Revista Rua

2024-06-27T15:04:41+01:00 Cultura, Em Destaque, Outras Artes

Braga assume-se como a capital mundial das Cidades Criativas entre os dias 1 e 5 de julho

Partilhar Artigo:
Arcada ©CM Braga
Redação27 Junho, 2024
Braga assume-se como a capital mundial das Cidades Criativas entre os dias 1 e 5 de julho
Partilhar Artigo:

Entre os dias 1 e 5 de julho, Braga recebe a XVI Conferência Anual da Rede das Cidades Criativas da Unesco, um evento que trará à cidade cerca de 350 delegações de mais de 100 países.

Por esses dias, Braga irá assumir-se como a capital mundial das cidades criativas numa iniciativa que será fundamental para moldar o futuro da Rede e para reforçar o papel transformador da cultura e da criatividade no desenvolvimento urbano sustentável.

Um dos momentos altos da Conferência será a esperada aprovação do “Manifesto de Braga das Cidades Criativas da UNESCO: Um Objetivo Cultural para o Desenvolvimento Sustentável”, que se baseia nas prioridades delineadas na Declaração MONDIACULT 2022 (declaração dos Ministros da Cultura dos Estados Membros da UNESCO) e defende a cultura como um objetivo autónomo na agenda internacional de desenvolvimento pós-2030.

“Acreditamos que esta será, sem dúvida, uma das conferências da Rede da UNESCO mais representativas de sempre. É uma oportunidade única para discutirmos o futuro dos territórios, traçarmos rumos para a construção de uma ação com base na declaração de 2022 e abordarmos as linhas mestras do papel primordial da Juventude nos próximos anos”, afirma Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga.

A conferência realiza-se precisamente sob o lema “Bringing youth to the table for the next decade”. A juventude estará no centro da discussão, sobretudo porque as indústrias culturais e criativas empregam uma percentagem elevada de jovens. O tema deste ano pretende assim inspirar os participantes a desenvolverem e a partilharem estratégias e políticas urbanas abrangentes que defendam uma maior representação e envolvimento de jovens artistas e profissionais de e na cultura.

O Forum Braga será o local onde decorrem a maioria dos trabalhos oficiais das diferentes delegações. Estão confirmadas as presenças, entre outras personalidades, de Ernesto Ottone R., diretor geral para a Cultura da UNESCO, Denise Bax, secretária da Rede das Cidades Criativas, Andre Sobczak, secretário geral das Eurocidades, e Dalila Rodrigues, ministra da Cultura.

Partilhar Artigo: