Revista Rua

2019-07-16T12:43:56+01:00 Atelier, Moda

Josefinas e Wolf & Rita criam sapatos para mãe e filha

Inspirando-se no movimento brasileiro Tropicália, as marcas portuguesas Josefinas e Wolf & Rita lançaram uma edição de sapatos a pensar em mães e filhas.
Redação16 Julho, 2019
Josefinas e Wolf & Rita criam sapatos para mãe e filha
Inspirando-se no movimento brasileiro Tropicália, as marcas portuguesas Josefinas e Wolf & Rita lançaram uma edição de sapatos a pensar em mães e filhas.

É uma coleção irreverente e nem a cantora Beyoncé lhe resiste, tendo já encomendado dois pares. Estas sapatilhas com ADN português são inspiradas, tal como a coleção de vestuário para criança de inverno 2019 da Wolf & Rita, no movimento artístico e cultural brasileiro de finais dos anos 60, Tropicália. Numa colaboração com a Josefinas, esta coleção chega hoje à loja online e a lojas selecionadas por todo o mundo.

Com um design colorido e com diversas texturas, estas sapatilhas foram pensadas para proporcionar momentos de alegria entre mãe e filha. No entanto, o destaque está na ligação ao movimento brasileiro dos finais dos anos 60: Tropicália, um movimento marcado pela utilização da música e da arte enquanto instrumentos de oposição ao conservadorismo e autoritarismo político, económico, estético e moral da época, influenciando, durante pouco mais de um ano, o panorama musical e estético. “Cor e irreverência não faltam. O movimento tropicalista transformou a cultura e a sociedade da época e os seus valores ainda ecoam nos dias de hoje. A coleção Tudo é Divino Maravilhoso, enquanto homenageia o tropicalismo, procura lembrar as gerações mais novas que não há problema nenhum em sermos diferentes, irreverentes e em lutarmos pelos nossos sonhos”, descreve a designer e cofundadora da Wolf & Rita, Cláudia Rocha, relembrando a coleção Tudo é Divino Maravilhoso [nome de um programa de televisão brasileiro], de outono-inverno da Wolf & Rita.

As duas marcas – Wolf & Rita e Josefinas – unem-se assim numa coleção disponível para mãe e filha e que custa 198€ e 298€, respetivamente. “Em Portugal há marcas incríveis, repletas de valor. É um orgulho estar associada a mais um negócio fundado por mulheres”, conta a representante da Josefinas, Maria Cunha.

Partilhar Artigo: