Revista Rua

2018-09-10T12:25:12+01:00 Radar

Jazz Sunset e Meia

Partilhar Artigo:
© Miguel Estima
Miguel Estima10 Setembro, 2018
Jazz Sunset e Meia
Partilhar Artigo:

Decorreu no passado fim de semana em Aveiro a primeira edição do Jazz Sunset e Meia. Foram dois dias intensos do melhor do jazz nacional. As atividades tiveram o epicentro nas escadarias do edifício Fernando Távora no centro de cidade de Aveiro. Na sexta, a abrir o cardápio de concertos, estiveram os Palankalama, banda do Porto que veio apresentar temas do novo disco que irá sair ainda este ano. Logo de seguida os Lokomotiv, banda liderada pelo contrabaixista Carlos Barretto, vieram apresentar o mais recente Gnosis, sexto disco do trio que completa vinte anos de carreira; o som puro de um jazz frenético e intenso com o pôr do sol a servir de mote a um início agradável de noite. Por último e a fechar a noite esteve Maria João, com o seu Ogre. O trio elétrico, é o resultado das misturas mais inesperadas entre a eletrónica e o jazz.

Prata da casa, muitas vezes vale ouro, e sinónimo disso foram os Troll’s Toy que deram um concerto fantástico, num jazz fusão com estilo mais rock, com toque de experimental. Se a plateia já ficou rendida, ficou ainda deslumbrada com a surpresa de João Hasselberg & Pedro Branco, acompanhados na bateria do João Lencastre. Estes rapazes que andam normalmente com músicos de um registo mais ligeiro e fácil, mostraram que também sabem partir a loiça quando necessário. O set coeso e bem denso de uma notável simbiose entre todos, transmitindo uma energia muito boa, no pôr do sol de sábado.  Para terminar a noite, Elisa Rodrigues trouxe o seu mais recente disco de originais As Blue As Red, misturado com alguns temas conhecidos do cancioneiro português, assim como temas do álbum de estreia de 2011. Numa magia própria de quem está a fechar um dos primeiros grandes eventos de jazz que a cidade de Aveiro acolheu nos últimos anos.

Partilhar Artigo: