Revista Rua

2020-10-16T17:58:31+00:00 Cinema, Cultura

Porto/Post/Doc 2020: um olhar da representação das cidades no cinema

Entre os dias 20 e 29 de novembro, a edição 2020 terá lugar no Teatro Municipal do Porto, no Passos Manuel e no Planetário do Porto.
La Jetée, Chris Marker
Redação
Redação16 Outubro, 2020
Porto/Post/Doc 2020: um olhar da representação das cidades no cinema
Entre os dias 20 e 29 de novembro, a edição 2020 terá lugar no Teatro Municipal do Porto, no Passos Manuel e no Planetário do Porto.

Por Sara Araújo

Depois de discutir questões identitárias em 2019, o festival Porto/Post/Doc deste ano regressa com o tema central A Cidade do Depois. Entre os dias 20 e 29 de novembro, a edição 2020 terá lugar no Teatro Municipal do Porto, no Passos Manuel e no Planetário do Porto. Tal como outros eventos culturais, a programação deste ano teve de se adaptar e criou uma edição online, que disponibilizará grande parte da seleção em VoD (um formato que permite o acesso aos conteúdos a qualquer hora do dia).

O programa da edição deste ano será marcado por uma retrospetiva da representação cinematográfica das cidades ao longo do último século, através de um fórum de conversas e o visionamento de uma seleção de filmes. O objetivo passa por percorrer as várias fases presentes neste último século, desde o frenesim das vanguardas nos loucos anos 20 ao slow cinema contemporâneo.

O fórum de conversa, apelidado de Fórum do Real, contará com especialistas de várias áreas, como o filósofo Paulo Pires do Vale, o sociólogo Boaventura de Sousa Santos, a arquiteta Ana Aragão, o crítico de cinema Roger Koza, a historiadora de arte Pascale Cassagnau, a programadora Maria João Madeira, entre outros. Numa conversa pela primeira vez aberta a participações online e presenciais, o Fórum do Real pretende debater algumas mudanças do último século e a sua repercussão nas cidades: depois do êxodo rural; depois das guerras fratricidas; depois dos loucos anos burgueses; depois da urbanização; depois da gentrificação e do turismo massificado; depois das sucessivas crises políticas e económicas.

Na programação dos filmes, todos foram selecionados para ressaltar aspetos singulares da cidade. Entre eles estão alguns filmes portugueses como A Invenção do Amor de António Campos e Juventude em Marcha de Pedro Costa, assim como opções internacionais, como Killer of Sheep de Charles Burnett, La Jetée de Chris Marker, Millennium Mambo de Hou Hsiao-Hsien, e The Exiles de Kent Mackenzie.

O Porto/Post/Doc é um festival de cinema anual que tem como objetivo promover a cultura cinematográfica. A sua história começou em 2014 e desde então que tem juntado milhares pessoas, críticos e apoiantes do cinema, com o objetivo de engrandecer a sétima arte. A primeira edição foi um sucesso e resultou em bilheteiras esgotadas.

Movidos pela iniciativa Há Filmes na Baixa!, a associação cultural deste festival organiza também sessões mensais ao longo do ano e desenvolve um projeto educativo em parceria com escolas da cidade do Porto.

O programa completo do festival será apresentado apenas no dia 3 de novembro.

Realizado em parceria com a Câmara Municipal do Porto, o Porto/Post/Doc conta com o apoio do Ministério da Cultura e do Instituto do Cinema e Audiovisual e o mecenato da Fundação “la Caixa”/BPI.

Partilhar Artigo: