Revista Rua

2020-01-18T15:24:26+00:00 Opinião

Os novos anos 20

Crónica
Márcio Luís Lima
Márcio Luís Lima
18 Janeiro, 2020
Os novos anos 20

Motivação — os novos anos vinte carecem de motivação! Algo que grite tão pungentemente “faz!” dentro de nós mesmos, como que dispostos a largar tudo pela mulher dos nossos sonhos, pela tépida amante escondida junto do tapete, o jazz caloroso num bar de beco com metro e meio quadrado, trauteando ritmos enfáticos que elevem a alma para fora do corpo, um grupo de artistas desnorteados e ébrios com palavras ou cores novas, excedendo espectros naturais e paletas anómalas — motivados! — um novo ressoar da bateria de Max Roach entre copos de cerveja e cigarros enrolados, num custo de vida simplório, que pouco mais pode pagar.

“um fino, por favor!” esquivando o olhar “tens filtros?”

Os novos anos vinte, os loucos anos vinte, que passados cem anos regressam sedentos de novos escritores, poetas, pintores — loucos, mas motivados — pelos recantos das cidades europeias, ainda jovens, a demarcarem-se num palco de madeira rangida, semeando vontade, ansiando escolher uma, (basta uma!), oportunidade, para que se lhes agarrem pelo pescoço e não a deixem escapar ecoando novos nomes pelos cafés, pela sociedade europeia dos cafés, às seis da tarde e às dez da noite, alcovitando as modos e maneiras de outrem

“que achaste dele?”

“não gostei, não tem voz própria”

e todos querem encontrar-se, encontrar-se noutro, ser-se noutra pessoas, na sociedade, ouvir-se através de outros que não eles próprios, ou o seu núcleo reservado — ser-se — só se é experienciado o público, então procura-se isso tudo!

Os olhares mais atentos da sociedade já começaram a denotar que as colheitas dos anos noventa estão a dar frutos, a pequenos passos trôpegos, mas com uma vontade firme de ser-se. Que se abram portas aos novos anos vinte que, miseramente, anseiam a safra desta época.

Sobre o autor

Licenciado em Filosofia (atual mestrando). Escritor, no sentido lato da palavra. Um apaixonado por boa literatura. Presente através do ig (@marcioluislima) e de becodapedrazul.wordpress.com. Toda a escrita tem por base o detalhe certo, daí sucede-se a vida.

Partilhar Artigo: