Revista Rua

2019-07-17T12:22:06+01:00 Cultura, Música

O saxofonista Charles Lloyd a abrir o Guimarães Jazz

Partilhar Artigo:
Charles Lloyd/ © D.R.
Redação17 Julho, 2019
O saxofonista Charles Lloyd a abrir o Guimarães Jazz
Partilhar Artigo:

O Guimarães Jazz já conta com 28 edições e em 2019 cumpre cumpre mais uma etapa de um percurso de quase três décadas de divulgação do jazz de todas as épocas e de todos os estilos.

O ano de 2019 não será exceção e de 7 a 16 de novembro, a cidade berço, receberá nomes como Charles Lloyd, Eric Harland, Joe Lovano, Antonio Sánchez, Vijay Iyer, Craig Taborn, Lina Nyberg, Rudy Royston e Andrew Rathbun.

É, no entanto, impossível não começar por destacar aquele que será o protagonista do concerto inaugural – o  saxofonista Charles Lloyd (7 novembro), um dos grandes músicos vivos do século XX e em pleno fulgor criativo, o qual regressará ao Guimarães Jazz com um quinteto de músicos notáveis, entre eles o baterista Eric Harland. Além de Lloyd, a outra figura de maior perfil desta edição será Joe Lovano (13 novembro), outro saxofonista incontornável do jazz contemporâneo que atuará com o seu mais recente, e surpreendente, trio, ao lado da notável pianista Marilyn Crispell (dezassete anos depois da sua primeira presença em Guimarães) e do percussionista Carmen Castaldi, o qual expressa uma dimensão mais livre, pessoal e intimista da música de Lovano.

De destacar também a predominância de bateristas de renome como Eric Harland, que apesar de surgir como sidemande Charles Lloyd, é hoje incontestavelmente um dos mais notáveis bateristas do presente, esta edição contará também com a presença do histórico baterista holandês Han Bennink, que se apresentará com aquela que é hoje uma instituição do jazz europeu – a ICP Orchestra (11 novembro) –, e de dois dos representantes de uma geração de instrumentistas num momento de plena afirmação do jazz norte-americano: os também compositores Rudy Royston(15 novembro) e Antonio Sánchez (8 novembro), notabilizado recentemente pela banda-sonora do filme Birdman.

Este ano, além da parceria com a Porta Jazz, haverá uma nova colaboração com o coletivo Sonoscopia.

Partilhar Artigo: