Revista Rua

2019-08-29T12:06:30+01:00 Cultura, Outras Artes

Segunda edição do Germinal promove 40 encontros em Famalicão

Partilhar Artigo:
Davis Freeman/©D.R.
Redação29 Agosto, 2019
Segunda edição do Germinal promove 40 encontros em Famalicão
Partilhar Artigo:

O projeto artístico Germinal realiza-se entre os dias 21 de agosto e 7 de setembro e vai ocupar espaços públicos de Vila Nova de Famalicão com conferências, espetáculos, performances, instalações e criações originais que pretendem despertar o debate em torno da criação. Englobando um total de 30 artistas nacionais e internacionais, o Germinal, reserva um lugar especial para o desocultamento do processo da criação artística e a sua relação com a consciência cívica e ambiental.

Da programação fazem parte nomes como Edgar Massul, artista plástico, irá apresentar diversas instalações desenhadas para o Parque da Devesa; uma instalação projetada por Patrícia Barbosa, Pedro Barbosa e Inês Castanheira. Davis Freeman também fará parte da programação com  a estreia de “It all comes out at night” que é o culminar de um processo de trabalho resultante de uma residência artística de Davis Freeman e de mais de dez jovens atores que responderam à provocação através de uma open call nacional.

Pascal Luneau/ ©Sarah Robine

Dando continuidade a uma cooperação de sete anos com o Cão Danado, Pascal Luneau,  apresentará numa conversa o projeto “Outside”, um programa de formação, orientação e promoção para estudantes e ex-estudante da Academia Contemporânea de Espetáculo de Famalicão. Será ainda projetado o filme “Assentos”, com realização de Luneau. Este é o resultado fílmico de um workshop e um espetáculo realizados na primeira edição Germinal, entre o realizador e treze jovens atores de Famalicão, sobre o ato de estar sentado com, ou diante de outras pessoas.

A novidade maior deste ano é o Ponto de Encontro Germinal. Um espaço de partilha e discussão aberta que servirá como ponto de contacto entre artistas, a cidade e o público da mostra. Também no Parque da Devesa, o Ponto de Encontro Germinal pretende ser ainda um microfone aberto, onde artistas e músicos locais podem partilhar os seus processos de trabalho de forma informal. Tchakili café-poesia é uma das propostas – um projeto que apresenta eventos passados, convidando-se a novas colaborações através da troca de comida, poesia e música.

Partilhar Artigo: