Revista Rua

2021-01-28T14:16:56+00:00 Radar

Com uma cara, um nome e um fundo amarelo, RTP Play combate o preconceito

A RTP Play contém diverso tipo de conteúdo, como programas já transmitidos na televisão, séries, filmes ou informação.
Redação28 Janeiro, 2021
Com uma cara, um nome e um fundo amarelo, RTP Play combate o preconceito
A RTP Play contém diverso tipo de conteúdo, como programas já transmitidos na televisão, séries, filmes ou informação.

Por Mariana Sousa Lopes

O programa “#SÓQNÃO” foi produzido exclusivamente para a plataforma da RTP, atualmente está disponível no Youtube e em podcast. Trata temas como racismo, orientação sexual, religião, transexualidade, depressão e emigração.

#SÓQNÃO é de autoria de Joana Marques, o principal objetivo é que o público reflita sobre temas, que normalmente critica e não conhece a verdade por trás de cada realidade. O programa já conta com duas temporadas, cada com dez episódios.

O título de cada episódio tem um nome e um preconceito a ser derrubado. Rafael, Joana, Isaac, Mariana, Ricardo, Carla, Daniela, Diana, Estela, João, Jorge, Bruna, João Simone, Daniel, Rita, Lua, Ângelo, Carolina e Bernardo são alguns dos protagonistas com a força de partilhar histórias da sua vida, em que foram ofendidos ou se sentiram postos à prova para continuar o seu caminho.

No intervalo entre as duas temporadas, Joana Marques criou um podcast, com o mesmo objetivo de toda a série: sensibilizar e respeitar histórias, “mas sobretudo a favor da informação e do debate”. No podcast podemos contar com Joana a falar sobre temas atuais e essenciais para a sociedade, como o caso George Floyd, os direitos LGBT na era de Trump, a saúde mental ou o caso Bruno Candé.

A página de Instagram, @soqnaortp também tem um papel muito importante, pois devido ao grande público-alvo serem jovens, são levantados pontos a refletir sobre cada tema abordado pelos entrevistados, com o intuito de terminar com as ideias previamente concebidas.

A RTP Play contém diverso tipo de conteúdo, como programas já transmitidos na televisão, séries, filmes ou informação. Uma das apostas é a RTP Lab, que funciona como “um laboratório criativo e experimental”, onde é possível encontrar conteúdo de entretimento em formatos diferentes do #SÓQNÃO.

Partilhar Artigo: