Revista Rua

2021-08-30T10:49:39+01:00 Em Destaque, Sabores, Vinhos

Soalheiro apresenta novas experiências de enoturismo

Visitar o Soalheiro é uma experiência que vai muito além da prova de vinhos.
©D.R.
Redação6 Agosto, 2021
Soalheiro apresenta novas experiências de enoturismo
Visitar o Soalheiro é uma experiência que vai muito além da prova de vinhos.

Com uma localização privilegiada e uma vista única sobre o território que é demarcado pelas montanhas e atravessado pelo rio Minho, a Quinta do Soalheiro convida à descoberta de uma cultura vínica muito particular. A oferta de enoturismo foi renovada e há novas experiências gastronómicas para desfrutar das riquezas da região em pleno.

Em 1974 nascia a primeira vinha contínua de Alvarinho, em Melgaço, no Soalheiro. Atualmente, este projeto familiar continua a ser a bandeira do Alvarinho no mundo, dando a conhecer e a provar o melhor que a região tem para oferecer. Considerando Melgaço e Monção como um centro da viticultura de minifúndio, com pequenas parcelas tratadas como jardins por várias famílias, a diversidade é uma marca do território – que está na génese dos vinhos Soalheiro. O Soalheiro continua ainda hoje a ser gerido pela família fundadora: os irmãos António Luís e Maria João e a mãe Palmira.

Visitar o Soalheiro é uma experiência que vai muito além da prova de vinhos. É a descoberta completa de um território, das suas gentes e tradições, assim como a riqueza da biodiversidade. Há quatro horários por dia para visitas, priorizando os grupos pequenos para garantir a qualidade da experiência.

A oferta de enoturismo foi atualizada, reforçando as provas de vinho e infusões, as harmonizações gastronómicas com produtos típicos da região e o alojamento. As experiências iniciam-se com uma visita às vinhas, em regime de produção biológica, à adega e à cave de inovação, pelo que existem seis opções de provas que podem ser desfrutadas no terraço panorâmico do Soalheiro. A par das experiências vínicas é possível degustar uma tábua de queijos e enchidos locais ou optar por uma refeição ligeira, que inclui uma tábua com fumeiro de porco bísaro, criado em regime de produção ecológica, na Quinta de Folga.

Para prolongar a experiência, a Casa das Infusões que se encontra na propriedade é o ponto de partida perfeito para descobrir o território. Esta unidade de turismo rural, inaugurada em 2020, conta com três quartos e inclui um pequeno-almoço servido num cesto de piquenique. Uma outra novidade é o kit À Descoberta do Território que reúne todos os essenciais para uma verdadeira aventura pelas paisagens únicas que compõem o retrato da margem sul do rio Minho.

Partilhar Artigo: