Revista Rua

2019-07-16T11:17:41+00:00 Desporto, Radar

Ângelo Girão, o homem do momento

Ele é o guarda-redes da Seleção Nacional de Hóquei em Patins, que se sagrou campeã do mundo no passado domingo. Mas o que tem Girão de especial para estar nas bocas do mundo?
©Facebook de Ângelo Girão
Andreia Filipa Ferreira
Andreia Filipa Ferreira16 Julho, 2019
Ângelo Girão, o homem do momento
Ele é o guarda-redes da Seleção Nacional de Hóquei em Patins, que se sagrou campeã do mundo no passado domingo. Mas o que tem Girão de especial para estar nas bocas do mundo?

Ele está nas bocas do mundo depois de uma exibição de excelência no Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, campeonato esse que sagrou a Seleção Nacional Portuguesa como vencedora, em Barcelona, no passado domingo. Num jogo que se desempatou em grandes penalidades, o guarda-redes Ângelo Girão, jogador do Sporting, esteve em destaque na baliza e Portugal rendeu-se a seus pés. Já há quem fale em “melhor jogador do mundo”. Mas o que é que ele tem de especial? Estas são as 5 coisas que nos inspiram em Girão:

É um team player, ou seja, a equipa está sempre em primeiro lugar

Apesar das vozes de apoio que se levantam, destacando Ângelo Girão como o herói do campeonato, o guarda-redes nunca menospreza a equipa e destaca-se como um elemento que, como os restantes, fez tudo para erguer o troféu, quebrando o jejum de 16 anos da Seleção Nacional de Hóquei em Patins no Campeonato do Mundo. “Na baliza não estou sozinho, eles sabiam de onde as bolas vinham e confiaram em mim para ficar com essas bolas e levaram com outras mil durante o jogo todo. É um triunfo do coletivo e da união da equipa”, disse o guarda-redes, no final do jogo.

“O Hóquei está vivo!”

Com a sua performance, Ângelo Girão parou o país para assistir à final do Campeonato do Mundo entre Portugal e Argentina. Em êxtase, os portugueses voltaram a olhar para o hóquei em patins como uma modalidade que merece destaque. “O futebol é um desporto de massas, mas em Portugal o desporto número dois é o hóquei. O hóquei está vivo”, assumiu Ângelo Girão, agradecendo todo o apoio dos portugueses que se encontravam na bancada em Barcelona ou em casa.

©D.R.

Não gosta de perder… nem a feijões!

Uma das principais características de Ângelo Girão é a forma efusiva como se mostra no ringue. Colocando em evidência o seu sangue quente do Norte, não fosse ele natural do Porto, o guarda-redes está constantemente em movimento, em conversas “mais acesas”, em momentos de emoção que mostram que ele não gosta de perder nem a feijões.

Não é grande patinador, mas adaptou-se para seguir o sonho do hóquei em patins

Uma das principais curiosidades sobre Ângelo Girão é que ele não é um patinador exímio. Aliás, foi essa falta de talento para a patinagem que o levou a posicionar-se na baliza… e aí o mundo é todo dele!

A amizade é um ponto de partida e de chegada

Vestindo a camisola em várias equipas, sendo adversários durante o ano, os jogadores da Seleção Nacional de Hóquei em Patins mostraram-se neste campeonato como uma verdadeira equipa unida. Ângelo Girão afirmou: “Somos uma verdadeira equipa. As pessoas não nos conhecem. Apesar de jogarmos uns contra os outros durante o ano, somos amigos e isso nota-se cá dentro. Fizemos do cansaço força. Eles correram imenso, meteram-se à frente de todas as bolas e as que sobraram tentei parar”. Estas palavras evidenciam que a amizade em campo é um ponto forte e, para Girão, é um modo de chegar à vitória.

Partilhar Artigo: