Revista Rua

2020-01-24T12:02:05+00:00 Gastronomia, Sabores

O Canto de Avillez, Ana Moura e Zambujo que vai dar música aos seus jantares

O restaurante abre portas no próximo mês de fevereiro, no Largo de São Carlos, em Lisboa.
©D.R.
Redação
Redação24 Janeiro, 2020
O Canto de Avillez, Ana Moura e Zambujo que vai dar música aos seus jantares
O restaurante abre portas no próximo mês de fevereiro, no Largo de São Carlos, em Lisboa.

Texto: Eva Afonso

O Restaurante Canto, o mais recente projeto do chef José Avillez em conjunto com Ana Moura e António Zambujo, abre portas no próximo mês de fevereiro, no Largo de São Carlos, em Lisboa. Este restaurante distingue-se dos demais pelo seu conceito de sala de espetáculos, onde se poderá assistir ao vivo música portuguesa, pelas únicas vozes dos curadores da casa Ana Moura e António Zambujo.

O Canto também vai dar palco a outros criativos, desde músicos que se juntam à banda da casa, pintores que pincelem ao vivo e mesmo artistas estrangeiros, será um espaço para se partilhar o melhor da arte.

Todas as noites vai ser servida uma ementa fixa, inspirada na cozinha portuguesa, com couvert, três entradas frias, três entradas quentes, um prato principal e uma sobremesa. Para degustar, tártaro de novilho trufado, arroz de cogumelos selvagens, arroz de marisco e toucinho do céu são apenas alguns dos pratos que poderá encontrar na carta. Pode ainda beber um António Zambujo ou Ana Moura, cocktails que materializam os músicos.

©Grupo José Avillez

A decoração de interiores do Canto ficou nas mãos de Joana Astolfi, colaboradora de José Avillez, que centrou o seu conceito nas madeiras e na música nacional, com gramofones, retratos da Amália e até capas de discos antigos, tornando o espaço acolhedor e intimista.

Para deliciar o seu paladar e audição, os bilhetes custam 75€ e podem ser adquiridos no site do restaurante. De terça a sábado, as atuações ao vivo vão durar aproximadamente 45 minutos, entre as 21h30 e as 22h15 e os jantares começam entre as 19h e as 20h15. À sexta e ao sábado, das 23h às 02h pode “jantar fora de horas”. A atuação começa às 23h30 e, com o consumo mínimo de 20€ não precisa de adquirir bilhete previamente.

Partilhar Artigo: