Revista Rua

2019-02-12T23:26:17+00:00 Cultura, Pintura, Radar

Vila Nova de Gaia recebe exposição de Paula Rego pela primeira vez

©2018 Nick Willing
Redação
Redação12 Fevereiro, 2019
Vila Nova de Gaia recebe exposição de Paula Rego pela primeira vez
Casa das Histórias Paula Rego | Fundação D. Luís I | Câmara Municipal de Cascais | Fotografia Carlos Pombo

A Casa-Museu Teixeira Lopes/Galerias Diogo de Macedo recebe a exposição “Paula Rego, 1982-2006:Uma seleção”. A partir do próximo sábado podemos ver pela primeira vez em Vila Nova de Gaia uma exposição da artista portuguesa contemporânea mais conhecida mundialmente, Paula Rego, sob a curadoria de Catarina Alfaro (coordenadora da programação e conservação da Casa das Histórias Paula Rego).

Sessenta obras foram especialmente selecionadas para compor esta mostra, centrando-se em dois dos momentos mais decisivos no percurso artístico da pintora: as décadas de 1980 e 1990, destacando-se, ainda, um capítulo inteiramente dedicado a Peter Pan, explicado por Catarina Alfaro: “Esta série condensa todo um imaginário infantil, recriando um mundo de fantasia, de faz-de-conta sobre a fantástica história de Peter Pan, o rapaz que se recusava a crescer. Por outro lado, coloca-nos frente a frente com a vivacidade e a solidez do mundo imaginário da artista, onde as histórias ouvidas durante a infância funcionam como verdadeiras estruturas realistas que integram aspetos da sociedade e seus arquétipos – afinal, aquilo que melhor caracteriza a obra de Paula Rego”, descreveu a curadora.

Casa das Histórias Paula Rego | Fundação D. Luís I | Câmara Municipal de Cascais | Fotografia Carlos Pombo

Para Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Gaia, “esta exposição vem, uma vez mais, reforçar a imagem de Gaia como polo cultural de referência e como ‘cidade das artes’. Temos procurado estreitar as relações entre os artistas, trazer a Gaia grandes nomes do panorama artístico nacional e internacional e habituar o público da Área Metropolitana do Porto e da região norte a um calendário contínuo de exposições”.

A exposição ficará patente na Casa-Museu Teixeira Lopes/Galerias Diogo de Macedo até 30 de abril, abrindo ao público este sábado às 14h00.

Partilhar Artigo: