Revista Rua

2019-07-16T18:20:13+01:00 Cultura, Música, Outras Artes

Há luz no parque com “Danças Ocultas” em Serralves

Na sua 5ª edição, "Há Luz no Parque" representa um momento especial de programação de Serralves, que este ano celebra os seus 30 anos.
D.R.
Redação16 Julho, 2019
Há luz no parque com “Danças Ocultas” em Serralves
Na sua 5ª edição, "Há Luz no Parque" representa um momento especial de programação de Serralves, que este ano celebra os seus 30 anos.

Nos meses de verão, o Parque é aberto ao público em horário noturno, convidando os visitantes a participar de experiências e vivências ambientais e culturais diferenciadoras. Para tal, vários percursos, árvores e elementos construídos icónicos, são decorativamente iluminados, projetando um jogo de luz na criação de novos cenários que se centram na Alameda dos Liquidâmbares, no Lago e na Quinta.

Os desenhos de luz tem a assinatura da arquiteta e light designer Rita Mier, que propõe ir para além da funcionalidade básica da iluminação de um ambiente exterior; visibilidade e segurança.

Workshops de fotografia noturna, visitas orientadas por educadores dos Serviços Educativos de Serralves onde os participantes terão oportunidade de saber mais sobre a história e curiosidades do Parque enquanto partem à (re)descoberta dos seus espaços mais emblemáticos agora artisticamente iluminados, e visitas orientadas por Investigadoras do CIBIO-InBIO (Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos) da Universidade do Porto são algumas das atividades paralelas que fazem parte do programa do “Há Luz no Parque”2019.

 O quarteto, Danças Ocultas, que também celebra 30 anos de carreira, apresentarão na abertura do “Há Luz no Parque” o seu novo espetáculo onde os seus temas mais conhecidos se juntam aos temas do seu recém-editado disco Dentro Desse Mar.

Partilhar Artigo: