Revista Rua

2019-06-26T18:09:06+00:00 Cultura, Música

Kevin Morby, Nubya Garcia, Paddy Steer e Luís Severo até setembro em Braga

Um palco gratuito no maior evento da cidade, um concerto com 8 horas de duração, um ciclo de jazz com alguns dos melhores nomes nacionais e internacionais e cinema ao ar livre são algumas das propostas do gnration até ao final do verão.
Redação
Redação26 Junho, 2019
Kevin Morby, Nubya Garcia, Paddy Steer e Luís Severo até setembro em Braga
Um palco gratuito no maior evento da cidade, um concerto com 8 horas de duração, um ciclo de jazz com alguns dos melhores nomes nacionais e internacionais e cinema ao ar livre são algumas das propostas do gnration até ao final do verão.
© Barrett Emke

O programa para o trimestre julho-setembro do centro cultural bracarense arranca já a 8 de julho com um concerto fora de portas. Inserido no ciclo gnration@, iniciativa do gnration que procura dinamizar atividades culturais em locais emblemáticos da cidade de Braga, o cantautor norte-americano Kevin Morby atuará no jardim do Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa. Morby atuará em formato duo e estará acompanhado pelo saxofonista Hermon Mehari.

De 11 a 13 de julho, a quinta edição do Julho é de Jazz trará ao pátio exterior do gnration algumas das mais interessantes figuras do jazz contemporâneo internacional e nacional.

Ainda em julho, o gnration e o INL – Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia inauguram uma nova instalação audiovisual na galeria INL. A conceituada artista media escocesa Florence To é a nova convidada a integrar o programa Scale Travels, iniciativa que alia arte e nanotecnologia em projeto pioneiro. Depois de um período em residência artística no INL, Florence To apresentará Akhromology, patente para visita de 11 julho a 28 de setembro. A entrada é livre.

Também em julho o compositor e artista media português Rui Penha apresentará “Uma série de harmónicos”, exposição que exibe a instalação interativa Resono e a instalação audiovisual Pendulum. Para ver de 19 de julho a 4 de outubro, com entrada livre.

Em agosto, o cinema ao ar livre volta a tomar conta do pátio exterior do gnration para a quarta edição do Cinema no Pátio. Este ano, o ciclo apresenta quatro filmes essenciais na história do cinema: Sétimo Selo, de Igmar Bergman; As Asas do Desejo, de Wim Wenders; A Dupla Vida de Véronique, de Krzysztof Kieslowski e Corpo e Alma, de Ildikó Enyedi. As sessões terão lugar a 1, 8, 22 e 29 de agosto e a entrada é livre.

O grande destaque do programa cultural trimestral do gnration vai para o palco gnration@ Noite Branca de Braga, que pelo segundo ano consecutivo volta a realizar-se na praça maior do edifício do gnration. O gnration assume o palco secundário do maior evento da cidade de Braga, que decorrerá a de 6 a 8 de setembro, e apresenta concertos em dois dos três dias do evento. O programa terá, assim como o evento, entrada gratuita.
Na noite de 6 de setembro, sexta-feira, primeiro dia do evento, o gnration propõe uma experiência em formato concerto de longa duração no qual o público é convidado a pernoitar no gnration. Sleeping Concert será musicado por Cody XV, Dora Vieira, Frederico Dinis e Rui Dias, quatro músicos do distrito de Braga. O concerto requer pré-inscrição e os participantes têm direito a pequeno-almoço grátis.

Já a 7 de setembro, sábado, o palco do gnration@ Noite Branca receberá concertos de Sculpture, Glockenwise, Paddy Steer, IVY, Fere (no âmbito do Trabalho da Casa), CACO.MEAL, Ocenpsiea e ainda um DJ set pelo realizador português Eduardo Morais. Os concertos distribuem-se entre tarde e noite

No programa de setembro, o gnration receberá o músico e cantautor português Luís Severo, que dará a conhecer o seu mais recente trabalho discográfico, O Sol Voltou. A fechar o programa cultural de setembro, o gnration receberá uma exposição da 29ª edição do festival internacional de fotografia e artes visuais Encontros da Imagem.

©Neuza Rodrigues

O programa de serviço educativo jul-set contará com a residência artística (1 a 5 de julho) e ensaio aberto (6 de julho) de “Calígula morreu. Eu não.”, projeto de exploração, investigação e prática artística inclusiva. O programa apresenta ainda o Coderdojo (21 set), workshop de programação para jovens entre os 7 e os 17 anos, e a exibição das melhores curtas-metragens infantis do 27ª Curtas Vila do Conde – Festival Internacional de Cinema.

Partilhar Artigo: