Revista Rua

2019-12-09T17:43:32+00:00 Cultura, Música

gnration com programação forte no primeiro trimestre de 2020

Partilhar Artigo:
Mão Morta/ ©D.R.
Redação9 Dezembro, 2019
gnration com programação forte no primeiro trimestre de 2020
Partilhar Artigo:

2020 começa em Braga com a prata da casa. Os Mão Morta, enquanto Mão Morta Redux, versão reduzida composta por Adolfo Luxúria Canibal, António Rafael e Miguel Pedro, vão musicar A Casa na Praça Trubnaia, obra-prima do cineasta soviético Boris Barnet, considerado um outsider do cinema mudo. O filme-concerto resulta de uma encomenda do festival de cinema famalicense Close Up e é apresentado no gnration a 17 de janeiro.

A 25 de janeiro,é a vez do gnration receber a reputada artista sonora norueguesa Jana Winderen para um concerto em quadrifonia e uma masterclass. Vencedora de um Golden Nica da ARS Electronica na categoria Digital Musics & Sound Art, Jana Winderen percorre os mais escondidos cantos do planeta para investigar as profundezas da Terra e captar os sons produzidos por criaturas vivas. Spring Bloom in the Marginal Ice Zone é o mais recente capítulo de uma série de trabalhos onde revela os sons da vida debaixo de água e será o mote para a passagem de Winderen por Braga.

Jana Winderen/©Finnbogi_Petursson

20 anos depois da estreia a solo, o português The Legendary Tigerman regressa ao palco novamente sozinho. Acompanhado apenas da sua guitarra, um kit de bateria e um kazoo.,“One Man Band Tour” levará Paulo Furtado ao gnration a 14 de fevereiro.

The Legendary Tigerman/ ©D.R.

O destaque maior do programa jan-mar 2020 é Sasu Ripatti, figura chave na música eletrónica das últimas décadas. Na viragem do milénio, o músico e produtor finlandês editou um conjunto de álbuns, sob diferentes pseudónimos, como Luomo ou Uusitalo, sendo o mais frequente Vlasdislav Delay, que o catapultaram para o culto. Depois da estreia em 2011 com Vladislav Delay Quartet, regressa agora ao ensemble com mais um elemento. Sasu Ripatti (percussão e eletrónica), Lucio Capece (saxofone) e Derek Shirley (contrabaixo) juntam-se a Max Loderbauer (sintetizador Buchla) e Maria Bertel (trombone) para apresentar Vladislav Delay Quintet num espetáculo construído em residência artística. Acontece a 21 de fevereiro.

Partilhar Artigo: