Revista Rua

O verão na Mesa de Lemos é feito de natureza

Inspirado na floresta, o chef esboçou um menu com novas texturas e combinações, num misto de sensações que já é característico da Mesa de Lemos.
Andreia Filipa Ferreira2 Agosto, 2023
O verão na Mesa de Lemos é feito de natureza
Inspirado na floresta, o chef esboçou um menu com novas texturas e combinações, num misto de sensações que já é característico da Mesa de Lemos.

Encontramos a Mesa de Lemos no coração do Dão, na bela Quinta de Lemos. É o único restaurante na zona centro distinguido com uma estrela Michelin e uma estrela Verde, mérito da dedicação do chef Diogo Rocha. Com sabores surpreendentes, o espaço gastronómico apresenta sugestões especiais para este verão, com pratos alinhados com a vontade da natureza.

Convidando para uma viagem pelo país, o menu de verão da Mesa de Lemos traz os produtos sazonais reconhecidos: a enguia (do centro do país), o besugo (da costa), o cherne (dos Açores), o cabrito (da Serra do Caramulo), o requeijão (da Serra da Estrela), o pêssego (das Beiras) e o morango (da Quinta de Lemos, claro). O bacalhau da Islândia junta-se a esta lista, sendo também um ícone na cozinha portuguesa.

Inspirado na floresta, o chef esboçou um menu com novas texturas e combinações, num misto de sensações que já é característico da Mesa de Lemos.  “A floresta tem características diferentes consoante as estações do ano e não é apenas no inverno que é fascinante. Nos meses de calor, reconforta-nos sobretudo com a fresquidão da sombra e a paz, longe do rebuliço da cidade. Também este menu é fresco e transporta-nos para uma zona de conforto que a vida simples do campo nos pode proporcionar. Nós estamos em Silgueiros, rodeados por vinhas, oliveiras, floresta e montanha, com uma riqueza imensa de património ambiental, que nos inspira todos os dias. E é justamente essa a experiência completa que queremos que os clientes levem daqui, com uma visão desperta para outras paisagens e recantos do nosso país”, refere o chef Diogo Rocha.

E nada ficou ao calhas. A par da criação do menu, Diogo Rocha concebeu a loiça, dedicada também à floresta, concretizada pela artista Geraldine de Lemos, filha do mentor da Quinta de Lemos e do restaurante, Celso de Lemos. “A ideia permite fechar à mesa um ciclo que se forma na própria Quinta, com a horta, o vinho e o azeite, tudo de produção própria e sustentável; os tecidos das toalhas e dos guardanapos provenientes da marca têxtil de excelência da família, a Abyss & Habidecor; e, por fim, a loiça que sai do atelier Geraldine, que se avista do próprio restaurante”, explicam.

Escolha o seu menu e entre nesta viagem:

Menu do Chef

8 momentos

Preço: 145€, com suplemento de vinhos Quinta de Lemos por 55€

Menu de Lemos

6 momentos

Preço: 115€, com suplemento de vinhos Quinta de Lemos por 35€

Menu Criança

Preço: 45€

Partilhar Artigo: