Revista Rua

2021-06-17T12:17:38+01:00 Cultura, Música

De 26 de junho a 25 de julho, Terraço do Capitólio recebe alguns dos maiores artistas nacionais

Em cada “Lusco-Fusco” um concerto, todos os sábados e domingos, durante 5 fins-de-semana, num total de 10 concertos.
Tiago Nacarato ©Nuno Sampaio
Redação15 Junho, 2021
De 26 de junho a 25 de julho, Terraço do Capitólio recebe alguns dos maiores artistas nacionais
Em cada “Lusco-Fusco” um concerto, todos os sábados e domingos, durante 5 fins-de-semana, num total de 10 concertos.

Para celebrar as noites quentes de verão ao som de alguns dos maiores artistas nacionais e respeitando todas as regras estipuladas pela DGS para a realização de concertos na fase actual de pandemia, a Sons Em Trânsito apresenta Lusco-Fusco um ciclo de concertos ao anoitecer, no terraço do Capitólio, em Lisboa, de 26 de junho a 25 de julho. Os espectáculos têm sempre início às 20h e os bilhetes já se encontram à venda nos locais habituais.

O ciclo começa a 26 de junho com António Zambujo a solo, para apresentar as músicas do seu mais recente álbum, António Zambujo Voz e Violão. Na noite seguinte é a vez de Matay nos tocar, com a intensidade soul da sua voz.

Gisela João apresenta-se a 3 de julho, e pela primeira vez, em Lisboa com o repertório do seu mais recente disco, Aurora. No dia seguinte, 4 de julho, é Tiago Nacarato, quem sobe ao palco com o sotaque do Porto e do Brasil na sua música.

No sábado, 10 de julho, é a vez de os D.A.M.A apresentarem o seu mais recente espectáculo da digressão Sozinhos à Chuva e no dia seguinte a voz única de Elisa Rodrigues convida-nos para uma viagem entre o jazz e a pop.

No fim-de-semana seguinte, no sábado, 17 de julho, AGIR que recentemente editou o single Prescrever e está a compor um novo disco apresenta-se ao vivo. E no domingo, dia 18 de julho, Irma apresenta a frescura do seu disco de estreia Primavera.

Carolina Deslandes, que no final de 2020 editou o EP e curta metragem Mulher, vai apresentar-se a 24 de julho e Rita Redshoes, que edita um novo álbum de originais em setembro, encerra o ciclo Lusco-Fusco com chave de ouro a 25 de julho.

Partilhar Artigo: