Revista Rua

2021-05-04T18:02:21+01:00 Gastronomia, Sabores

Mesa de Lemos reabre com novo menu de verão e um vinho de assinatura

Feito a partir das castas Touriga Nacional e Tinta Roriz, o Vinho do Chef poderá ser desfrutado no restaurante Mesa de Lemos.
Imagens ©D.R.
Redação3 Maio, 2021
Mesa de Lemos reabre com novo menu de verão e um vinho de assinatura
Feito a partir das castas Touriga Nacional e Tinta Roriz, o Vinho do Chef poderá ser desfrutado no restaurante Mesa de Lemos.

O Mesa de Lemos reabre portas com a apresentação do novo menu de verão e também do vinho de assinatura do chef Diogo Rocha. Com edição limitada a 2000 garrafas, o novo vinho foi produzido elo enólogo da Quinta de Lemos para o chef residente e assegura uma harmonização perfeita com os sabores da nova carta.

Este que é o único restaurante distinguido com uma estrela Michelin no centro do país encontra-se novamente aberto, a partir de 5 de maio, com várias novidades para experimentar. Dirigido pelo chef Diogo Rocha, o Mesa de Lemos – situado na Quinta de Lemos – regressa com uma nova carta que privilegia os sabores da época. A acompanhar as novas propostas, surge um Vinho do Chef, produzido em conjunto com o enólogo Hugo Chaves. Esta edição limitada e numerada é, nas palavas do chef: “A personificação do vinho do Dão – um vinho muito gastronómico, com alguns anos (é de 2006), uma acidez extraordinária e muita fruta, que permite uma excelente harmonização com a nova carta do Mesa de Lemos”.

Feito a partir das castas Touriga Nacional e Tinta Roriz, o Vinho do Chef poderá ser desfrutado no restaurante Mesa de Lemos. Apresenta uma boa estrutura e um aroma mais concentrado, com grande presença de notas florais. Além disso, é um vinho equilibrado e com taninos bem afinados.

À mesa, mantém-se a aposta nos produtos de época da mais elevada qualidade, da região e do país. O menu sugere propostas mais fresco, com elementos de maior acidez, como os frutos vermelhos irão revelar no domínio das sobremesas. Ao acolhimento, com sorbet de tomate verde, seguem-se os primeiros snacks: o primeiro é dominado pela cenoura e composto por “gelado de cenoura roxa e bolo lêvedo”, “tartelette de cenoura”, “cenoura em pickle” e “cenoura assada com requeijão”; o segundo é dominado pelo mexilhão, com “pastel de massa tenra de mexilhão”, “mousse de mexilhão e estufado ácido de couve-lombarda”, “tártaro de mexilhão”, “mexilhão alimado” e “massa de mexilhão”.

Nas opções de carne o destaque vai para o Cabrito do Caramulo com salada de pepino doce e maçã verde e batata e a Bochecha de Porco Alentejano estufado em vinho Quinta de Lemos e Boletus de Verão. Já nas notas finais, a carta sugere uma pré-sobremesa: gelado de figo e creme de iogurte e gengibre. Destaque também para queijada de mirtilo, gelado de ameixa, entremeio de framboesa e curd de amora e um pudim de hortelã, suspiro de morango e gelado de kiwi.

A loiça, desenhada por Geraldine de Lemos, demonstra o envolvimento de todos os membros da família Lemos neste projeto, sendo um dos pontos fortes no serviço de sala, com a nova mise-em-place a realçar a beleza do espaço e dos interiores do edifício do Mesa de Lemos. “Estamos obviamente muito felizes por voltar a receber os nossos clientes, e servi-los da melhor forma”, termina o chef.

O Menu Lemos contempla cinco momentos e dois conjuntos de snacks, amuse-bouche e pré-sobremesa, tendo o valor de 90€. Já o Menu do Chef dispõe de sete momentos, dois conjuntos de snacks, amuse-bouche, pré-sobremesa e sobremesa e tem o valor de 115€.

Partilhar Artigo: