Revista Rua

2021-01-21T11:22:06+00:00 Gastronomia, Sabores

No Bômau há um mundo de sabores por descobrir

O Bômau está disponível para take away, com recolha no restaurante, e em serviço de entrega ao domicílio na plataforma Uber Eats.
Redação
Redação21 Janeiro, 2021
No Bômau há um mundo de sabores por descobrir
O Bômau está disponível para take away, com recolha no restaurante, e em serviço de entrega ao domicílio na plataforma Uber Eats.

Por Sofia Rodrigues

Com uma filosofia muito própria, um grupo de apaixonados pelas mais diversas culturas gastronómicas prepara diariamente comida de conforto saudável. As influências e inspirações chegam de várias partes do globo, quer pelas diferentes origens da equipa – Índia, Dinamarca, Síria e Portugal – quer pelas suas memórias e viagens.

Quem passa no número 61 da Rua Alexandre Herculano, junto ao Rato, em Lisboa, encontra um pequeno restaurante, com uma generosa esplanada do lado de fora, e um mundo de sabores lá dentro. As influências e inspirações chegam de várias partes do globo, quer pelas diferentes origens da equipa – Índia, Dinamarca, Síria e Portugal – quer pelas suas memórias e viagens.

Apaixonados por comida, no Bômau prepara-se todos os dias, de forma artesanal, sabores autênticos. Receitas originais com ingredientes frescos são a base da proposta do Bômau, em que cada prato conta uma história.

Este cantinho especial abriu ao público em abril de 2020, tendo logo de se adaptar a um regime de take away e entregas. Em maio, com o fim do confinamento, puderam começar a receber no espaço os primeiros clientes e curiosos por uma oferta tão diferenciada.

Sliders (mini-hambúrgueres), wraps, skewers (espetadas grelhadas) e saladas, além de uma multiplicidade de entradas muito criativas, compõem a carta do Bômau. Simples, mas de sabores complexos. E os cocktails e soft drinks também ocupam um lugar de destaque.

Aqui tudo é feito internamente, desde a moagem dos grãos das inúmeras especiarias, aos molhos, passando pelo pão e wraps habilmente manuseados por Yaser Balaoot, o padeiro sírio. Os ingredientes são todos frescos e, em muitos casos, biológicos. Não há alimentos processados e as práticas e técnicas que utilizam são sustentáveis, minimizando o desperdício. Os alimentos são adquiridos localmente, com a preocupação de reduzir a pegada ecológica.

“Abrir um restaurante de comida de conforto saudável, que reunisse num só espaço os sabores que mais gostamos de comer e cozinhar era um sonho de longa data. Somos arquitetos de profissão, mas uns verdadeiros foodies de coração”, contam Kanan e Vijay Jayachandran, os proprietários, que nasceram e cresceram na Índia, tendo vivido os últimos 25 anos na Califórnia, de onde partiram para, em Lisboa, concretizarem um sonho a que hoje chamam Bômau. E assim foi.

A eles juntaram-se Ida Rosendal, dinamarquesa de nascença – mas cada vez mais portuguesa de coração -, também ela uma foodie de mão cheia e com experiência na área de gestão, Rita Romão, já com andanças no universo da gastronomia, e Leonor Freitas, que até aqui se dedicou à área social e que tem o seu foco no serviço ao cliente. Mas no Bômau todos são multifacetados e as tarefas são partilhadas, até porque têm em comum esta paixão pela comida.

Com uma filosofia de encontro de culturas gastronómicas, o Bômau foi idealizado para ser como que um laboratório de sabores do mundo, com a colaboração de chefs e outros entusiastas da gastronomia que temporariamente fazem parte da equipa, vindos de vários países, para que numa partilha de experiências sejam criados novos pratos.

O Bômau espera que não tarde a hora de voltar a ver a felicidade estampada no rosto dos seus clientes. Por agora, devido às medidas do governo, o Bômau está disponível para take away, com recolha no restaurante, em serviço de entrega ao domicílio na plataforma Uber Eats e em breve também será possível através do Takeaway.com.

Partilhar Artigo: