Revista Rua

2021-03-31T10:49:27+01:00 Radar

Cibersegurança: tudo o que precisa de saber antes de instalar a Clubhouse

Ainda na versão beta, esta aplicação pode converter-se num alvo fácil para os cibercriminosos que procuram ganhar dinheiro com a sua popularidade.
Redação31 Março, 2021
Cibersegurança: tudo o que precisa de saber antes de instalar a Clubhouse
Ainda na versão beta, esta aplicação pode converter-se num alvo fácil para os cibercriminosos que procuram ganhar dinheiro com a sua popularidade.

A Clubhouse é a nova aplicação do momento: ela permite a criação de salas de conversação em formato áudio, onde os utilizadores podem assistir às conversas ou até mesmo ser participantes, com a autorização do organizador. Mas, com o número de utilizadores da app a crescer rapidamente, é necessário manter-se atento, pois a sua segurança está longe de ser infalível. Ainda na versão beta, esta aplicação pode converter-se num alvo fácil para os cibercriminosos que procuram ganhar dinheiro com a sua popularidade.

Um dos primeiros grandes fãs da Clubhouse foi Elon Musk, cujo tweet no final de janeiro desencadeou uma onda de interesse e curiosidade sobre a aplicação. Depois do CEO da Tesla, seguiram-se outras celebridades como Mark Zuckerberg e Drake. Mas nesta curta história da Clubhouse, os especialistas em cibersegurança já tiveram de emitir vários lembretes que referem que a nova aplicação não garante a privacidade dos utilizadores e que esta conta ainda com algumas falhas.

Por este motivo, a Kaspersky dá-lhe algumas dicas e recomendações para aderir a esta tendência, em segurança:

1- A Clubhouse ainda não está disponível para Android, pelo que não se deve confiar em aplicações falsas que possam surgir na Google Play;

2- Não confiar na Clubhouse para manter o seu discurso e quaisquer ações privadas. Partilhar apenas informação que aceitaria publicar em espaço público;

3- Antes de instalar uma nova aplicação, ponderar se realmente precisa dela, já que é sempre preferível esperar pela correção de erros nas primeiras versões;

4- Pesquisar sobre as aplicações antes de as instalar – é importante saber mais sobre os programadores, que dados pretendem adquirir e com quem os irão partilhar;

5- Permanecer sempre atento: os cibercriminosos estão sempre a inovar nos esquemas para burlar os utilizadores;

6- Equipar os dispositivos com uma solução de segurança fiável, capaz de bloquear malware, incluindo aplicações disfarçadas da Clubhouse para Android.

Saiba mais sobre a nova rede social, aqui.

Partilhar Artigo: