Revista Rua

2019-12-03T15:23:09+00:00 Cinema, Radar

Os 15 filmes que não pode perder este Natal

© D.R
Redação
Redação3 Dezembro, 2019
Os 15 filmes que não pode perder este Natal

O Natal está à porta e logo que chega esta altura do ano ressaltam nas nossas lembranças filmes que marcaram o Natal de diversas gerações.  Nós aproveitamos para relembrar 15 filmes marcantes do cinema que valorizam o espírito natalício ou simplesmente que a ação se passa nessa época. Desde os clássicos até às comédias românticas, passando pelos mais fantásticos, esta é uma lista onde, com certeza, ficam de fora muitos outros com a mesma dose natalícia.

Eduardo Mãos de Tesoura (Edward Scissorhands, 1990)

Este fantástico conto de fadas moderno com tons sombrios dirigido por Tim Burton conta a história de uma menina que pede à sua avó para lhe contar uma história para dormir sobre como surgiu a neve. A senhora então passa a contar para a neta a história de Edward.

Edward é a criação de um velho inventor que veio a falecer antes de ter a oportunidade de terminar o seu último trabalho, um jovem artificial de carne e osso, deixando-o sem nenhuma das mãos e completamente sozinho, na mansão sombria onde somente os dois moravam. No lugar das mãos existiam umas enormes tesouras com as quais Edward esculpia e cuidava do jardim da mansão.

Assalto ao Arranha-Céus (Die Hard, 1988)

De toda a lista este é, com certeza, o filme mais sangrento, mas não deixa de ser um clássico filme, típico desta época.

Durante as festividades de Natal, o polícia nova-iorquino John McClane vai visitar a esposa Holly Gennero a Los Angeles. Quando chegou a L.A., dirige-se à festa de Natal da empresa onde ela trabalha, a Nakatomi Trading, no edifício da multinacional, o Nakatomi Plaza. É apresentado a diversas pessoas, entre elas o CEO da companhia, Joe Takagi. Entretanto, durante as festividades, um grupo de terroristas alemães, liderados por Hans Gruber, invadem o prédio e sequestram todos os convidados, com a intenção de roubar 640 milhões em ações. McClane escapa ao grupo de Gruber e passa a ser o único a poder combater os terroristas.

O prédio onde se passa a história, o Fox Plaza, é real e é a sede dos estúdios Fox em Century City, Los Angeles. Na época os produtores procuravam um local para as filmagens e o prédio, que ainda estava em construção, como no filme, foi considerado ideal para a história.

Sozinho em Casa / Sozinho em Casa 2 (Home Alone (1990)/ Home Alone 2: Lost In New York (1992)

 Não há natal sem “Sozinho em Casa” e em dose dupla.

Esta comédia tornou-se num dos maiores clássicos de natal conta com Macaulay Culkin como Kevin McCallister, um menino de 8 anos que é deixado para trás quando a sua família voa para Paris para as férias de Natal. Kevin inicialmente aprecia estar sozinho em casa, mas logo tem que lidar com dois ladrões, interpretados por Joe Pesci e Daniel Stern.

A sequela acontece um ano após os acontecimentos de Home Alone, Kevin e a sua família decidem fazer uma viagem à Flórida, mas Kevin acidentalmente embarca no avião errado e acaba indo para Nova York. Usa o cartão de crédito do seu pai para ficar no Plaza Hotel, mas logo é confrontado pelos recém-escapados bandidos. Inteligente, adapta-se para sobreviver e fazer amizade com cidadãos improváveis e ainda enganar os seus antigos inimigos novamente, enquanto sua família tenta desesperadamente encontrá-lo.

O Estranho Mundo de Jack (The Nightmare Before Christmas, 1993)

Este filme conta com dois repetentes na nossa lista, o realizador, Tim Burton, e a banda sonora de Danny Elfman.

O filme conta a história de Jack Skellington da “Cidade do Halloween” que abre um portal para a “Cidade do Natal”. A génese do filme começa a partir de um poema criado por Tim Burton quando era um animador da Disney no início dos anos 80. Com o sucesso de Vincent em 1982, a Disney começou a considerar O Estranho Mundo de Jack como um tema para uma curta-metragem ou como um especial de televisão. Ao longo dos anos, as ideias de Burton regressaram novamente ao projeto, e em 1990, Burton e a Disney chegaram a um acordo. A produção começou em Julho de 1991, em São Francisco. A Walt Disney Pictures decidiu lançar o filme sob nome da Touchstone Pictures devido ao pensamento que o resultado final seria “muito obscuro e assustador para as crianças”.

O Amor Acontece (Love Actually, 2003)

São nove histórias que se entrelaçam mostrando as complexidades da emoção que nos conecta a todos: o amor. Entre os personagens, o belo recém-eleito primeiro-ministro britânico, David, que se apaixona por uma jovem funcionária. Uma desenhista gráfica, Sarah, cuja devoção a seu irmão, doente mental, complica sua vida amorosa. Harry, um homem casado tentado por sua atraente nova secretária. São vidas e amores que se misturam na romântica Londres, e atingem o seu clímax na noite de Natal.

O mérito de O Amor Acontece está na criatividade narrativa dos diversos núcleos e no carisma de seus personagens.

O elenco é de peso, com destaque para Bill Nighy, Colin Firth, Liam Neeson, Emma Thompson, Martin Freeman, Keira Knightley, Hugh Grant, Laura Linney, Rodrigo Santoro, Alan Rickman e ainda a atriz portuguesa Lúcia Moniz.

O Grinch (How the Grinch Stole Christmas, 2000)

 Este é um filme baseado no livro de 1957 com o mesmo nome de Dr. Seuss. Foi o primeiro livro de Dr. Seuss a ser adaptado numa longa-metragem.

O filme foi dirigido por Ron Howard, produzido por Howard e Brian Grazer, e protagonizado pelo comediante, Jim Carrey. O filme passou quatro semanas em primeiro lugar nos Estados Unidos. O Grinch é o segundo filme com maior sucesso de bilheteira de todos os tempos, em altura de férias, atrás apenas de Sozinho Em Casa.

O Diário de Bridget Jones (Bridget Jones’s Diary, 2001)

 Bridget Jones, uma mulher de trinta anos, decide, entre as resoluções de Ano Novo escrever um diário. Bridget revela, a cada capítulo, as suas qualidades e os seus defeitos, além de expor com muito humor situações que fazem parte do dia a dia de várias mulheres nesta mesma faixa de idade: problemas com o trabalho, a busca do homem ideal, etc. Cada capítulo do livro trata de um determinado dia na vida desta anti-heroína, que sempre inicia o seu relato contabilizando o peso e as calorias, cigarros e unidades alcoólicas que consumiu no dia anterior.

O Diário de Bridget Jones é uma comédia romântica, realizada por Sharon Maguire e com argumento de Helen Fielding, baseado no livro da sua autoria.

Do Céu Caiu uma Estrela (It’s a Wonderful Life, 1946)

Dirigido por Frank Capra, conta a história de George Bailey (James Stewart) um grande empresário que passa por problemas financeiros e decide matar-se na noite de Natal. Quando está prestes a saltar de uma ponte, se depara com um anjo chamado Clarence (Henry Travers), que o faz refletir sobre sua vida e a consequência de suas ações.

É o filme mais antigo da lista e provavelmente a mais bela história de Natal alguma vez feita em cinema. É um hino à vida e ao amor. Indispensável este Natal.

Tom Hanks e o diretor Robert Zemecks reuném-se para O Expresso Polar, uma aventura inspirada no livro infantil de Chris Van Allsburg. Quando um menino cheio de dúvidas apanha boleia para o Polo Norte, ele embarca numa jornada de auto descobrimento descobrindo que a maravilha da vida nunca desaparece para aqueles que acreditam.

Gremlins, 1984

Um inventor está à procura de um presente especial para o seu filho e encontra algo interessante numa loja em Chinatown. O dono da loja fica relutante em vender-lhe a pequena criatura, mas acaba por aceitar, sob a condição de que ela nunca seja exposta à luz, água ou alimentada após a meia-noite. Naturalmente que todas essas regras são desobedecidas, o que resulta num bando de monstrinhos descontrolados que decidem destruir a cidade bem na véspera do Natal.

Um Conto de Natal (Disney’s A Christmas Carol, 2009)

Nas vésperas do Natal, o amargo Ebenezer Scrooge comporta-se de maneira mesquinha até mesmo com o seu sobrinho. Devido ao seu temperamento, os fantasmas do Presente, do Passado e do Futuro aparecem e levam Scrooge para uma viagem que o fará pensar numa mudança de vida.

É uma adaptação da história com mesmo nome de Charles Dickens e protagonizado por Jim Carrey numa infinidade de papéis, incluindo Ebenezer Scrooge como um homem jovem, de meia-idade e idoso, e os três fantasmas que assombram Scrooge.

 Shrek Especial de Natal (Shrek the Halls, 2007)

Shrek e Fiona estão a tentar aproveitar o máximo possível a vida de casados com os seus três filhos. Mas aparece o Burro, todo animado com o Natal, incomodando o Shrek, que insiste que na sua casa ninguém liga ao Natal, mas quando começa a nevar, aparece logo Fiona, toda alegre com seu primeiro Natal em família com Shrek e os seus filhos. A partir daí, Shrek corre muito para conseguir com que a festa fique pronta a tempo, mas aparece Burro, Pinóquio, o Gato de Botas, os três Porquinhos, o Lobo Mau, o Biscoito, os três Ratinhos Cegos e o Dragão Fêmea (esposa da Burro) na noite de Natal na casa de Shrek para estragar a festa e isso deixa o ogre cheio de raiva.

Com 30 minutos de duração, foi dirigido por Gary Trousdale, produzido pela DreamWorks Animation e baseado no livro infantil Shrek!, criado pelo escritor William Steig em 1990. Mike Myers, Eddie Murphy, Cameron Diaz e Antonio Banderas emprestaram as vozes, como habitual em toda as longas-metragens.

Harry Potter é uma série de filmes britânico-americana baseada na série de livros homónima da escritora J.K. Rowling. A série é distribuída pela Warner Bros. e consiste em oito filmes, iniciando com Harry Potter e a Pedra Filosofal (2001) e finalizando com Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2 (2011). A série narra as aventuras de um jovem chamado Harry Potter, que descobre aos 11 anos que é um feiticeiro ao ser convidado para estudar na Escola de Magia de Hogwarts.

A série foi produzida por David Heyman e tem Daniel Radcliffe, Rupert Grint e Emma Watson como os três personagens principais, Harry Potter, Rony Weasley e Hermione Granger, respetivamente. Quatro realizadores trabalharam nesta saga: Chris Columbus, Alfonso Cuarón, Mike Newell e David Yates.

Senhor dos Anéis (The Lord of the Rings, 2001-2003)

Parece que não, mas foi quase há 20 anos que estreou a primeira adaptação ao cinema da mítica saga de O Senhor dos Anéis, criada pelo autor britânico J.R.R. Tolkien. A trilogia realizada por Peter Jackson foi um enorme sucesso, tanto junto do público como da crítica. Apesar de seguirem a linha-mestra da trilogia, os filmes possuem inserções e desvios em relação ao material original. Os três filmes foram rodados em simultâneo na Nova Zelândia. Este é um filme recorrente nos canais de televisão portugueses na altura do natal.

O Amor não Tira Férias (The Holiday, 2006)

Terminámos a nossa lista com uma comédia natalícia sobre mudanças de vidas e a procura  de “novos ares”. Amanda Woods e Iris Simpkins são duas mulheres que vivem completamente distantes uma da outra, na verdade, elas vivem em dois pontos completamente opostos da Terra. Mas as duas possuem algo em comum: estão cansadas da vida que levam e precisam desesperadamente de uma mudança. É aí que as duas se conhecem pela Internet e resolvem colocar em prática um plano maluco: resolvem trocar de casas justamente na altura do Natal, ou seja, Amanda vai viver na casa de Iris e Iris na casa de Amanda.

Partilhar Artigo: