Revista Rua

2021-11-17T12:14:38+00:00 Cinema, Cultura

Famalicão assume-se como a Capital do Cinema Jovem com mais uma edição de sucesso do Ymotion

O Município de Famalicão recebeu a sétima edição do Ymotion – Festival de Cinema Jovem de Famalicão que premeia os melhores filmes de jovens dos 12 aos 35 anos.
Andreia Filipa Ferreira17 Novembro, 2021
Famalicão assume-se como a Capital do Cinema Jovem com mais uma edição de sucesso do Ymotion
O Município de Famalicão recebeu a sétima edição do Ymotion – Festival de Cinema Jovem de Famalicão que premeia os melhores filmes de jovens dos 12 aos 35 anos.

Numa edição que ficou marcada pela participação recorde, com mais de 250 curtas-metragens submetidas a concurso por jovens realizadores de 52 cidades portuguesas, o Ymotion – Festival de Cinema Jovem de Famalicão voltou a fazer de Famalicão uma cidade com inspiração hollywoodesca. Com convidados bem reconhecidos do público português e com percursos distintos no panorama cinematográfico nacional, desde os atores Maria João Bastos, Ricardo Pereira, Teresa Tavares ou Sónia Balacó, esta edição do Ymotion voltou a colocar a arte cinematográfica no centro das prioridades.

Com o jornalista Rui Pedro Tendinha como comissário do festival e um painel de jurados composto por Tiago R. Santos (argumentista), Leonor Teles (realizadora), Tiago Alves (jornalista), Benedita Pereira (atriz), Pedro Oliveira (jornalista), Filipe Ruffato (realizador) e Ana Markl (jornalista), o Ymotion de 2021 consagrou a curta-metragem Noite Perpétua de Pedro Peralta como a vencedora do Grande Prémio Joaquim de Almeida.

Já o Prémio do Público foi entregue a Submisso de Susana Silva, o de Melhor Direção de Fotografia a Pedro Peralta, por Noite Perpétua, o de Melhor Interpretação a Matilde Couso de Arcos, por Noite Perpétua, o de Melhor Argumento a A Rainha de Lúcia Pires, o de Melhor Documentário a Fruto do Vosso Ventre de Fábio Silva, o de Melhor Curta de Animação a Kumaru de Bruno Maravilha, Tânia Teixeira e Patrícia Santos, e de Escolas Secundárias a Os cães são mais bonitos quando estão molhados de Salvador Lobo Xavier. Foram, igualmente, atribuídas Menções Honrosas à curta-metragem Rapariga de Saturno de Gonçalo Almeida, assim como ao ator João Cravo Cardoso pela interpretação em Fora de Jogo, de José Freitas.

Para além da Mostra do Novíssimo Cinema Português, que colocou em perspetiva o trabalho da Ukbar Filmes, a produtora de Pandora da Cunha Teles, esta edição do Ymotion apresentou ao público as primeiras imagens do filme Revolta, de Tiago R. Santos. Já a banda portuguesa Capitão Fausto surpreendeu o público num Talk & Showcase, apresentando alguns dos seus sucessos musicais e trazendo à conversa as suas experiências cinematográficas com o filme-concerto Sol Posto.

O grande momento de encerramento da sétima edição do Ymotion trouxe à cidade de Famalicão a atriz Maria João Bastos para uma homenagem à sua carreira. Considerando-se uma “eterna aprendiz da arte”, Maria João Bastos agradeceu a “bonita homenagem, numa noite tão especial” para o cinema jovem nacional. “Pensar que vinha aqui ser homenageada, fez-me pensar nestes 35 anos da minha vida (…) tempo que já dedico a esta minha paixão, feitos de alegrias, de conquistas, de sucessos, mas também feitos de muitas dificuldades, inseguranças, medos, dúvidas, falhas”, afirmou a atriz, que deixou uma mensagem aos jovens cineastas e artistas: “nunca deixem de sonhar, acreditem nos vossos sonhos e acreditem em vocês!”.

Com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, na sessão de encerramento, que valorizou a capacidade de afirmação do Ymotion no território nacional, Famalicão caminha a passos largos para a conquista do epíteto de Capital do Cinema Jovem. “Famalicão, capital do cinema jovem de Portugal” foi assim que Mário Passos apelidou o concelho famalicense. “A cultura e a democratização da cultura é uma realidade em Famalicão (…) pela nossa capacidade empreendedora, no que respeita às artes”, destacou o autarca. “Queremos trazer para o território iniciativas que promovam a criatividade dos nossos jovens (…) uma dimensão cognitiva muito importante para que os nossos cidadãos do futuro possam ter um espírito crítico” reforçou o Presidente da Câmara.

Partilhar Artigo: