Revista Rua

2021-08-08T12:18:34+01:00 Cultura, Música

O centro da cidade de Guimarães voltou à música com L’Agosto de eleição

Nos últimos três dias a música portuguesa irrompeu pelos jardins do Museu Alberto Sampaio e os sons de verão voltaram a ecoar pela cidade de Guimarães.
Lena D'Água ©Nuno Sampaio
Redação8 Agosto, 2021
O centro da cidade de Guimarães voltou à música com L’Agosto de eleição
Nos últimos três dias a música portuguesa irrompeu pelos jardins do Museu Alberto Sampaio e os sons de verão voltaram a ecoar pela cidade de Guimarães.

Embora com tenra idade, o festival L’Agosto já nos habituou a uma qualidade e ecletismo musical que personaliza e identifica aquele que já é um dos mais apetecíveis festivais de verão. Este ano não foi exceção e nos últimos três dias a cidade de Guimarães voltou a ecoar os sons do L’Agosto. Com nomes grandes da família musical portuguesa, a versão 2021 do L’Agosto teve como pontos altos os concertos de Gator, The Alligator logo no dia de abertura, com um dos concertos mais enérgicos e explosivos deste festival e o tão esperado regresso aos palcos da cantora Lena D’Água, que nos trouxe o mais recente trabalho, Desalmadamente, com um pouco do perfume dos seus grandes êxitos dos anos 80. Ainda de salientar os concertos mais intimistas de Lula Pena, no primeiro dia, e de Luís Severo, no último dia, duas gerações de músicos que nos agarram pela palavras.

Fotografias ©Nuno Sampaio

Partilhar Artigo: