douro. O ciclo expositivo arrancou a 9 de julho com a obra de Sobral Centeno, que estará patente na Quinta até ao dia 9 de setembro.

O programa de exposições Arte & Ideias em Ventozelo apresenta-se como um projeto abrangente que vai ao encontro do objetivo primordial da associação: promover, divulgar e honrar, não só a Quinta de Ventozelo, como a vasta região duriense, elevando as suas belezas naturais e a riqueza gastronómica.

A associação foi criada pela própria quinta juntamente com várias empresas do grupo Gran Cruz, onde a par da produção vinícola ativa existe ainda um projeto de enoturismos: o Ventozelo Hotel & Quinta. Amigos de Ventozelo almeja ser um contributo para a definição de uma estratégia de desenvolvimento do Douro, em termos económicos, socais e ambientais.

O programa divide-se em dois eixos, ambos criativos e provocadores. Artes integra seis exposições com curadoria de Nuno Faria e Manuel Novaes Cabral, que assume também a presidência da associação. O ciclo intercala um artista plástico consagrado, que irá apadrinhar de seguida o convite a um artista mais jovem. As exposições ficam patentes durante dois meses na Quinta de Ventozelo, sendo posteriormente transferidas pelo mesmo período de tempo para o Espaço Porto Cruz, em Gaia. Com origens em São João da Pesqueira, onde encontramos a Quinta, o primeiro artista convidado é Sobral Centeno. Nas palavras do curador Manuel Novaes Cabral, o artista “é um homem do Douro”. A exposição Margens inaugurou no passado dia 9 de julho e conta com 20 obras de Sobral Centeno.

Já a vertente Ideias propõe a realização de sete debates relacionados com o Douro e o seu futuro. Para cada tema, é convidada com personalidade académica para relatar o “estado da arte”, abrindo-se depois o debate aos participantes convidados para estas conversas, que vão acontecer em Ventozelo. A síntese dos debates é da responsabilidade do Professor Luís Valente de Oliveira que, para além de assumir o papel de coordenador, desempenha ainda funções de presidente da associação.

©D.R.
Partilhar Artigo: