Revista Rua

2020-06-29T15:45:12+00:00 Radar

Responde rápido! com Alba Baptista

Desafiámos a atriz portuguesa a responder-nos a umas perguntinhas mais pessoais... leia o resultado!
Fotografia ©D.R.
Andreia Filipa Ferreira
Andreia Filipa Ferreira29 Junho, 2020
Responde rápido! com Alba Baptista
Desafiámos a atriz portuguesa a responder-nos a umas perguntinhas mais pessoais... leia o resultado!

A portuguesa Alba Baptista é a protagonista da nova série da Netflix, Warrior Nun, que estreia a 2 de julho. Aproveitámos o momento para conhecer melhor o íntimo da atriz de 22 anos.

O que querias ser quando fosses grande?

Pintora.

Agora que és grande, o que queres ser a seguir?

Quem sabe… talvez até pintora!

O que dirias à Alba Baptista no início da sua carreira?

Vai correr tudo bem e isto é tudo um jogo grande.

Alguma vez te deram algum conselho que nunca esqueceste?

Para quando estiver no plateau dar o exemplo a outros atores. Ser o mais confiante, vibrante e verdadeira possível porque isto inspira outros atores. Ser boa colega sempre. Mantive sempre esse mantra comigo.

Uma cidade de coração?

Rio de Janeiro.

Preferes conversas olhos nos olhos ou trocar mensagens?

Olhos nos olhos.

O que mais te irrita nas pessoas?

Falsidade.

 Tens alguma virtude que te orgulhe?

Ser verdadeira comigo mesma.

Tens um filme preferido?

Vários. Mas talvez Um Eléctrico Chamado Desejo [Título original:

A Streetcar Named Desire]

Uma viagem de sonho?

Tibete e Nepal.

Um prato favorito?

Moussaka, é um prato grego.

Um medo?

Escuro.

Um talento secreto?

Ler bem as pessoas.

Superstições?

Várias. Provavelmente qualquer uma que estejam a pensar.

Filme ou novela?

Filme.

Uma personagem que já desempenhaste e que vestirias a pele para sempre?

Talvez a Sara, da Filha da Lei.

Um ator ou atriz que gostasses de tomar o lugar?

Se pudesse escolher a carreira de alguém seria a Natalie Portman.

Uma coisa que mudasses no mundo?

A situação climática.

Um poder mágico que quisesses ter?

Provavelmente respirar dentro de água.

Um desejo para o futuro?

Manter a minha felicidade interior.

Partilhar Artigo: