Revista Rua

2021-07-29T17:37:17+01:00 Em Destaque, Sabores, Vinhos

Síbio Rosé 2020, a nova colheita é um espelho do terroir duriense

Um vinho bastante equilibrado e cheio de caráter, com uma acidez viva e refrescante.
©D.R.
Redação29 Julho, 2021
Síbio Rosé 2020, a nova colheita é um espelho do terroir duriense
Um vinho bastante equilibrado e cheio de caráter, com uma acidez viva e refrescante.

A Real Companhia Velha acaba de apresentar uma nova referência vínica que promete ser o complemento ideal para o verão. Com um portefólio de renome e uma produção de vinhos de alta qualidade, a marca apresenta o novo Síbio Rosé 2020.

Com um packaging sofisticado e elegante, o novo vinho chega ao mercado em três formatos: standard (750 ml), magnum (1,5L) e double magnum (3L). O Síbio Rosé 2020 é um vinho para se beber sozinho ou a acompanhar peixes grelhados, vieiras caramelizadas e pratos picantes. Como o nome evidencia, o vinho tem origem nas terras da Quinta do Síbio, no planalto de Alijó, uma zona conhecida pelo seu clima fresco e solos mais ricos, permitindo que a casta principal – Touriga Nacional – possa amadurecer de forma mais lenta, preservando o seu caráter aromático. O mesmo acontece com a frescura e a acidez, garantindo um vinho aromático e cheio de expressão. Apresenta ligeiras nuances de morango, complexadas com notas florais e frutos vermelhos. Na prova, mostra-se repleto de sabores frutados e, ao mesmo tempo, um rosé complexo e com um bom volume de boca. No final da prova, é um vinho bastante equilibrado e cheio de caráter, com uma acidez viva e refrescante.

Da Quinta do Síbio, uma das cinco propriedades da Real Companhia Velha e considerada um museu a céu aberto, além deste Síbio Rosé produziu-se ainda o Síbio Ananico, um varietal de Moscatel Ottonel, o Síbio Arinto e o Síbio Field Blend (nos brancos), assim como o Síbio Tinto.

Partilhar Artigo: