Revista Rua

2021-04-05T11:34:21+01:00 Descobrir, Viagens

Enoturismo da Quinta de Covela reabre ao público

Villa Covela volta a ser um destino ímpar com uma vista sobre o rio Douro.
©D.R.
Redação5 Abril, 2021
Enoturismo da Quinta de Covela reabre ao público
Villa Covela volta a ser um destino ímpar com uma vista sobre o rio Douro.

A partir de hoje, a Quinta de Covela volta a abrir o enoturismo ao público. Conhecida pela sua beleza natural, a Quinta de Covela torna-se ainda mais apelativa nesta altura do ano. Depois de um inverno rigoroso, as vinhas, as trepadeiras e as árvores renascem e toda a fauna e flora voltam a ter expressão.

A Villa Covela, ali mesmo ao lado, volta a ser o destino ideal para todos aqueles que querem ir para fora, cá dentro. Debruçada sobre o Douro e com uma vista única, já se tornou uma referência internacional.

©D.R.

Logo à entrada da Quina de Covela, perto das ruínas do século XVI, XVII e XVIII – onde por marcação especial para grupos privados se realizam os jantares “Noites de Verão”, acompanhados de música – as glicínias, o jasmim, a madressilva e a vinha virgem mostram-nos que estamos numa quinta onde todos os pormenores contam.

Não é por acaso, que toda a produção (vinhas, pomares, hortas) é de agricultura biológica e que o cuidado com a biodiversidade faz parte do dia-a-dia dos que aqui trabalham. Quem aqui entra, dificilmente acredita que a quinta, que foi em tempos propriedade de Manoel de Oliveira, esteve dois anos ao abandono, antes de ter sido adquirida em 2011 e integralmente recuperada por Marcelo Lima e Tony Smith.

A Quinta de Covela disponibiliza uma série de serviços que visam tornar esta visita ainda mais apetecível como, prova de vinhos (os participantes nas provas têm um desconto de 50% no primeiro vinho que adquirirem na loja), prova de vinho do Porto, prova de Azeite Covela, tábua de queijos e enchidos e piquenique para dois. Razões mais do que suficientes para visitar um das Quintas mais belas de Portugal.

Partilhar Artigo: