Revista Rua

2021-01-26T12:29:12+00:00 Cultura, Teatro

O programa do teatromosca reinventa-se neste novo confinamento

O mês de fevereiro estreia com os Them Flying Monkeys, no dia 5 de fevereiro, depois de um 2020 sem concertos. A convite do teatromosca, levam as músicas do seu mais recente disco Under The Weather em formato live streaming.
Them Flying Monkeys
Redação26 Janeiro, 2021
O programa do teatromosca reinventa-se neste novo confinamento
O mês de fevereiro estreia com os Them Flying Monkeys, no dia 5 de fevereiro, depois de um 2020 sem concertos. A convite do teatromosca, levam as músicas do seu mais recente disco Under The Weather em formato live streaming.

Por Vera Salazar

Mesmo com o indeterminado confinamento, o teatromosca recusa-se a parar e, por essa mesma razão, a programação do Auditório Municipal António Silva mantém-se. Pela impossibilidade de receber as pessoas nos seus auditórios, todos os espetáculos do mês de fevereiro serão transmitidos em livestream.

Permitindo que a cultura chegue à casa de todos através de novas formas, este ano iniciou-se com o belíssimo espetáculo de dança Faustless, de Margarida Belo Costa, com uma sala online mais de 100 espetadores.

O mês de fevereiro estreia com os Them Flying Monkeys, no dia 5 de fevereiro, depois de um 2020 sem concertos. A convite do teatromosca, levam as músicas do seu mais recente disco Under The Weather em formato live streaming, através da plataforma LiveStage da Ticketline.

O dia 13 recebe um espetáculo encenado por Mário Trigo, em conjunto com o escritor e dramaturgo Jaime Rocha. Uma fina camada de gelo inspira-se na vida de George Orwell, que viveu as duas Guerras Mundiais e combateu na Guerra Civil Espanhola contra o fascismo.

De cá para lá ©Gonçalo Villaverde

Segue-se um espetáculo para toda a família, De cá para lá, de Paulo Lage, no dia 20 de fevereiro, às 16h. É uma criação coletiva de Paulo Lage, Cheila Lima, Chris Santos, Carolina Branco e Sofia Loureiro e desenvolve-se em torno da ideia de respeito e amor pelos animais.

O mês termina com um concerto incrível dos indignu [lat.], no dia 27 de fevereiro pelas 21h, um coletivo com mais de uma década de trabalho. As melodias e distorções emocionais contrastantes são a principal característica do estilo da banda e contam já com quatro discos, Fetus In Fetu, o aclamado Odyssea, Ophelia e o mais recente Umbraque.

Ao mesmo tempo o teatromosca continua a dinamizar o projeto Ler e Dizer o Teatro em Família(s), um dispositivo desenvolvido pela associação Les Scènes Appartagées a partir de uma ideia de La Lisière e do festival Petits et Grands. O projeto divide-se em três sessões entre a família Bernardino e o artista Ricardo Cabaça, iniciando-se no dia 24 de janeiro. O objetivo deste projeto é (re)aproximar as obras literárias dramáticas do público.

Este projeto é pioneiro em Portugal e tem sido implementado pelo teatromosca, desde abril de 2020, na cidade de Agualva-Cacém, tendo continuamente entrado na casa de diversas famílias, reforçando laços e relações entre artistas e públicos.

Os bilhetes para estes espetáculos estão disponíveis na Ticketline e no site oficial do teatromosca.

Partilhar Artigo: