Revista Rua

2020-07-27T10:25:33+00:00 Ao Volante, Atelier

“Fórmula 1 no Algarve é um prémio merecido e há muito desejado para a região”

Com um impacto económico que poderá chegar aos 80 milhões de euros, o evento vem trazer um novo fôlego para o turismo no Algarve.
©D.R.
Redação
Redação27 Julho, 2020
“Fórmula 1 no Algarve é um prémio merecido e há muito desejado para a região”
Com um impacto económico que poderá chegar aos 80 milhões de euros, o evento vem trazer um novo fôlego para o turismo no Algarve.

O Turismo do Algarve congratula-se com a confirmação oficial do Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, como um dos palcos escolhidos para integrar a organização do Campeonato Mundial de Fórmula 1. O Grande Prémio regressa a Portugal no fim de semana de 23 a 25 de outubro, após um hiato de 24 anos.

João Fernandes ©D.R.

“Estamos claramente satisfeitos e orgulhosos com esta decisão. Para além da vontade de fazer regressar esta modalidade ao nosso país, trazer um evento internacional com esta dimensão para o Algarve era algo que era desejado há muito tempo. Este feito resultou de um trabalho de vários anos e de um esforço muito grande e concertado entre várias entidades, a começar pelo próprio Autódromo do Algarve, pela Câmara Municipal de Portimão e do Turismo do Algarve, envolvendo também a imprescindível colaboração da Secretaria de Estado do Turismo e Ministério da Economia, do Turismo de Portugal, e das Autoridades de Saúde Regional e Nacional”, explica João Fernandes. “Fruto desta colaboração conjunta, foi possível transformar uma crise numa oportunidade. Conseguimos demonstrar que este é um destino seguro, com um conjunto de infraestruturas de apoio de uma enorme qualidade e uma oferta turística diversificada que enriquece a estadia dos visitantes, e que é capaz de cumprir os elevados padrões exigidos para acolher aquela que é considerada a prova-rainha do desporto automóvel. Este é, sem dúvida, um sinal de confiança muito positivo que é dado à região”, acrescenta o presidente do Turismo do Algarve.

Partilhar Artigo: