Revista Rua

2021-03-26T14:29:25+00:00 Sabores, Vinhos

Real Companhia Velha sugere trio de vinhos a condizer

Um branco, um tinto e um porto ideais para o almoço de Domingo de Páscoa.
©D.R.
Redação26 Março, 2021
Real Companhia Velha sugere trio de vinhos a condizer
Um branco, um tinto e um porto ideais para o almoço de Domingo de Páscoa.

A pensar na Páscoa, a Real Companhia Velha selecionou do seu portefólio três vinhos ideais para um almoço de Domingo ainda mais especial: o Quinta dos Aciprestes branco 2019 o Quinta de Cidrô Touriga Nacional & Cabernet Sauvignon tinto 2016 e o Real Companhia Velha Porto Tawny 10 Anos. Vinhos que têm em comum a qualidade – com o cunho da bi-centenária Companhia Velha e a mestria do enólogo Jorge Moreira – e o facto de estarem acessíveis para compra, em lojas online, mas também em alguns super e hipermercados. 

 O Quinta dos Aciprestes branco 2019 (€9,00) resulta também ele de uma trilogia, desta feita de castas autóctones. Rabigato, Viosinho e Arinto estão na génese deste que é um branco com grande intensidade aromática e frescura. Um vinho muito equilibrado, onde se salientam notas cítricas e vegetais, revelando complexidade e exuberância. Na prova, mostra uma belíssima estrutura e volume, com boa textura e acidez, e um final longo e refrescante. Um branco para apreciar a solo, com queijos, enchidos, mariscos, peixes grelhados e caril de gambas.

 Da Quinta dos Aciprestes, situada na zona do Tua, em Soutelo do Douro, passamos para a Quinta de Cidrô, em São João da Pesqueira, uma das mais conhecidas zonas de produção de vinhos do Douro, na fronteira entre o Cima Corgo e o Douro Superior. Desta propriedade, a Real Companhia Velha propõe o Quinta de Cidrô Touriga Nacional & Cabernet Sauvignon (€18,00), agora na colheita de 2016. Um vinho limpo e brilhante, de cor rubi profundo, que à semelhança dos seus antecessores e como o nome indica foi concebido como um lote original de Cabernet Sauvignon e Touriga Nacional. Resultado do seu estágio em barricas de carvalho, demonstra intensidade e complexidade, ao mesmo tempo que finesse e elegância. Equilibrado por uma excelente estrutura, mostra-se encorpado e os aromas de fruta preta, baunilha, tabaco e chocolate revelam um enorme potencial para evolução em garrafa. Para acompanhar, o cabrito, tão famoso nesta celebração, perdiz, javali ou outras carnes vermelhas.

 No que toca à categoria Porto, a escolha vai para o Real Companhia Velha Porto Tawny 10 Anos (€20,00), que prima pela sua macieza e elegância. Com reflexos aloirados de tonalidade topázio, na cor, ressalta ao nariz um bouquet de aromas harmoniosos e elegantes, característico do envelhecimento em pipas e balseiros de carvalho, com notas de especiarias e frutos secos. Ideal para acompanhar uma doce sobremesa ou como digestivo, numa tarde de partilha em família.

Partilhar Artigo: