Revista Rua

2018-06-04T08:13:58+00:00 Descobrir, Viagens

Melgaço

Um destino de património e aventura às portas do Gerês
Redação
Redação3 Junho, 2018
Melgaço
Um destino de património e aventura às portas do Gerês

Com o verde das suas paisagens a colorir um município que se destaca por ser aquele mais a norte no nosso país, com a Galiza bem ali ao perto, Melgaço é, nos dias mais quentes, um destino idílico. Às paisagens de cortar a respiração, com todo o esplendor do Alto Minho, junta-se a história, a gastronomia e o fresco vinho verde Alvarinho, fazendo de Melgaço um recanto natural com uma beleza imperdível, do nascer ao pôr do sol. A RUA traçou-lhe um roteiro para que possa descobrir aquilo que de melhor Melgaço lhe pode oferecer.

Castro Laboreiro

Comece a sua aventura num dos locais mais bonitos do Parque Nacional da Peneda-Gerês: Castro Laboreiro, uma aldeia com um rico património pré-histórico, reunindo gravuras, pinturas rupestres, dólmenes e cistas. Destacamos o Castelo de Castro Laboreiro (classificado como monumento nacional), a Igreja Matriz de Castro Laboreiro, o Pelourinho, as igrejas medievais, os fornos comunitários, os espigueiros e os moinhos. Marcada pelo isolamento, esta aldeia mantém os seus costumes, como as tradições das inverneiras e das brandas (migrações em massa nos dias mais frios) e, para os conhecer melhor, deve visitar o Núcleo Museológico de Castro Laboreiro. Com o fumeiro e os enchidos como marca identitária, Castro Laboreiro tem ainda uma vasta riqueza a nível de oferta de atividades na natureza, com o rio Laboreiro e as cascatas a acompanhar verdadeiras aventuras radicais.

Branda da Aveleira

Utilizada desde o século XII, a Branda da Aveleira é uma das muitas brandas existentes nas zonas mais altas da região, sendo usada como branda de pastoreio na altura da primavera e do verão. A emigração das décadas de 60 e 70 deixou esta aldeia semi-abandonada, mas hoje é possível perceber que há cada vez mais projetos de revitalização da essência deste local – principalemente a nível de requalificação de habitações para turismo de aldeia. Podemos então aqui encontrar cerca de 80 cardenhas, ou seja, pequenas construções rústicas em pedra (dez delas recuperadas para turismo). O pequeno lago que se encontra nas imediações é um convite a banhos nesta época de verão.

Lamas de Mouro

Com a Porta de Lamas de Mouro a dar acesso ao Parque Nacional da Peneda-Gerês, esta freguesia é reconhecida principalmente pelo seu fantástico parque de campismo, que convida a apreciar a natureza, o ar puro e sossego singular de Melgaço.

Os trilhos pelo Rio Minho

Para além das atividades radicais, como a canoagem, o rapel ou o slide, o Rio Minho traz nas suas margens um variado leque de opções para descobrir o melhor da fauna e da flora que acompanha o curso da água.

As termas de Melgaço

As suas águas límpidas, com propriedades terapêuticas, fazem com que Melgaço seja um destino para quem procura bem-estar. O Parque Termal do Peso ou a Estância Termal de Melgaço situa-se na freguesia de Paderne e oferece uma forma descontraída de cuidar do corpo e da mente.

Em Melgaço, inclua ainda no seu roteiro locais emblemáticos como o centro histórico, o Castelo de Melgaço, o Solar do Alvarinho, o Museu de Cinema Jean Loup Passek e o Espaço Memória e Fronteira.

Partilhar Artigo: