Revista Rua

2020-07-22T15:37:33+00:00 Em Destaque, Negócios

DAM: a perfeita fusão do design, do artesanato e da sustentabilidade

Por detrás do processo criativo está Hugo Silva e Joana Santos, responsáveis por desenvolver soluções integradas de design, envolvendo pensamento estratégico, tecnologia e a identidade.
Joana Santos e Hugo Silva
Redação
Redação22 Julho, 2020
DAM: a perfeita fusão do design, do artesanato e da sustentabilidade
Por detrás do processo criativo está Hugo Silva e Joana Santos, responsáveis por desenvolver soluções integradas de design, envolvendo pensamento estratégico, tecnologia e a identidade.

Com uma vasta gama de peças de mobiliário e decoração, todos os produtos são pensados de raiz, com o intuito de criar peças de qualidade e que respeitem o menor impacto ambiental possível. Na DAM, a sustentabilidade é encarada como um pilar adjacente a qualquer momento do processo de criação dos artigos, sem menosprezar o rigor do design e a homenagem ao artesanato.

Do projeto ao objeto final, há todo um processo cuidado que privilegia a criação de artigos que possam revelar um ciclo de vida mais longo do que o tradicional – em que os produtos deixam de ter qualquer finalidade ao fim de um tempo. Não só em termos de tempo de utilidade, há também uma vontade de propiciar produtos que sejam, simultaneamente, úteis, práticos e de qualidade.

Aqui todos os produtos são feitos por encomenda, possibilitando a personalização ao gosto de cada cliente, para que possam cumprir a sua funcionalidade. O objetivo é que cada peça de decoração possa contar uma história. Entre a tradição e a inovação, a DAM procura combinar as técnicas tradicionais e o recurso a materiais criativos, na intenção de espelhar emoções, simplicidade e qualidade de vida. A cultura portuguesa e as suas tradições e costumes regem a base de inspiração da marca e é desta forma que a DAM consegue renovar a herança coletiva a cada criação.

Por detrás do processo criativo está Hugo Silva e Joana Santos, responsáveis por desenvolver soluções integradas de design, envolvendo pensamento estratégico, tecnologia e a identidade. A paixão conjunta em desenvolver novos objetos e marcas levaram os cofundadores a criarem a DAM. Hugo não dispensa o seu caderno de esboços e procura inspiração nas coisas quotidianas. Já Joana tem um gosto muito particular pelo design gráfico e pelo artesanato, sendo que nunca descarta uma abordagem mais prática. É desta forma que, juntos, constroem experiências narrativas que promovem a comunicação e a divulgação dos seus projetos.

Os artigos podem ser conhecidos no website da marca.

Partilhar Artigo: