Revista Rua

2023-01-10T17:42:31+00:00 Radar

Economizar em 2023: Dicas e truques para poupar (mais) dinheiro

Aponte estas dicas e poupe mais dinheiro em 2023.
Redação29 Dezembro, 2022
Economizar em 2023: Dicas e truques para poupar (mais) dinheiro
Aponte estas dicas e poupe mais dinheiro em 2023.

Face a todos os sacrifícios que têm sido obrigados a fazer, os portugueses mereciam um Nobel da Economia todos os anos.

Face ao aumento dos preços de praticamente todos os produtos e serviços e perda de poder de compra pela atualização dos salários e reformas muito abaixo da inflação, 2023 não será diferente.

Dicas e truques para poupar (mais) dinheiro em 2023

Uma vez mais a palavra de ordem no ano que se aproxima será poupar, mas para que não tenha de pensar em tudo, nós vamos dar-lhe uma ajuda com dicas e truques para economizar (mais) dinheiro em 2023.

Pegue no bloco de notas e comece a apontar!

Elaborar um orçamento mensal

Para poupar, o primeiro passo a dar é elaborar um orçamento mensal de modo a ter uma perspetiva clara e objetiva do dinheiro que está a gastar, em que é que está a gastar e de quais as suas fontes de rendimento correntes.

Na rubrica das despesas, procure livrar-se ou diminuir os gastos supérfluos, como por exemplo as idas ao restaurante ou compra de roupa nova, quando existem outras soluções mais económicas.

Consolidar créditos

Os pagamentos mensais com créditos é uma das maiores fontes de despesa da maioria dos agregados familiares portugueses.

De forma diminuir o valor e número destas mensalidades, são cada vez mais os consumidores que optam por consolidar os seus créditos.

Na prática, a consolidação de créditos permite que fique apenas com única prestação mensal com uma taxa de juro mais baixa que a média de todos os créditos que possuía anteriormente que será paga a uma única instituição.

Assim, de uma penada, poupa (fica com apenas uma mensalidade mais baixa para pagar) e organiza as suas finanças já que paga num dia fixo a uma única entidade de crédito.

Vejamos o seguinte exemplo: tem uma dívida de 15 mil euros decorrentes de dois créditos pelos quais paga uma mensalidade total de 800 euros.

Numa rápida pesquisa online vai deparar-se com um sem número de soluções de crédito consolidado. Imagine que clica na solução de crédito consolidado do UNIBANCO, marca da UNICRE – Instituição Financeira de Crédito.

Após entrar na página irá deparar-se com um simulador de crédito que vai permitir calcular o valor da prestação única que vai ficar em função do valor a pedir (entre os 5 mil e os 75 mil euros) e dos prazos de pagamento (entre 24 a 84 meses).

O objetivo é pedir 15 mil euros que servirão para pagar os dois créditos que tem em mãos e ficar com uma mensalidade mais baixa a pagar perante apenas uma entidade.

Feitas as contas no simulador, para um pedido de 15 mil euros a pagar em 36 meses, irá ficar com uma mensalidade de apenas  490,88euros, quase metade do que pagava antes, isto é, quase 50% de poupança.

A simulação apresentada diz respeito a um financiamento de €15.000 a pagar em 36 mensalidades de €490,88. TAN 10,550% e TAEG 12,9%. MTIC €17.935,80.

Renegocie o seu contrato de energia ou mude de fornecedor

Procure fornecedores de eletricidade e gás com tarifas mais reduzidas.

De forma a saber onde pode encontrar preços de eletricidade e gás mais em conta, pode e deve fazer uso dos comparadores que se encontram nos sites da ERSE (Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos) e da DECO (Defesa do Consumidor).

Em termos de preços, é de assinalar que no mercado de eletricidade e gás, o mercado regulado apresenta valores mais baixos do que aqueles que se verificam no mercado liberalizado.

Para além da comparação de preços e potencial mudança de fornecedor de energia, procure perceber se tem acesso à tarifa social de eletricidade e gás, medida que entrou em vigor em 2016 e que se consubstancia num apoio em forma de desconto nas faturas da eletricidade e gás atribuído às famílias mais carenciadas.

Prefira os transportes públicos ou abasteça em postos de combustível mais em conta

Os altos preços dos combustíveis praticados atualmente são um dos fatores que mais contribuem para a depauperação do orçamento das famílias.

Assim, o nosso conselho para que poupe (mais) dinheiro passa por, sempre que possível, se desloque de transportes públicos ou, caso não o consiga fazer, procure abastecer o seu automóvel no posto mais barato na sua zona de residência.

Para verificar em que estação de abastecimento se estão a praticar os preços mais baixos, pode encontrar essa informação em sites como o Mais Gasolina ou o Preço dos Combustíveis Online da responsabilidade da Direção-Geral de Energia e Geologia.

Peça reavaliação da sua casa de forma a pagar menos IMI

O IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis) é, provavelmente, o imposto que mais contestação gera em Portugal e um dos grandes sorvedouros de dinheiro da sua carteira.

De forma a perceber se está a pagar a mais pela sua habitação, calcule o valor correto de IMI e confronte-o com o que a Autoridade Tributária está a cobrar-lhe.

Se estiver realmente a pagar mais, peça uma reavaliação da sua casa junto das Finanças.

Partilhar Artigo: