Revista Rua

2021-07-14T16:16:18+01:00 Radar, Sabores, Vinhos

Quintas de Melgaço apresenta nova colheita do QM Rosé

A frescura exalada torna o QM Rosé no acompanhamento ideal para harmonizar com saladas, aperitivos, pratos de peixe e marisco.
Redação14 Julho, 2021
Quintas de Melgaço apresenta nova colheita do QM Rosé
A frescura exalada torna o QM Rosé no acompanhamento ideal para harmonizar com saladas, aperitivos, pratos de peixe e marisco.

A Quintas de Melgaço acaba de anunciar a colheita de 2020 do QM Rosé, distinguido com medalha de ouro no Concours Mondial de Bruxelles 2021. A nova referência já se afirmou com um vinho de eleição num dos processos de avaliação de vinhos mais conceituados do mundo.

A mais recente novidade vínica da Quintas de Melgaço apresenta-se com uma personalidade jovem, fresca e persistente que se destacou entre mais de dez mil vinhos em competição, provenientes de 46 países produtores. Para o administrador da Quintas de Melgaço, Pedro Soares: “Lançar uma nova colheita como a do QM Rosé e verificar que a mesma é merecedora de um selo de confiança tão grande, é uma força motivadora enorme para continuarmos a trabalhar com o mesmo carinho e rigor de sempre. É uma honra saber que, mesmo quando a nossa produção se encontra no meio de tantos vinhos de renome do mercado global, a sua qualidade não deixa ninguém indiferente”.

A referência nasce a partir do blend de castas nobres brancas e tintas, da sub-região de Monção e Melgaço: a Alvarinho e a Sousão/Vinhão. A colheita de 2020 do QM Rosé diferencia-se pelo seu caráter pujante. Através de um processo baseado em saberes e métodos ancestrais, nasce um néctar de cor rosada, ligeira e delicada, revelando aromas deliciosos de frutos vermelhos, infusão de mentas e casca cítrica. A frescura exalada torna o QM Rosé no acompanhamento ideal para harmonizar com saladas, aperitivos, pratos de peixe e marisco, assim como um suave queijo amanteigado. Para uma experiência completa de deleite, o rosé deve ser servido a um temperatura entre os 8ºC e os 10ºC.

Partilhar Artigo: